Posts Tagged 'The Black Mages'

O fim dos Black Mages


Por Alexei Barros

Há alguns anos me decepcionei quando conheci a maioria das bandas das produtoras, como Kukeiha Club, S.S.T. Band, Gamadelic, Zuntata, Alph Lyra e outras, ao saber que nem existiam mais, e começaram e terminaram sem que soubesse na época. Com The Black Mages foi diferente, porque deu para acompanhar atentamente boa parte da trajetória que se encerra em 2010.

Isso mesmo, em recente entrevista ao programa de rádio NHK FM Housou’s Kyou ha Ichinici Game Ongaku Zanmai, Nobuo Uematsu comunicou o término das atividades da banda. O motivo para o encerramento ainda carece de confirmação, mas desde a gravação do terceiro álbum, The Black Mages III Darkness and Starlight, estava evidente a dificuldade de reunir os integrantes, tanto que as reuniões começavam à noite. Além das atividades normais de cada membro, complicou a mudança de Tsuyoshi Sekito para Osaka e os compromissos acadêmicos de Kenichiro Fukui – os dois são os principais cérebros dos Black Mages.

Todavia, não pense que Uematsu desistiu da ideia de tocar hard rock ao vivo. A banda Earthbound Papas, que estreou na versão da “Dancing Mad” no Distant Worlds II: more music from Final Fantasy foi formada como sucessora espiritual dos Black Mages, tal qual a [H.] é para a S.S.T. Band, ou a jdk Band para a J.D.K. Band. Só gostaria de saber quem são, afinal, os integrantes, porque até o momento não foram revelados.

Momento apropriado para relembrar a história e os principais trabalhos dos sete anos da banda que representa ao lado de OCRemix, Video Games Live e mais alguma coisa o supra-sumo da game music casual. Ou seja, alguém com o mínimo interesse por músicas de jogos conhece pelo menos de nome. É o poder de Final Fantasy. É o poder do rock. Quando os dois se misturam então…

Continue lendo ‘O fim dos Black Mages’

“Darkness and Starlight” – Final Fantasy VI (The Black Mages III: Darkness and Starlight Live)

Por Alexei Barros

Confissão: hoje não gosto tanto dos Black Mages como há alguns anos. Parte da perda de interesse se deve ao fato de que o álbum The Black Mages III foi um tanto quanto mediano, e quase na mesma época saiu o sensacional Falcom jdk Band 2008 Spring, também com arranjos hard rock, só que de jogos diversos da Falcom. Inevitável comparar por conta do estilo. Em muitas músicas a jdk Band possui o adicional do violino em meio às guitarras pesadas, e mais um detalhe: diferentemente do Darkness and Starlight, não conhecia uma música original sequer das relidas no CD. Como a poderosa “Overdosing Heavenly Bliss” do The Legend of Heroes: Sora no Kiseki the 3rd.

Com a empolgação baixa, natural que não esperasse nada muito bombástico em relação ao DVD The Black Mages III Darkness and Starlight Live. Apesar disso, trago o prato principal do show, a performance da música-título “Darkness and Starlight”, vulgo o arranjo rock da ópera do Final Fantasy VI.

Por tentar reproduzi-la da maneira mais fiel possível, acabei não gostando dos mesmos elementos que depreciei na versão em estúdio. A narração execrável de Koori Masao continua lá. Minha principal crítica é quanto ao período entre 1:10 a 3:43, referente ao excerto que Nobuo Uematsu criou especialmente para essa versão, em que os integrantes da banda cantam como um coral. Essa parte é um playback. Os próprios tinham que fazer ao vivo (o que poderia ser constrangedor, já que eles não são cantores e portanto estariam mais susceptíveis a desafinações) ou então usar um coral, pequeno mesmo (o que deveria ser feito). Por fim, não sei se eu que não estou acostumado a musicais, o que dirá musicais gamers, mas não gostei da encenação do grupo R-Mix. O trio Etsuyo Ota (mezzo soprano), Tomoaki Watanabe (tenor) e Tetsuya Odagawa (baixo) dublou os dançarinos que interpretam os papéis da ópera, e não ficou lá muito convincente ver os atores abrindo e fechando a boca para sincronizar com a voz dos cantores.

Tantas antipatias à parte, ainda queria ver uma combinação jamais feita nessa música: “Darkness and Starlight” com Black Mages, vocalistas, coral e orquestra. Sem narração. Sem encenação.

“Darkness and Starlight”

“Overture” ~ “Aria Di Mezzo Carattere” ~ “The Wedding Waltz ~Duel” ~ “Aria Di Mezzo Carattere”

Anunciado DVD do The Black Mages III


Por Alexei Barros

Cansei de dizer: 2008 foi um ano extremamente produtivo em termos de apresentações de games, isso que nem ocorreram as edições anuais de A Night in Fantasia na Austrália e Symphonic Game Music Concert na Alemanha. Então é hora de colher os frutos dessa fartura auditiva. Seguindo a tradição dos dois shows dos álbuns anteriores, o espetáculo do The Black Mages referente ao terceiro álbum, que, a bem da verdade, achei mediano, será lançado em DVD sem muita demora, em 25 de março.  DERD-10001 é o número de catálogo.

Quando falei do evento, mencionei o set list, mas reproduzo novamente com as faixas nas versões em estúdio. A seleção é um mix dos três CDs, com todas as músicas do último disco, exceção feita ao solo de piano “LIFE ~ in memory of KEITEN ~”, mais duas do primeiro e uma do segundo. De todas, indubitavelmente, “Darkness and Starlight” é o maior atrativo, já que a versão rock da ópera de FFVI teve performance cênica do grupo R-Mix… E também aquela narração.

01 “Opening ~ Bombing Mission” (FFVII, BM III)
02 “Premonition” (FFVIII, BM III)
03 “Grand Cross” (FFIX, BM III)
04 “The Extreme” (FFVIII, BM III)
05 “Force Your Way” (FFVIII, BM)
06 “KURAYAMINOKUMO” (FF III, BM III)
07 “Assault of the Silver Dragons” (FF IX, BM III)
08 “Clash on the Big Bridge” (FFV, BM)
09 “Distant Worlds” (FFXI, BM III)
10 “Darkness and Starlight” (FFVI, BM III)
11 “Neo EXDEATH” (FFV, BM III)
12 “Maybe I’m a Lion” (FFVIII, BM II)

[via SEMO]

Quase Duke Nukem Forever

darknessandstarlight.jpg

Por Alexei Barros

O primeiro veio em 2003, o segundo em 2004 e agora o terceiro disco dos The Black Mages finalmente será lançado. Inicialmente planejado para o final de 2006, o CD vinha sendo postergado tal qual um Duke Nukem Forever da vida (OK, não é para tanto) e chegará às lojas japonesas no dia 19 de março desse ano.

Já tem um nome: The Black Mages III: Darkness and Starlight. Ainda não há o set list. Mas está confirmada uma música, a estupenda “Opening ~ Bombing Mission”, que toca na primeira missão do Final Fantasy VII, e pode ser ouvida em um sample no site teaser. Também dá para baixar o trailer de anúncio do álbum.

A informação inicial relatava que seria um disco duplo, com o segundo inspirado na mitologia japonesa. Misterioso. Bom, acho que esse intervalo de quatro anos entre um álbum e outro foi saudável para a banda do Nobuo Uematsu, pois serviu para que os integrantes amadurecessem, como o guitarrista Michio Okamiya comprovou no arranjo de “The Story of the Hero’s Birth” no álbum Sekaiju no MeiQ Super Arrange Version. Vamos esperar. Março está logo aí.

P.S.: A “Artwork do dia” (com o perdão por roubar a série prandonística) que está acima é do Hideo Minaba, diretor de arte do FFVI, FFIX e FFXII. Fez recentemente o design de personagens do A.S.H., da Mistwalker para DS.


RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: