Textos categorizados 'The Screamer'

Violin de Hiitemita ep2 ~ Maou no Gyakushuu: a benção do violino de The Screamer

Violin de Hiitemita ep2 ~ Maou no Gyakushuu
Por Alexei Barros

Há certo tempo faço questão de enaltecer a excelência das performances do Nico Nico Douga, e ainda não comentei um lançamento interessante que descobri esses dias pelo VGMdb: no dia 1 de julho de 2009 foi publicada no Japão a Nico Nico Douga Selection ~A Waste of Talent~, coletânea que reúne arranjos de diversos jogos pouco conhecidos no ocidente (sempre com mil e uma versões do portentoso shmup doujin Touhou) dos artistas do site.

Todavia, nenhum dos pró-amadores do YouTube japonês adquiriu o mesmo status de popularidade do violinista mascarado The Screamer. Depois do CD de debute Violin de Hiitemita Makai no Shirabe com músicas de animes, ele retorna no Violin de Hiitemita ep2 ~ Maou no Gyakushuu (“Uma nova maldição”) com temas de games para derrubar de vez a barreira entre amadores e profissionais, pois se trata de um álbum licenciado e publicado pela SuperSweep, não feito no quintal de casa.

Se a lista inicial de quatro faixas era promissora, foi reforçada com duas músicas da Konami em um comunicado posterior e, como se não fosse o bastante, ainda há uma secreta. Poderia largar as faixas com os links do Goear aí e resumir tudo ao habitual “fantástico”, mas me senti na obrigação de comentar cada uma separadamente:

01 – “Morning Music” (Bubble System Warm-up Music)
Original: “Morning Music”

Composição: Miki Higashino
Arranjo: Ayako Saso
Segundo violino: Usako

A “Morning Music” é uma música de espera dos Arcades Bubble System da Konami que precisavam esquentar até poder funcionar. Apesar de também ser ouvida em máquinas do TwinBee e Galactic Warriors, está mais relacionada com Gradius, a exemplo da  “Morning Music ~Largo mix~” do Gradius Tribute. Lembra as composições do período barroco, e por isso combina perfeitamente com violino. Amparado pelo segundo violino da Usako (aquela vestida com máscara de coelho), The Screamer é sublime na interpretação. Serve como um contraponto erudito com o que virá na sequência.

02 – “Vampire Killer” (Castlevania)
Original: “Vampire Killer”

Composição: Kinuyo Yamashita
Arranjo: Takayuki Aihara

O The Screamer já havia gravado um vídeo da “Vampire Killer”, mas essa versão do Takayuki Aihara é menos acelerada e mais sombria – por que não, combina melhor com Castlevania. O violino é até entremeado por samples orquestrados e corais assombrosos. De início. Mais adiante, bateria e baixo conferem a base do tema. Uma demonstração virtuosística no desfecho mostra a habilidade sobrenatural do instrumentista oculto.

03 – “Daddy Mulk” (The Ninja Warriors)
Original: “Daddy Mulk”

Composição: Hisayoshi Ogura
Arranjo: Norihiro Furukawa
Segundo violino: Usako
Violão: Comoesta Takahashi

Nada melhor do que ter um ex-integrante da Zuntata para arranjar uma música que é um dos maiores hits da recém-ressurgida banda da Taito. Dialogando com as vozes bizarras do tema, o violino de The Screamer atinge o paroxismo quando reproduz o solo que costumava ser feito pelo shamisen (3:15 a 3:56), como o Takemi Hirohara no Press Start 2008. Nessa entrevista com o compositor Hisayoshi Ogura, ele afirmou que ninguém mais no mundo além de Norihiro Furukawa, coincidentemente o arranjador, seria capaz de reproduzir esse solo no teclado. Pois então nenhum outro é capaz de fazê-lo no violino que não o The Screamer.

04 – “Urban Trail” (Night Striker)
Original: “Urban Trail”

Composição: Masahiko Takaki
Arranjo: Takayuki Aihara

Quem disse que música techno não pode ser tocada no violino? Mais um sucesso da Zuntata é homenageado no arranjo psicodélico de Takayuki Aihara. Em meio às batidas eletrônicas, sussurros e piano cintilante, o violino de The Screamer brilha como nunca.

05 – “After Burner” (After Burner)
Original: “After Burner”

Composição: Hiro
Arranjo: Yousuke Yasui
Guitarra: Masayuki Ozaki

The Screamer também registrou um vídeo da “After Burner”, aliás, o primeiro que publiquei dele. A guitarra base de Masayuki Ozaki remete aos melhores tempos de Koichi Namiki na S.S.T. Band. E a parte do sintetizador, que fazia a melodia na versão da “After Burner” da antiga banda da Sega, é cumprido muito bem pelo violino.

06 – “Like the Wind” (Power Drift)
Original: “Like the Wind”

Composição: Hiro
Arranjo: Shinji Hosoe
Guitarra: Masayuki Ozaki

A música que mais esperava do álbum é uma prova de genialidade do Hiro ao compor uma melodia maravilhosamente memorável. Ficou um espetáculo no arranjo de Shinji Hosoe e performance do The Screamer, de novo com a guitarra base de Masayuki Ozaki. A releitura mais inspirada até hoje. Melhor que isso só se fosse integralmente orquestrada.

07 – “Last Wave” (OutRun)
Original: “Last Wave”

Composição: Hiro
Arranjo e piano: Taihei Sato

Se tem Hiro, OutRun é obrigatório. “Splash Wave”, “Magical Sound Shower” ou “Passing Breeze” ou ainda todas as três seriam as escolhas mais previsíveis, mas a faixa secreta é a “Last Wave”, em arranjo de Taihei Sato, ex-Gamadelic e compositor com participações em jogos como Derby Owners Club e Sonic the Hedgehog (2006). No solo de piano ficava triste, no dueto com violino então infunde a melancolia. Que essa não seja a última onda do The Screamer.

“Wisdom of the World” – Mother (Devildom String Orchestra)

Por Alexei Barros

De novo Mother? É o último post seguido falando da série, prometo. Mas é para uma boa causa, a efeméride de 20 anos da franquia. O quarteto Devildom String Orchestra, que possui o lendário The Screamer no primeiro violino, encontrou uma faixa que não costuma ser lembrada, mesmo porque são poucos os arranjos de músicas do primeiro jogo. A selecionada é “Wisdom of the World”, que recebeu um tratamento erudito nas cordas resultando em uma performance magnífica.

“Vampire Killer” – Castlevania (The Screamer)

Por Alexei Barros

Para o público que contempla as performance virtuosísticas no violino do The Screamer, esse vídeo é bem conhecido: interpretação para variar espetacular da conhecidíssima “Vampire Killer” do primeiro Castlevania.

A novidade é que essa música, em arranjo de Takayuki Aihara, estará no segundo CD do encapuzado, Violin de Hiitemita Makai no Shirabe Aratanaru Noroi, que sai dia 2 de setembro. Além da Taito, representada por “Urban Trail” (Night Striker) e “Daddy Mulk” (Ninja Warriors), e Sega, com “Like the Wind” (Power Drift) e “After Burner” (After Burner), o álbum também terá temas clássicos da Konami. Na companhia da mencionada do Castlevania, haverá a “Morning Music”, música de espera dos Arcades da Konami como Gradius e Twinbee com a placa Bubble System, que precisava esquentar para funcionar plenamente. É um tema erudito composto pela Miki Higashino que remete ao período barrroco. Precisa dizer que ficará soberbo no violino gritante? Ainda mais arranjado pela versátil Ayako Saso?

Mas até lá contemple a vampiresca performance.

O segundo álbum – agora gamístico – do The Screamer

The Screamer

Por Alexei Barros

Faz tempo que não posto vídeos do mascarado gritante The Screamer não por esquecimento, mas porque as performances mais recentes não eram tão interessantes assim – muitas músicas de animes e, quando eram de games, eram versões recauchutadas de faixas já tocadas.

Parece que então vem a resposta para o que o violinista virtuose estava maquinando nesses últimos meses. Depois de publicar o seu primeiro álbum Violin de Hiitemita Makai no Shirabe em 14 de janeiro de 2009 com seis faixas arranjadas por Takayuki Aihara, Taihei Sato e Norihiro Furukawa, The Screamer partirá para o seu segundo disco, intitulado Violin de Hiitemita Makai no Shirabe Aratanaru Noroi (o subtítulo quer dizer algo como “uma nova maldição”), a ser lançado dia 2 de setembro deste ano. O melhor: com quatro músicas de games.

Apenas Takayuki Aihara foi mantido entre os arranjadores. Agora ele será ladeado por Shinji Hosoe (Ridge Racer e uma cacetada de remixes eletrônicos) e Yousuke Yasui (Custom Robo e Custom Robo V2), ambos do estúdio SuperSweep (capitaneado por Hosoe), que publicará o CD – o número de catálogo é SRIN1063.

A presença da memorável “Like the Wind” do Power Drift entre as selecionadas me causou espasmo. Certamente o arranjo valerá o álbum sozinho. Preferiria muito mais a “Final Take Off” em vez da “After Burner” do After Burner, mas aquela performance está eternizada. Aliás, é a única que ele já havia tocado. As outras duas são faixas melódicas de jogos da Taito com a assinatura da Zuntata. Já imagino The Screamer fazendo o solo de shamisen de “Daddy Mulk” no violino.

A track list:

- “Urban Trail” (Night Striker)
- “Like the Wind” (Power Drift)
- “Daddy Mulk” (Ninja Warriors)
- “After Burner” (After Burner)

Gritantemente agradecido ao Fabão pelas informações.

[via ubook]

The Screamer lança álbum oficial

Violin de Hiitemita Makai no Shirabe
Por Alexei Barros

Provocou certo alvoroço o fato de a comunidade OCRemix cuidar das músicas de Super Street Fighter II Turbo HD Remix. Casos como esse, em que fãs atuam em projetos oficiais, são raros no ocidente. Outro projeto semelhante aconteceu quando Jake Kaufman, fundador do site VGMix X, colaborou com a trilha de Contra 4. No Japão, a minha impressão é que a linha entre amadores e profissionais é muito mais tênue. Por exemplo, os arranjos do guitarrista Saitama Saisyu Heiki, vulgo S.S.H., na PinkSweets ~After Ibara~ Original Sound Track, que também teve Yuzo Koshiro.

Meio sem querer descobri agora pouco que o fanfarrão virtuose The Screamer, o violinista mascarado o qual até dediquei uma tag em sua homenagem e faz sucesso com performances incríveis publicadas no Nico Nico Douga e repassadas para o YouTube, lança hoje, dia 14 de janeiro, o álbum Violin de Hiitemita Makai no Shirabe. Aliás, também encontrei o blog dele. Não se trata de um CD doujin, mas oficial, vendido até no Amazon.  Pena que o CD não cobre a parte gamer do berrador que tanto mostrei aqui, são seis músicas de animes interpretadas no violino: “Genesis of Aquarion”, “Shangri-La”, “Uninstall”, “Sorairo Days”, “Love is…” e “Garnet”. Os arranjos inéditos foram feitos por compositores de game music experientes: Takayuki Aihara (Children of Mana e séries Drakengard e Street Fighter EX), Taihei Sato (Phantasy Star Universe e Sonic the Hedgehog 2006) e Norihiro Furukawa (ex-Zuntata e Puzzle Bobble 2). Se antes o chamava de pró-amador, como poderei classificá-lo agora?

“Stay with Me Forever” – Ys II (The Screamer)

Por Alexei Barros

O lançamento de Legacy of Ys Books I & II se aproxima – acontecerá em 10 de fevereiro de 2009 –, e quem comprá-lo pelo sistema de pré-venda levará um CD com as duas trilhas na versão DS, como já adiantou o Cesar Martins no First Stage.

E para comemorar a iminência da chegada dos dois RPGs em um só cartão, mais uma performance do mascarado que quase nem gosta da série da Falcom: o berrador The Screamer. A música escolhida é o animado tema do epílogo do Ys II “Stay with Me Forever”, composto por Mieko Ishikawa, que fez a trilha com Yuzo Koshiro e Hideya Nagata. Quero saber somente quando ele vai tocar no violino a “Church”

“See You Again” – Ys (The Screamer)

Por Alexei Barros

Nas últimas oportunidades que falei de Ys aqui comentei que a versão mais próxima de meu alcance, do DS, não poderia jogar porque só havia sido lançada no Japão. Não tenho mais desculpa, afinal não só Ys como Ys II estarão no pacote Legacy of Ys: Books I & II que será lançado para o portátil nos EUA em 10 de fevereiro de 2009. Justamente ambos com envolvimento do Yuzo Koshiro na trilha sonora.

Depois de tanto tempo ignorada pelos concertos, a série foi representada no Press Start 2006 com “Ys Medley”, mas lamentei profundamente quando descobri que o mesmo segmento foi reprisado no Press Start 2008. O que não faltam no Ys e Ys II são músicas boas. Além da “Church”, que já elogiei por muitas vezes, o animado tema de encerramento “See You Again” também é fantástico. As duas sequer apareceram no álbum Symphony Ys. Ainda estou para imaginar como seria uma versão orquestrada da “Church” (no CD Symphony Ys ’95 é evocada no “Fifth Movement”, mas ainda é sintetizada), só que a “See You Again” o The Screamer mostrou como ficaria ainda melhor em releitura sinfônica:

“Theme of Love” – Final Fantasy IV (The Screamer)

Por Alexei Barros

Não tem como chamar mais o The Screamer de amador. Novamente ladeado pela harpista, o Gritador pró-amador interpreta a “Theme of Love” (um tanto batida, mas com harpa!) do Final Fantasy IV. Poderiam muito bem acompanhar o conjunto de cordas, o piano de Kenichiro Fukui e a performance vocal de Megumi ida como aqui.

“Brave New World” – Namco X Capcom (The Screamer)

Por Alexei Barros

De todos os trabalhos recentes do Yuzo Koshiro, um dos menos comentados são os temas de abertura e encerramento do crossover Namco X Capcom que, diferentemente do que se possa imaginar (e até poderia ser), não é de luta como o aguardado Tatsunoko vs Capcom, o estupendo Marvel vs Capcom etc., mas sim é um RPG de estratégia que só saiu no Japão para PlayStation 2. Ainda tento entender a razão para o jogo não ter sido localizado.

Ambas as músicas foram executadas no Hyper Game Music Event 2007 pelo próprio Yuzo e a cantora Flair, mas não pintaram no registro Hyper Game Music Event 2007 EXTRA The Live Album Vol.1. Talvez nem precise aparecer no eternamente adiado volume 2 por conta do excesso, já que a OST traz cinco versões só da “Brave New World”. Mal poderia imaginar que uma canção pop com batida eletrônica combinaria com violino. Não só isso, como para mim se configurou a melhor de todas. Compare:

- “Brave New World”
- “Brave New World ~ PIANO ver.”
- “Brave New World ~ INST. ver.”
- “Brave New World ~ LONG ver.”
- “Brave New World ~ Karaoke ver.”

“Beat Them Up!” – Romancing SaGa (The Screamer)

Por Alexei Barros

Já demonstrei aqui minha admiração pelas músicas da série SaGa. Mas aquele tema representa apenas uma fração. As trilhas do Unlimited SaGa (PS2) e do SaGa Frontier II (PlayStation) foram assinadas pelo Masashi Hamauzu, só que ainda considero o compositor principal da franquia Kenji Ito, que fez a maioria das músicas. E uma de suas obras que mais admiro é a do remake Romancing SaGa (original do Super Famicom e depois para PS2), em que as faixas foram atualizadas pelo próprio Ito, e por Tsuyoshi Sekito, um dos guitarristas do The Black Mages.

Sekito pegou o tema de batalha “Beat Them Up!”, combinou riffs empolgantes de guitarra e baixo com o tilintar de um trompete, resultando na avassaladora “A Challenge to God -Four Guardian Kings Battle-”. Eis que aparece novamente o mestre The Screamer – agora usando óculos (?) – em uma execução sem nódoas para mostrar que a versão do Tsuyoshi Sekito ficaria ainda melhor com violino:


RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.513 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: