Posts Tagged 'Koji Hayama'

Game Music Tribute Live: mais um novo Game Music Festival?


Por Alexei Barros

Repito a dizer: lá para, 2005, 2006, quando soube da existência da série de shows Game Music Festival, além de me lamentar eternamente pela falta de gravações lançadas das apresentações, também havia uma espécie de conformismo de que os compositores de game music jamais voltariam a formar bandas e subir no palco para tocar suas músicas… Ainda mais porque o pessoal daquela época saiu de cena, ou melhor, das produtoras onde trabalhavam e, quando muito, viraram freelancers. Mas não é que, depois do Japan Game Music Festival realizado em julho, vamos ter OUTRO show com bandas japonesas de game music em 2013? Com vocês, o Game Music Tribute Live, que vai acontecer dias 2 e 3 de agosto.

Ao mesmo tempo em que fiquei satisfeito de ler nomes como jdk Band, Zuntata, Crush 40 e [H.] no programa do JGMF 2013, também senti a ausência de algumas bandas. É não é que justamente as que faltaram no JGMF 2013 vão estar no Game Music Tribute Live? Só me pergunto por que eles não juntam tudo e fazem um show ainda maior, mas cada um deve ter os seus motivos…

A maior surpresa, definitivamente, é o retorno da Gamadelic, a banda da falecida Data East. Apenas peço que ouça a “SHOOOT!!” (do Windjammers) ou então a “Operations Thunder Zone” (do Thunder Zone) para ver como era o som dos caras – um hard rock de primeira qualidade. Só imagino essa competência com uma sonoridade mais moderna. Por favor, lancem álbuns. Eles voltaram para valer mesmo, com direito a site oficial, Facebook e Twitter. E até publicaram no YouTube um vídeo promocional com clipes antigos que eu nunca imaginei que veria na vida:

O JGMF 2013 não tinha a Blind Spot? Aqui está ela, a antiga S.S.T. Band. Aliás, é incrível pensar que a Sega consegue ter TRÊS bandas diferentes tamanha é a sua fartura musical. Impressionante. O JGMF 2013 não tinha o Motoaki Furukawa? Aqui está ele, com a Voyager, fazendo a vez da extinta Kukeiha Club da Konami. Seria muito pedir que ele voltasse a usar o timbre de 1992 (de músicas como a “Fantastic Offroader” do Sound Locomotive), que incrivelmente soa mais atual do que ele vinha usando nos álbuns mais recentes? (Ainda bem que é a primeira vez que falo isso). Eu confesso que nunca entendi muito a razão de existir o Koji Hayama com suas músicas excêntricas para a série Cho-Aniki, mas ele também chegou a tocar no Game Music Festival 94 e vai estar aqui. Meh…

O detalhe é que o site ainda tem um espaço vago com a mensagem “Here comes a new artist!”… Não me diga que é a Alph Lyla da Capcom? Ou então a… Shinsekai Gakkyoku Zatsugidan Special Band da SNK? Melhor não sonhar muito alto porque sei de pessoas que enfartariam caso isso acontecesse.

Para completar, o Game Music Tribute Live também vai ter a participação de quatro cantoras J-pop: Chisa Yokoyama, Mami Kingetsu, Junko Noda e Haruka Shimotsuki. Com exceção da última, que cantou, sei lá, milhões de músicas para jogos diferentes, as outras três são nomes relativamente conhecidos da colossal discografia da série Tokimeki Memorial e tiveram vários álbuns lançados pela Konami (vários deles com músicas originais, sem relação com jogos).

Só vai ser chato acontecer tudo isso e não ser lançada nenhuma gravação…

[via Game Music Tribute Live]

Anúncios

Yuzo Koshiro, Norihiko Hibino, Motoi Sakuraba, Koji Hayama e quatro compositores da SNK em Yuusha 30

Yuusha 30
Por Alexei Barros

Fiquei sabendo do Yuusha 30 pelo Continue. Apesar de curiosa, a proposta não me cativou pela efemeridade. São quatro jogos em um: RPG, shmup, ação e estratégia, sendo que cada game você testa (dá para falar que joga?) em sessões de 30 segundos. Até aí me passaria batido.

Mas ouvir nesses meio minutos composições dos mestres supracitados muda tudo. O time de músicos do projeto da Marvelous para PSP é um dos mais inusitados dos últimos anos. Não porque terá Yuzo Koshiro (Streets of Rage), Norihiko Hibino (MGS2 e 3), Motoi Sakuraba (Star Ocean) e Koji Hayama (Cho Aniki). Mas porque trará o quarteto na companhia de mais quatro talentosos e misteriosos compositores da SNK: Yasuo Yamate, vulgo Tate-Norio (The King of Fighters e Sengoku Denshou); Yasumasa Yamada, o Yamapy-1 (Samurai Shodown e Art of Fighting); Hideki Asanaka, também conhecido como SHA-V (The King of Fighters e Fatal Fury) e Takushi Hiyamuta, o Hiya (Metal Slug, Cosmic Cop). Para completar, The Engines. Não me pergunte o que é.

Conforme vou apreciando as músicas, como é o caso dos jogos com a assinatura da Shinsekai Gakkyoku Zatsugidan, sempre procuro pesquisar sobre os compositores para descobrir mais informações do universo musical-gamístico. Agora o pessoal da SNK é quase impossível. Além de se esconderem por trás desses pseudônimos malditos, o que dificulta saber o nome verdadeiro deles, não há nem fotos. Será que eles existem mesmo? Quem sabe se vier a OST do Yuusha 30 a situação não melhora. Torço para um encarte recheado de biografias em japonês.

Como cada vez mais fã do Koshirão, meu palpite é que ele vai sobressair dentre todos os envolvidos, porque nos primórdios da sua carreira se destacava justamente por fazer melodias memoráveis com músicas de looping diminuto, como atestam “The Syonin” (Ys) e “Long Distance” (The Revenge of Shinobi).

[via SEMO]


RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: