O inacreditável retorno retrô de Donkey Kong Country


Por Alexei Barros

A conferência da Nintendo na E3 2010 foi um momento de fortes emoções. Muitas. Então vou começar pelo que para mim foi o ápice. Minhas expectativas estavam baixas porque já esperava por uma avalanche decepcionante de tranqueiras casuais (perdão pela franqueza), no instante em que Reggie Fils-Aime, o CEO da Nintendo of America, comentou que o próximo jogo a ser mostrado estava em desenvolvimento pela Retro Studios. Daí começou a tocar uma certa música familiar. Pensei: “ah, não… não me diga que…”

Lá vem o clichê: era bom demais para ser verdade. E era. Um novo Donkey Kong. Um novo Donkey Kong, e 2D, com os mesmos personagens, barris e carrinhos de minas que consagraram a suprema trilogia do Super Nintendo. No final do trailer, mais um sobressalto que confirmava aquilo que sonhava em vão há 14 anos: Donkey Kong Country Returns!

Um delírio que parecia enterrado no momento em que a Rare, a responsável pela trinca, fora adquirida pela Microsoft em 2002, uma compra que, como todos sabem, até o momento não justificou os 375 milhões de dólares desembolsados. Mesmo porque os principais cabeças nem estão mais lá. Sempre me perguntava: será que a Nintendo precisava mesmo da Rare para fazer o Donkey Kong Country 4? Pior! A Rare disse que por ela não haveria problema, claro, imaginando-se para um portátil, em que não vale a exclusividade da Microsoft. A decisão de incumbir a Retro Studios do desenvolvimento é magistral, porque o estúdio californiano que se consagrou com a trilogia Metroid Prime, a despeito de todo o ceticismo antes do primeiro jogo, é perfeito para ocupar o posto de sucessor da Rare, no que diz respeito a uma softhouse second-party de alto nível, capaz de lidar com as poderosas marcas da Nintendo com naturalidade.

Nesse interregno, o personagem que já salvou o panorama nintendístico em duas oportunidades (1981 e 1994) foi relegado a um plano secundário de jogos de propostas alternativas, para não esquecer dos infindáveis adaptações e versões para GBC, GBA, DS e Virtual Console da trilogia. Foram muitos anos de batucadas em bongôs, musicais ou não, ou de títulos que, nem fazendo muita força, como DK Jungle Climber, poderiam se equiparar à relevância que DKC ocupava na geração 16-bits. O único lampejo de aventura foi Donkey Kong 64, que não era Country. Não que Donkey Kong Country Returns vá repetir o feito de 1994, afinal os tempos são outros, os jogadores  são outros, mas uma sessão de nostalgia capaz de relembrar as maravilhosas aventuras em progressão lateral por cenários fotorrealistas era o mínimo que desejava durante todo esse tempo.

Abaixo o vídeo de revelação, que foi recebido euforicamente pelo público:

About these ads

20 Responses to “O inacreditável retorno retrô de Donkey Kong Country”


  1. 1 Cledson 16/06/2010 às 10:43 am

    Ow… Que show hein?
    Os caras são geniais! Repara que eles meio que mantiveram o estilo gráfico da época(mas claro, com muito mais qualidade) e o jogo está muuuuuuuuuito bonito. A animação super bem fluída!

    Sinceramente eu acho que ta muito mais legal que o tal novo Sonic, onde o personagem tem um design horrível, se move como robô e os gráficos não tão legais quanto esse.

  2. 2 Radical Dreamer 16/06/2010 às 11:08 am

    Essa conferência da Nintendo é a melhor em pelo menos uns três anos. Foi tanto jogo bom que era uma bomba atrás da outra. Na hora que revelaram o primeiro jogo para 3DS, Kid Icarus, eu estava que nem você, Alexei, porque era bom de mais pra ser verdade. Infelizmente eu não vivi a era Super Nintendo (quando ele foi lançado eu nem tinha nascido), mas já joguei no Virtual Console muitos de seus jogos e posso dizer que estou muito empolgado com esse novo Donkey Kong. Isso sem falar na lista de pelo menos 40 jogos de third-parties pro 3DS… Coitada da carteira.

  3. 3 Wellington Leal 16/06/2010 às 11:17 am

    mais uma vez a nintendo da aula de como fazer uma conferência.
    pensei que iria chorar quando ví o trailer do Donkey Kong, simplismente maravilhoso!!!

  4. 4 Platy 16/06/2010 às 1:32 pm

    E a pergunta que não quer calar : E a trilha sonora ?

    Acho praticamente impossivel nós esperarmos musicas novas minimamente parecidas em feeling e não sairmos decepcionados =/

    Mas pelo menos pode-se contar com remixes e versões de antigas …

  5. 5 Radical Dreamer 16/06/2010 às 1:55 pm

    Eles podiam chamar o David Wise de volta… Assim como poderiam chamar Koji Kondo para o novo Zelda e o Hirokazu Tanaka para o Kid Icarus. Torcendo muito para isso, mas ainda assim não acho tão fácil.

  6. 6 DGC 16/06/2010 às 3:33 pm

    Vc vai me desculpar Alexei, mas além de não ter havido nenhuma avalanche de “tranqueiras casuais” (mesmo ainda restando saber se Wii Party será decepcionante ou não, o que de qualquer forma não me interessa), “Um novo Donkey Kong, e 2D, com os mesmos personagens, barris, carrinhos de minas e inimigos que consagraram a suprema trilogia do Super Nintendo” – no caso, esse de MESMOS inimigos que consagraram a franquia, se vc reparou bem, não aconteceu também.
    Não há sequer um Kremling no vídeo, o que me deixou um pouco triste para um jogo que clama ser o retorno de DKC. E quem sabe o quê mais pode estar faltando…
    O David Wise, se não me engano, se encontra disponível e desvinculado da Rare.
    Seria esperar demais que a Retro o contratasse pra fazer a trilha sonora?

    (torcendo)

  7. 7 Alexei Barros 16/06/2010 às 4:53 pm

    @ Cledson

    Bem lembrado do Sonic, e acho que vale a comparação. O meu consolo é que a Nintendo não é a Sega, e a primeira sabe atualizar as séries sem que sejam descaracterizadas. Mantém a ingenuidade de antigamente sem ficar bobo, acho que é isso.

    @ Radical Dreamer

    Concordo plenamente, e tenho minhas dúvidas também se não foi a melhor E3 da Nintendo de todos os tempos, foi sensacional. Ainda devo um post sobre o Kid Icarus Uprising. Não sabia que você era tão jovem por não ter acompanhado o SNES, mas fico feliz que tenha jogado tempos depois mesmo com a tecnologia muito mais à frente. A maioria das pessoas que não viveram aquela época não fazem questão de viver o passado. Pior no meu caso, que joguei bastante coisa na ocasião, outros bem depois e ainda assim há muitas lacunas, sendo Super Mario RPG talvez a mais vergonhosa delas.

    @ Wellington

    Não foi só você que pensou em chorar, hehe… ao vivo e pelo Twitter deu para notar que a reação foi bem acalorada.

    @ Platy / Radical Dreamer / DGC

    Agora que eu consigo fazer um post sem relação direta com game music, você, Platy, já vem perguntar sobre a trilha? =P

    Gostaria muito que os retornos do RD fossem realidade, mas acho pouco provável, ainda que o Tanaka continue compondo, haja vista os mil e um temas do anime do Pokémon. No caso do DKC Returns, não vejo por que não chamarem o David Wise de volta, principalmente como ele não está mais na Rare, como bem lembrado pelo DGC. Ainda mais que aquela música do trailer que todo mundo logo sacou de qual jogo que era foi assinada pelo Wise. Tem outra, lembre-se que os autores da trilha do Metroid Prime são japas da Nintendo, não da própria Retro Studios. Não vejo motivo para não terceirizarem a trilha de novo.

    @ DGC

    Ah, apenas um comentário sobre “avalanche decepcionante de tranqueiras casuais”, não sei se ficou claro no texto, não quis dizer que isso aconteceu, e sim oque esperava que acontecesse. Estava na minha cabeça a E3 2008, que foi uma ode ao jogador casual, cujos maiores destaques foram WiiMusic e WiiSports Resort. Esperava por um repeteco disso porque já havia perdido as esperanças de que Donkey Kong retornasse e mais ainda GoldenEye voltasse à relevância de outrora (para não esquecer de F-Zero). Mario, Zelda e Metroid já receberam as suas respectivas iterações, ainda que haja as continuações.

    Sobre a ausência dos Kremlings, muito bem observado. Tanto reconheci o erro que mudei o post. Acho que o frenesi causado pelo o anúncio do jogo não me deixou perceber que todos os inimigos que aparecem no vídeo são novos (ao menos que seja algum do DK64, eu mal conheço). O que chega mais perto é aquela caravela pirata, mas vai saber. Porém, lembre-se que o King K. Rool apareceu no DK: King of Swing e DK Jungle Climber, ou seja, no período posterior da Rare, portanto acredito que não exista um empecilho para termos os tradicionais rivais no DKC Returns.

  8. 8 Douglas Oliveira 16/06/2010 às 8:30 pm

    Não tive a chance de acompanhar a conferência da Nintendo, mas quando fiquei sabendo desse revival, o coração bateu mais forte. Donkey Kong fez parte de muitas tardes de minha vida (ainda mais o 2, o melhor até hoje na minha opinião) e o desejo de revê-lo na sua jogabilidade “original” era algo saciado apenas por versões para portáteis. Joguei o de 64 bem pouco, na casa de um amigo na época, mas confesso que aqueles poucos momentos só me levaram de volta ao SNES (quem sabe não pude conhecê-lo direito não é?), que ainda dividia a estante com meu Playstation.
    Enfim, um sonho antigo que aparentemente está sendo atendido. Realmente parecem querer atualizar DK respeitando o legado da série, até HP os Kongs ganharam. Quero ver a navegação pelos mapas, o design de mais inimigos e o gameplay de um estágio inteiro. Pelo pouco que vi, e por tudo o que não aproveitei nesses últimos tempos, talvez um Wii tenha de entrar em meu orçamento futuro…

  9. 9 Wellington Leal 16/06/2010 às 10:12 pm

    Acho que todos aqui tem histórias super interessantes sobre suas jogatinas no Donkey Kong. Também sou um desses que ficava a tarde inteira jogando!
    A Nintendo conseguiu agradar a todos esse ano, dos jogadores casuais aos hardcore. Fora o DK, também fiquei super empolgado com o Zelda: Skyward Sword.
    Resumindo, tenho que realmente comprar um Wii para mim!

  10. 10 Alexei Barros 17/06/2010 às 12:43 am

    @ Douglas Oliveira

    É, ao vivo o anúncio foi emocionante. Acho que ao vivo e in loco não resistiria a tal emoção, porque era algo que questionava há muito tempo. As comparações com os anteriores serão inevitáveis, sem dúvidas. Superar o DKC2 acho bem difícil, mas quem sabe o DKC3. E, sim, apesar do preconceito de alguns fãs fervorosos de outras plataformas, o Wii tem, e já faz tempo, uma biblioteca de jogos respeitável, com muitos jogos essenciais.

    @ Wellington

    Com certeza, e diferentemente do que acontece muitas vezes, eu também posso falar das jogatinas de Donkey Kong. Poderia também me arriscar a comentar o novo Zelda, mas há pessoas mil vezes mais habilitadas a fazer isso.

  11. 11 Radical Dreamer 17/06/2010 às 5:51 pm

    Já temos o compositor de Donkey Kong Country Returns! Ele será ninguém menos que Kenji Yamamoto, que trabalhou em Super Metroid e para a Retro Studios na trilogia Prime. Descobri isso numa entrevista feita pelo site IGN. Taí o link (em inglês):

    http://wii.ign.com/articles/109/1099190p1.html

    Traduzindo algumas coisas, percebe-se que o foco do compositor é trazer de volta as melodias dos DKCs anteriores, mas atualizadas com um som mais contemporâneo, a pedido de Shigeru Miyamoto. Também, Yamamoto não está preocupado com o uso de uma orquestra inteira, mas está prestando atenção em elementos que marcaram os jogos anteriores, como arranjos para o piano e a linha do baixo.

    Para mim parece excelente. Só estou na dúvida se os instrumentos como o baixo e o piano serão reais ou sintetizados.

  12. 12 Platy 17/06/2010 às 11:22 pm

    HEhehehehe

    O problema é que um dos primeiros posts teus sem falar de game music em anos é justamente DA franquia q todo post de game music que se preze deve citar xD
    Ai falar dela e não pensar na trilha parece até … forçado hehehe

    O que mais amo na serie donkey kong foi aquele feeling de “yay ! fiz 100% ! ….. e agora fiz 101% ! =O” de segredo mega secreto xD

  13. 13 Alexei Barros 18/06/2010 às 1:00 am

    @ Radical Dreamer

    Valeu pela novidade, Radical Dreamer! De cara estranhei o nome do Kenji Yamamoto, por estar muito mais relacionado com a série Metroid, mas é alguém que a Retro Studios já conhece bem. Melhor ainda, um compositor da velha guarda da Nintendo. Agora se a ideia era trazer melodias dos jogos anteriores, ninguém melhor do que o próprio autor delas… =P

    Não é perfeito como seria com o David Wise, mas gostei da escolha.

    @ Platy

    Então, leia o comentário acima e seja feliz. :D Se tivesse visto o preview do IGN fatalmente não deixaria passar batido esses detalhes muito interessantes sobre a trilha.

  14. 14 Luis Felipe 19/06/2010 às 5:34 pm

    Realmente DKC é um dos clássicos do SNES! DKC: Returns parece que tá vindo para detonar!

  15. 15 Alan Lee 27/06/2010 às 11:10 pm

    Saudades de Donkey Kong Country…Os jogos do macacão pós DKC3 não foram muito bons na minha opinião, especialmente os ridículos King Of Swing e Jungle Climber (pô Nintendo, nem pra criar um DK decente pro DS???).
    Finalmente Donkey Kong vai voltar a ser o que era antes, depois dessa eu quero um Wii ou pelo menos que façam um porte pro DS…

  16. 16 Fernando 08/02/2012 às 11:26 pm

    O retorno de donkey Kong Country 4


    Estou criando mais um amigo


  1. 1 Goldeneye nunca morre « Hadouken Trackback em 17/06/2010 às 12:24 am
  2. 2 Gagá Games » E3: Nintendo traz um monte de velharias para a gente! Trackback em 17/06/2010 às 7:02 am
  3. 3 Kid Icarus: Uprising: Koshirão, Mitsuda, Sakuraba, Iwadare e Masafumi Takada são os compositores; ouça os primeiros samples « Hadouken Trackback em 15/03/2012 às 10:40 am
  4. 4 A revelação de Donkey Kong Country: Tropical Freeze e o retorno de David Wise à composição | Hadouken Trackback em 11/06/2013 às 5:02 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.531 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: