Archive for the 'Artwork' Category

Artworks da Nintendo mobile

Por Claudio Prandoni

Tempos doidos em que, já faz quase um ano, a Nintendo se lançou a experimentos no mundos dos tablets e smartphones.

Tanto Miitomo quanto Super Mario Run e o mais recente Fire Emblem Heroes (na minha opinião, o melhor da trinca) são produções caprichadas, que refletem tanto o esmero da Nintendo quanto o potencial que outros estúdios ainda podem explorar nas plataformas.

Ah, o empreendimento também abre espaço para iniciativas pouco convencionais de divulgação: Shigeru Miyamoto no palco de uma conferência da Apple para anunciar um jogo do Mario… e um vídeo mostrando ele desenhando o herói em um tablet (o trambolhudo iPad Pro) para divulgar o lançamento!

Acho sempre encantadoras as oportunidades de ver Miyamoto-san dando traços a um de seus filhos mais famosos. É daquelas raras ocasiões de ver o mestre encarando a própria obra e se aproximando da essência e ingenuidade que nortearam sua criação – ou algo do tipo, não só propaganda de algum investimento multi milionário nível 2.

Aproveito a deixa para colocar a seguir também um vídeo de Yusuke Kozaki desenhando a animada Sharena, de Fire Emblem Heroes. O cara é character design de FE desde o recente e excelente Awakening e também trabalhou em outra série que me é MUITO querida: No More Heroes.

Artwork do dia: PokéSega 3D ClassicsMon

tumblr_ncimkuhfIT1qzp9weo1_1280

Por Claudio Prandoni

Enquanto rola um misterioso teaser para o dia 11 de março sobre uma possível colaboração entre Sega e Game Freak (não seria a primeira, nem a segunda…), lembrei desta arte lindona aqui.

Trata-se da capinha do cartucho Sega 3D Classics lançado em dezembro do ano passado no Japão. O detalhe é que o artista é ninguém menos que o Ken Sugimori, notório pelas artes… de Pokémon!

PikachuSugimoriOldSim, ele mesmo que criou aquela arte do Pikachu gordinho que estudos indicam que 9 em cada 8 pessoas preferem – ou não, me perdi nos números.

O cartuchinho aí, aliás, inclui uma leva bem boa de jogos: OutRun, Streets of Rage, Space Harrier…

Muitos deles já foram até lançados no eShop do 3DS nacional, vale MUITO conferir.

São alguns dos melhores jogos para curtir em 3D no aparelho – sem contar o trabalho fenomenal de transcrição dos antigos games de fliperama para um hardware portátil e por precinhos camaradas.

Artwork do dia: Zelda Open World já conquistou meu coração

tumblr_na6cq2XYMP1qz5gmso1_1280

Por Claudio Prandoni

E o que dizer desta fan art do futuro Legend of “Open World” Zelda que mal conhecemos e já consideramos pacas?

Trabalho em conjunto dos artistas autodenominados Kamifish e Moekki que descobri via All Games Beta.

Em tempo, estou animadíssimo para esse novo Legend of Zelda. Boto fé que Eiji Aonuma e sua equipe vão conseguir levar a cabo a promessa de renovar a série, com estilo mundo aberto ou o que seja, como já bem ensaiaram no maravilhoso Link Between Worlds, do 3DS.

Neste link aqui ó você pode acompanhar minha surpresa quando anunciaram esse novo Zelda, enquanto abaixo tem direto o trailer bonitinho pra você assistir.

Artwork do dia: Supergiant Bros.

Imagem

Por Claudio Prandoni

Nesta semana saiu pra PC e PS4 o Transistor, segundo jogo do estúdio Supergiant e um sucessor à altura do carisma e qualidade geral de Bastion – lá de 2011.

Bonito e intrigante, cativa pelo esmero na arte e parte sonora, tanto nas músicas quanto na voz de Logan Cunningham, que fez o papel do onipresente narrador em Bastion e agora volta como a voz da consciência da espada Transistor.

Confesso que o narrador de Bastion me agradou mais, especialmente porque a espada de Transistor parece falar demais e em momentos desnecessários – mas ainda não terminei o jogo, então se pá posso mudar de ideia até lá.

Toda essa historinha ae é só pra chamar a atenção pra fofinha arte que o estúdio Supergiant divulgou justamente pra celebrar o lançamento de Bastion: a protagonista mudinha Red, munida de Bastion, confraternizando com seu irmãozão, o também mudo Kid. Já sabe o esquema: clica na imagem pra ver ela maior e usar (ou não, né) como wallpaper.

Abaixo, um trailer bonitão do Transistor pra dar um gostinho do game:

Yoshitaka Amano homenageia a arte de Child of Light – e vice-versa

Por Claudio Prandoni

Nos últimos tempos venho jogando o excelente Child of Light no PS4 e lembrei deste belíssimo vídeo aí acima: ninguém menos que o mestre Yoshitaka Amano criando sua versão para a princesinha Aurora e o louco mundo de magia do RPG de ação e fantasia da Ubisoft.

Nada mais apropriado. Ainda que, compreensivelmente, o trailer não cite que o cara “só” é um dos principais responsáveis pela arte da franquia Final Fantasy – desde os tempos mais primórdios da série o Yoshitaka tá aí -, Child of Light é declaradamente uma homenagem aos JRPGs moleques, de raíz.

Essa arte lindona aí ilustra um pôster que acompanha a edição especial do game. Mesmo vendido apenas via download, em alguns países é possível encontrar essa caixinha que traz o tal pôster, um livretinho de arte, um chaveiro do ~vaga-lume~ Igniculus e, claro, o jogo em si, disponibilizado em código para resgate.

Uma homenagem muito bacana da Ubisoft em um jogo que transborda charme e carisma – inclusive em português, já que a equipe de localização se entregou ao trabalho de traduzir para português todos os diálogos preservando as rimas singelas do game em seu idioma original.

Abaixo você pode apreciar a arte na íntegra e é só clicar nela para vê-la em tamanho ainda maior.

Imagem

Artwork do dia: Final Symphony

Por Alexei Barros

Dos cinco primeiros jogos da série Final Fantasy, todos, com exceção do FFII, apresentam um enredo que girava em torno dos cristais mágicos que mantinham o equilíbrio do mundo e protegiam o planeta das forças malignas.

Ainda que esses episódios não façam parte do programa do Final Symphony, o cristal está lapidado na forma de um violoncelo na artwork oficial do concerto que acontecerá em maio de 2013, por enquanto com duas apresentações na Alemanha e uma na Inglaterra. A semelhança com a o controle-violino da capa do Symphonic Fantasies e a espada com cabo de violoncelo do Symphonic Odysseys não é coincidência, visto que o artista anônimo da agência schech.net é o mesmo. Só espero que essa arte também esteja no CD desse concerto que terá músicas do FFVI, FFVII e FFX – antes o álbum precisa ser anunciado.

Artwork do dia: Super BR Bros., o Smash Bros. brazuca dos sonhos

Imagem

Por Claudio Prandoni

Deu até um frio na barriga de relembrar toooooodo o hype de Super Smash Bros. Brawl ao ver essa arte aí.

Trabalho da talentosíssima Luisa “Lumi Mae” Midoria, a ilustração reúne diversos personagens de games criados no Brasil para um embate dos sonhos à la Smash Bros. mesmo.

Bacana ver quantos personagens variados e carismáticos nossos game devs ~canarinhos~ já bolaram. Quem sabe um dia, por que não, talvez, vai saber não role de verdade mesmo o Super BR Bros.

Aproveitando o ensejo: a Lumi também é super fã dos trampos do Shu Takumi, pai da série Phoenix Wright e também de Ghost Trick. Olha que bacanudíssima mega blaster a arte abaixo com os bichinhos desse último citado.

Imagem


RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: