Posts Tagged 'Kohta Takahashi'

Ace Combat 2: o voo que atrasou 13 anos


Por Alexei Barros

Um dos maiores pecados da era PlayStation no que se refere a game music é a Namco não ter lançado a trilha original do Ace Combat 2 (1997). Ainda que as músicas fossem no formato Red Book – ou seja, bastava colocar o disco do jogo para ouvir as faixas em um CD player –, não é a mesma coisa do que um álbum com capa e encarte recheado de informações detalhadas dos compositores. No período precedente ao instaurado pelo mago Keiki Kobayashi, o principal responsável pelas composições pomposas da série mais recentemente, AC2 destacava-se pelo hard rock de primeira linha, exibindo alguns dos mais empolgantes riffs de guitarra da era 32-bits, que o digam “Fire Youngman”, “Blow Away”“A Fresh Youngster”.

Um ditado novo diz “nunca diga nunca” e eis que treze anos depois a trilha vai ser publicada em CD de forma restrita e longe da ideal, diga-se. Quem comprar o Ace Combat X²: Joint Assault Famitsu DX Pack de PSP no Japão (sai dia 26 de agosto por lá) receberá dois discos promocionais: o primeiro, com as 31 faixas do Ace Combat 2, e o outro combinando o conteúdo do Ace Combat 2 Original Sound Invitation (CD bônus relativamente raro, de 500.000 cópias, entregue para quem comprou o jogo por pré-venda em 1997 pela DigiCube), uma faixa de irrisórios 22 segundos do AC2 que não entrou na versão final e sete músicas do Ace Combat X²: Joint Assault de autoria do novo talento Go Shiina (Tales of Legendia, Mr. Driller Drill Land e God Eater).

Pouco provável, mas torço para que seja revelado quem fez o quê do quarteto Kohta Takahashi, Hiroshi Okubo, Tetsukazu Nakanishi e Nobuhide Isayama, os nomes exibidos no setor Game Sound Staff dos créditos. Recentemente parte do time de compositores foi entrevistada pela Famitsu (quando foi tirada a foto ao lado) e na página pessoal do Takahashi Solid State Japan é possível ver os liner notes de Takahashi – e eu batendo a cabeça na parede por não poder entender. Vários outros trabalhos foram mencionados, e só de acompanhar as capas na lateral dá para ter uma ideia das influências – Dream Theather, Megadeth, Van Halen… até de outro jogo, After Burner, cuja semelhança foi exemplificada com a “Rising High”.

No site oficial já é possível ouvir samples de todas as músicas da trilha do Ace Combat 2, e dá para perceber que a qualidade é semelhante ao do Red Book.


RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: