Posts Tagged 'Last Elixir Wind Orchestra'

“Super Mario Medley” – Super Mario Bros., Super Mario Bros. 3, Super Mario World e Super Mario 64 (Last Elixir Wind Orchestra)


Por Alexei Barros

Mais um arranjo da banda de sopro japonesa Last Elixir Wind Orchestra, mais seleções sapientes. Não obstante a simplicidade do medley, nota-se um esforço maior em elaborar transições. Abrir com Super Mario Bros. dá a impressão que vai ser uma daquelas performances básicas. Não se engane, é apenas o começo. E mesmo com músicas tão famosas a LEWO consegue proporcionar uma sensação diferente. É o caso da “Overworld” do Mario 1, em que cada tipo de instrumento toca a melodia alternadamente. Depois de um vazio, vem a “Underworld” embalada pelas batidas da bateria. Em seguida, o medley é só alegria: a essencial “Overworld” do Mario 3 surge e acelera para embarcar no ritmo da “Athletic”. A sequência do Super Mario World, cumprida com bom encadeamento, para mim ficou especial por escolher duas faixas que sempre almejei arranjadas após o trio “Title”, “Map 1 (Yoster Island)” e “Overworld”: “Bonus Screen” (perfeita a percussão) e “Map 4 (Native Star)” (que poderia ficar um pouco mais rápida até). Paralelamente é tocada a  “Powerful Mario”, emendando na “Main Theme”, que parece ter sido criada para uma big band, e na “Slider”, que transita para a “Course Clear Fanfare” do Super Mario World com desenvoltura.

“Super Mario Medley”
“Overworld”~ “Underworld” (Super Mario Bros.) ~ “Overworld” ~ “Athletic” (Super Mario Bros. 3) ~ “Title” ~ “Map 1 (Yoster Island)” ~ “Overworld” ~ “Bonus Screen” ~ “Map 4 (Native Star)” ~ (Super Mario World) ~ “Powerful Mario” ~ “Main Theme” ~ “Slider” (Super Mario 64) ~ “Course Clear Fanfare” (Super Mario World)

Anúncios

“Kirby Super Star Deluxe Medley” – Kirby Super Star Deluxe (Last Elixir Wind Orchestra)

Por Alexei Barros

Não é tão impossível Kirby figurar nos concertos japoneses, mas geralmente a bola rosa fica de fora dos programas das obscuras orquestras pró-amadoras, e em uma dessas ocasiões raras a Last Elixir Wind Orchestra, que há tempos não figurava aqui, entrelaçou diversas músicas do Kirby Super Star Deluxe (DS), aquele remake do Kirby Super Star (SNES).

Nesta performance com 47 instrumentistas a LEWO aparentou estar mais polida que das outras oportunidades sem erros comprometedores. As faixas foram encadeadas seguindo mais ou menos o que acontece no jogo, o que exclui em parte a responsabilidade de criar transições mais caprichadas.

Mesmo não conhecendo quase nada, as composições combinam de maneira muito natural em arranjos sinfônicos. “Grand Opening” (de abertura), “Sea Stage” (3:58), “Battle with the Boss” (5:41) e “My Friend and the Setting Sun…” (6:39) ficaram especialmente boas nos instrumentos de sopro embalados pela bateria.

Apesar da trilha lançada em CD, Kirby Ultra Super Deluxe Original Sound Track, via Club Nintendo, o álbum não abarca todas as músicas do jogo. Das selecionadas do medley, por exemplo,  a “Game Select” (0:32), não está disponível no disco, então coloquei o link para a versão do Super Nintendo.

“Kirby Super Star Deluxe Medley”

“Grand Opening” ~ “Game Select”“Peanut Plain” ~ “Candy Mountain” ~ “Battle with the Enormous Boss” ~ “Crash! Gourmet Race” ~ “Sea Stage” ~ “The Battleship Halberd: On Deck” ~ “Battle with the Boss” ~ “My Friend and the Setting Sun…” ~ “Vs. Marx”“Kirby’s Triumphal Return ~ Staff Roll”

“The Legend of Zelda: A Link to the Past Medley” – The Legend of Zelda: A Link to the Past (Last Elixir Wind Orchestra)

The Legend of Zelda: A Link to the Past
Por Alexei Barros

Repare que foram raras as vezes em que fiz posts sobre as trilhas da série Zelda. O problema é que a maioria das performances sofre da síndrome de Mario, que reduzem todo um universo musical para um tema, a “Overworld” de The Legend of Zelda. Mas esse apego ao óbvio definitivamente não passa pela mente das orquestras amadoras japonesas.

A Last Elixir Wind Orchestra, em mais uma prova de talento, fez um medley de cerca de cinco minutos, selecionando músicas quase nunca lembradas, mas que sempre estiveram lá, suplicando para serem arranjadas. Algumas (bem poucas) transições, sempre elas, são feitas subitamente, mas no meu modo de ver são aceitáveis porque a sequência de faixas recria a experiência de jogo.

Isso fica comprovado logo no início. Depois da entrada triunfante do tema da tela-título “Title”, vem a “Select Screen”. Não entendo como costumavam ignorar uma música tão bela – e tão simples também.  Porém, é acompanhada por notas esparsas na flauta que imitam o som de mudança de letras enquanto você escolhe o seu nome. É um mero detalhe que nunca vi feito dessa forma, e denota a criatividade da LEWO.

Em seguida vem a aclamada “Overworld”, que transita vagarosamente para a singela “Forest” até a fanfarra “Master Sword Demo”. A “Dark World” vem logo após, encerrando com a melodia na flauta entoada pelo Flute Boy (atenção para o spoiler no vídeo), outro detalhe pontual altamente nostálgico. Uma pausa, e aparece a pompa de “Hyrule Castle”, emendada no nervosismo da “Boss ~BGM~”. Batalha vencida, o tilintar dos tímpanos abre a estrada para comemoração “Boss Clear Fanfare”. Totalmente espetacular!

Senti a ausência de duas músicas fundamentais: “Kakariko Village” e “Dark Mountain Forest”, mas uma coisa de cada vez. Foram tantas lembranças de faixas ignoradas que nem consigo protestar com tanta força pela criatividade de seleções e da performance do medley.

“The Legend of Zelda: A Link to the Past Medley”

“Title” ~ “Select Screen” ~ “Overworld” ~ “Forest” ~ “Master Sword Demo” ~ “Dark World” ~ “Hyrule Castle” ~ “Boss ~BGM~” ~ “Boss Clear Fanfare”

“Chrono Trigger Medley” – Chrono Trigger (Last Elixir Wind Orchestra)

Chrono Trigger
Por Alexei Barros

Juntamente com Final Fantasy VI, qual é a outra obsessão das orquestras amadoras japonesas de games? Chrono Trigger, sem sombra de dúvidas. A Last Elixir Wind Orchestra não passou batida pelas músicas imortais do trabalho de estreia de Yasunori Mitsuda e preparou um medley agigantado de 17 minutos.

Talvez se tivesse ouvido antes do “Chrono Trigger Medley ~Orchestra Version~” a impressão seria melhor, já que a minha memória auditiva arrefeceu a experiência de ouvir sete dos temas (“A Premonition”, “Guardia Millenial Fair”, “Wind Scene”, “Frog’s Theme”, “Epilogue ~ To Beloved Friends”, “Battle with Magus” e “To Far Away Times”) que estão presentes em ambos os medleys, já que todos ficaram piores do que no Chrono Trigger Orchestra Extra Soundtrack. Apenas uma ressalva referente a uma melhora: no excerto de “Guardia Millenial Fair” os instrumentistas da LEWO emitem um grito imitando a original. Simples e criativo.

Mas pelo tempo e pela quantidade de faixas arroladas abaixo dá para perceber que o arranjo da LEWO possui muitos outros temas orquestrados. “Guardia Castle ~Courage and Pride~” ficou perfeitamente adaptada com os trompetes e a bateria. Porém, o apogeu da nostalgia é a “Fanfare 1 (Lucca’s Theme)” – e em dose dupla, porque a mesma melodia foi aproveitada para a fanfarra da vitória “Victory ~Spring’s Gift~” de Chrono Cross. Como costumavam esquecer uma melodia tão memorável? Entre as novidades restantes, ressalto as geniais presenças de “Boss Battle 2” e “World Revolution”. As transições ficaram muito bem-feitas, já que dá para perceber que a ordem das músicas segue mais ou menos os acontecimentos do jogo, com os temas de mesma temática próximos uns dos outros, como, por exemplo, a sequência de três temas de batalha de chefes.

Mesmo com muitas limitações na performance (“Wind Scene” tem que ser com cordas, não com metais), o arrojo nas seleções de músicas compensa.

“Chrono Trigger Medley”

“Chrono Trigger” ~ “Guardia Millenial Fair” ~ “Wind Scene” ~ “Guardia Castle ~Courage and Pride~” ~ “Frog’s Theme” ~ “Fanfare 1 (Lucca’s Theme)” ~ “The Brink of Time” ~ “Corridors of Time” ~ “Battle with Magus” ~ “Boss Battle 2” ~ “World Revolution” ~ “Epilogue ~ To Beloved Friends” ~ “To Far Away Times” ~ “Chrono Trigger”

“Final Fantasy VI Medley” – Final Fantasy VI (Last Elixir Wind Orchestra)

Last Elixir Wind Orchestra
Por Alexei Barros

Já virou epidemia. Descobri mais outro grupo amador japonês especializado em músicas de games. A qualidade não é tão avassaladora como outros conjuntos já mostrados, mas, como sempre, a criatividade das escolhas de repertório é elogiável.

A Last Elixir Wind Orchestra – adivinha se o nome não forma um acrônimo – é composta por cerca de 40 pessoas (imagino que a foto do começo do post, de 2007,  seja no início de formação), e atualmente procura por clarinetistas e percussionistas. Fez cerca de dez apresentações em sua história, e as próximas já foram confirmadas para os dias 12 de julho, 13 e 15 de agosto e 11 de outubro, esta com EarthBound e Romancing SaGa no set list. Nos espetáculos passados, Kirby, Super Mario Bros. 3 e Spelunker também foram homenageados.

Mas a maior obsessão das orquestras de fãs nipônicas é Final Fantasy VI. Volte alguns posts na categoria da série para confirmar. A LEWO, por sua vez, fez um medley de escandalosos 24 minutos o qual compartilho somente o áudio, já que no Nico Nico Douga a miscelânea foi ilustrada por cenas do jogo com altíssimos spoilers.  A qualidade da gravação não é boa, parece um bootleg, e mesmo a performance tem mazelas, em especial os instrumentos de sopro que volta e meia cambaleiam. Mas as seleções…

“Prelude” e “Opening Theme” não impressionam porque já foram executadas pelos grandes concertos de Final Fantasy. Depois dessa parte mais difundida é evocada a caótica “Metamorphosis”, e na sequência a “The Decisive Battle” (tema de batalha contra chefe) – o ápice do medley –, que ganha grandiosidade retumbante na instrumentação criativa com o predomínio de flautas e metais.

A passagem desta para a “Save Them!” é soberba. De 6:05 a 6:15 é repetido o desfecho da faixa anterior até a orquestra acelerar e alcançar o ritmo da seguinte. Isso sim é uma transição! O medley acalma com a reflexiva “Cyan”. Vem o respiro e aparece a “Searching for Friends” (incrível como temas de veículos no mapa-múndi são fantásticos) em reprodução magnífica. Mais uma transição elaborada (10:42 a 10:54) repetindo o mesmo artifício supracitado para a chegada da pompa de “Devil’s Lab”. Para fechar, versões resumidas de “Dancing Mad” e “Ending Theme”, só isso. Porém, preferiria que fossem lembradas outras músicas em vez de executar trechos dessas duas grandiosas que mereciam performances separadas.

Ouça. Só o tema de chefe já vale o medley.

“Final Fantasy VI Medley”

“Prelude” ~ “Opening Theme” ~ “Metamorphosis” ~ “The Decisive Battle” ~ “Save Them!” ~ “Cyan” ~ “Searching for Friends” ~ “Devil’s Lab” ~ “Dancing Mad” ~ “Ending Theme”

Agradecido ao Fabão pelo suporte na tradução das informações.


RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: