Posts Tagged 'jdk Band'

O espantoso regresso do Game Music Festival


Por Alexei Barros

Nem em meus mais ensandecidos sonhos poderia imaginar que viveria para ouvir isto: o retorno do Game Music Festival, que vai acontecer nos dias 29 e 30 de junho, vulgo este final de semana… Mas o que é, afinal, o Game Music Festival?

Quem se aprofundou um pouco mais na história da game music deve ter esbarrado por essa série de shows realizada de 1990 a 1995 no Japão que reuniu bandas de diversas produtoras, como Capcom, Sega, Konami e Taito. Nem tudo foi gravado, mas quem ouviu o material lançado de grupos como S.S.T. Band, Kukeiha Club, Zuntata, Gamadelic e outros sabe que é coisa fina. E aqui faço uma ressalva importantíssima. As bandas eram formadas por compositores mesmo, os caras que faziam as músicas nessas empresas e saíam dos estúdios para mostrar que também eram grandes instrumentistas no palco. Isso representa muito mais do que um grupo de fãs que surge do nada para homenagear suas músicas preferidas. Claro que nem todos compositores tocavam e também nas bandas havia instrumentistas que não trabalhavam nas produtoras. De qualquer forma, não tem nem como comparar.

Não que nesse meio tempo não tenha acontecido nada parecido. A primeira lembrança que vem à mente é o Hyper Game Music Event 2007. O primeiro volume, com gravações parciais dos shows foi lançado, mas o segundo, embora tenha sido anunciado, nem saiu, assim como um prometido DVD. o evento repetiu a dose em 2008 (inclusive assistido in loco por um tal de Fabio Santana) e nem sinal do álbum das apresentações desse ano. Nos anos seguintes, os shows foram substituídos por apresentações de seiyuus, que dão muito mais ibope que bandas de videogame. Fora isso, tivemos, felizmente, inúmeros shows desses estimados grupos, mas, pelo que me recordo, poucos que reunissem nomes tão diversos como o Japan Game Music Festival 2013.

Quando vejo que um mesmo evento vai reunir Zuntata (ainda que não seja tão boa quanto a antiga), jdk Band (que é infinitamente superior à velha) e a [H.], as lembranças são as melhores possíveis do GMF. Mesmo que não seja fã número 1 da Crush 40, acho muito legal eles participarem. A maior surpresa talvez seja a dupla Yumi Kawamura x Lotus Juice, repetindo a dobradinha dos shows de Persona.

Permita-me agora apresentar os nomes desconhecidos. A banda TEKARU é liderada pelo Hideki Sakamoto, do estúdio noisycroak. Eles já lançaram dois álbuns muito bons chamados TEKARU TECHNICAL e TEKARU MECHANICAL, com músicas de jogos como Echochrome e Time Travelers. LivestRow Basiscape Band representa evidentemente o estúdio Basiscape, tocando faixas de jogos como o Muramasa: The Demon Blade.

Da dupla Mitsuto Suzuki x Tomoyuki Sugimoto eu espero alguma coisa eletrônica, mas não faço ideia do que seja exatamente. The Musicolors é uma banda liderada pelo Kenji Ito; a Nanaa Mihgo’s tocará músicas de Final Fantasy XI e a The Death March do The World Ends With You. A Square Enix está representada em peso, apesar da ausência da Earthbound Papas do Nobuo Uematsu.

Falando em faltas, a maior de todas é mesmo a Blind Spot, novo nome da recém-renascida S.S.T. Band. Mesmo que o timbre da guitarra venha me decepcionando, o Motoaki Furukawa com a Voyager também é outra ausência, ele que era da Kukeiha Club da Konami.

Veja a programação de cada dia logo abaixo. Se você entender japonês, no canal do evento no YouTube há recados dos integrantes das bandas, que estão devidamente listadas no site oficial. Como sempre, torço para que o Japan Game Music Festival 2013 seja mais bem registrado e lançado do que suas antigas e saudosas encarnações.

29/06/2013

1 – Zuntata
2 – Falcom jdk BAND
3 – Yumi Kawamura x Lotus Juice
4 – TEKARU
5 – Mitsuto Suzuki (SQUARE ENIX) x Tomoyuki Sugimoto (VJ)
6 – Crush 40
7 – The Music Colors

30/06/2013

1 – SEGA sound Unit [H.]
2 – LivestRow Basiscape Band
3 – Yumi Kawamura x Lotus Juice
4 – Nanaa Mihgo’s (SQUARE ENIX)
5 – Crush 40
6 – The Death March (SQUARE ENIX)
7 – The Music Colors

A S.S.T. Band voltou, o Casiopea voltou e agora o Game Music Festival voltou. Posso começar a sonhar com o retorno do Orchestral Game Concert?

[via JAPAN GAME MUSIC FESTIVAL 2013]

Vídeo promocional do DVD Falcom jdk Band Live 2010 in Liquidroom

Por Alexei Barros

Fato: a Falcom é uma das empresas mais solícitas. Não feliz em transmitir ao vivo o show da jdk Band dia 21 de agosto pelo Ustream, lançou o DVD desta apresentação dia 12 de novembro, e agora liberou um vídeo para vislumbrar a qualidade geral do produto. Detalhe: uma amostra de quase 12 minutos!

Espero que o registro muito competente, como parece ser pela qualidade de imagem e variedade de ângulos de câmera, finalmente catapulte a jdk Band ao estrelato, porque os caras mandam muito bem. O violino é um dos destaques da banda nessa primeira impressão do Falcom jdk Band 2010 Live in Liquidroom. Só não consigo digerir muito as faixas cantadas pelo Icarus Watanabe.

A mensagem de promessa de retorno para o ano que vem no final do vídeo me deixou com alta expectativa. Espero que adotem também nos shows ao vivo o saxofone como no recente e bem-sucedido álbum de estúdio Falcom vs. jdk Band 2010 Summer.

[via VGMdb]

Anunciado DVD da jdk Band

Por Alexei Barros

O que pode ser melhor do que transmitir um show ao vivo pela Internet? Lançar um DVD da apresentação. Pois é o que acontecerá. Não bastasse o álbum Falcom vs. jdk Band 2010 Summer, a atual banda da Falcom fará mais um lançamento neste ano, e não está muito longe não, dia 12 de novembro no Japão.

Trata-se do Falcom jdk Band 2010 Live in Liquidroom, registro em vídeo de 15 músicas daquele espetáculo que aconteceu dia 21 de agosto, e que os desafortunados ocidentais como nós pudemos ver na ocasião ou gravado, porque o show ainda está disponível no YouTube.

Se você se lembrar bem, os vídeos foram mostrados por apenas uma câmera posicionada no fundo do Liquidroom, mas é evidente que o DVD não será só isso. Se forçar ainda mais a memória, vai reparar que era possível avistar outras câmeras, como aquela suspensa. Enfim, é um lançamento que coroa o ano produtivo da melhor banda de game music da atualidade.

Falcom vs. jdk Band 2010 Summer: as quatro estações em um só verão


Por Alexei Barros

Sei que você não aguenta mais as minhas comparações da jdk Band com The Black Mages, mas voltarei a colocar as bandas frente a frente. Nos fóruns de game music via com frequência o desejo dos fãs que o hoje findado grupo liderado por Nobuo Uematsu flertasse que outros gêneros além do hard rock. Supostamente isso deveria acontecer no terceiro álbum, com a tal representação musical de antigos contos folclóricos que acabou não se confirmando. Os Black Mages acabaram sem que isso ocorresse, e poucos arranjos fugiram do estilo, como a acústica “Matoya’s Cave”.

A jdk Band, pelo contrário, está aí e neste mais recente álbum de arranjos, Falcom vs. jdk Band 2010 Summer, lançado dia 10 de setembro, ficou clara a iniciativa de rumar para caminhos não visitados, o que não vejo o menor problema, afinal os instrumentistas são absurdamente talentosos, assim como o arranjador de todas as faixas, Yukihiro Jindo. A melhor inovação foi, sem sombra de dúvidas, a implementação do saxofone de Kenji Suzuki daquele jeito que os japoneses do cenário jazz fusion sabem fazer tão bem. Não só para músicas melosas, mas para agitadas também. O violino, que era um dos principais diferenciais aparece, porém em menor proporção, apenas em duas músicas executadas pela Akiko Nagano. Falei no parágrafo anterior da iniciativa acústica do Black Mages. A jdk Band fez o mesmo como você poderá conferir em instantes.

Para completar a banda, os bateristas Kotarow Hatanaka e Hidekazu Nishi se alternaram. Ainda vale o rodízio para a guitarra e violão, com Masaru Teramae e Terukazu Inoue. No baixo elétrico, como sempre, Atsushi Enomoto. Curiosamente, se ouvem teclado e piano, mas não está creditado o instrumentista no encarte.

Após o Hadouken, comentários gerais e os links do Goear para sua apreciação.
Continue lendo ‘Falcom vs. jdk Band 2010 Summer: as quatro estações em um só verão’

Tempestade saxofonística em pleno verão

Por Alexei Barros

O Falcom jdk Band 2008 Spring foi o responsável por me tornar fã incondicional desta banda fantástica que é a nova jdk Band, tanto nas participações em CDs, como nos shows, vide o recente jdk Band Live 2010 transmitido ao vivo. Uma vez que ano passado não aconteceu o lançamento de um disco similar, ou seja, com arranjos de ponta a ponta, imaginei que o grupo havia abandonado a ideia. Não, e já temos um candidato de melhor álbum de game music em 2010, ao menos de hard rock: Falcom vs. jdk Band 2010 Summer.

O CD fora vendido no supracitado espetáculo, mas no varejo sairá logo menos, dia 10 de setembro, com uma dezena de faixas (o predecessor tinha 12) relidas pelo arranjador de sempre, o Yukihiro Jindo, de temas de jogos bem mais populares no Japão: The Legend of Heroes VI: Sora no Kiseki the 3rd, The Legend of Heroes: Zero no Kiseki, Gurumin, Ys Seven e  Ys vs. Sora no Kiseki Alternative Saga. Entre no VGMdb no link acima para saber os nomes das músicas – não faria muita diferença se colasse aqui mesmo.

O que me deixou mais empolgado que o normal são os 11 minutos de samples que disponibilizo direto do YouTube logo abaixo. Não me pergunte qual música é qual porque não faço a menor ideia. Além do hard rock com violino, uma mistura que o que tem de inusitada possui de avassaladora, eu fiquei extasiado com a faixa que inicia em 5:31, a partir de 5:45. Não ouvi errado ou fiquei pirado, porque os créditos do CD confirmam: a jdk Band também passou a adotar saxofone! Para tudo! Muitas vezes incompreendido e subestimado – graças aos japoneses minha concepção sobre o instrumento mudou por completo. Quem toca o sax tenor é Kenji Suzuki como mostra o site da Falcom. Nunca ouvi falar – apenas um homônimo guitarrista. Lembrou-me muito a pegada dos saudosos álbuns arranjados da SNK (a referência no título não foi sem querer) que sobrevive em outros trabalhos isolados e não relacionados, como a Battlefield – Those That Slay and Fall” do Sekaiju no MeiQ³ *seikai no raihousya* Super Arrange Version. É, está difícil de encontrar outra banda de game music na ativa com tamanha produtividade e qualidade como a jdk Band. Hard rock de alto gabarito, por vezes com violino ou saxofone, não se vê todos os dias.

“Roudo Castle” – The Legend of Heroes III: White Witch (jdk Band Live 2010)

Por Alexei Barros

Até eu me estranhei, mas consegui acordar às 6 da manhã de sábado para acompanhar o jdk Band Live 2010 para permanecer tal como um zumbi em frente à tela do computador. Como não poderia deixar de ser, foi mais um show de alto nível da excelentíssima jdk Band, a banda da Falcom que suplanta a antecessora espiritual J.D.K. Band em todos os sentidos. A maioria das músicas me empolgou, mesmo desconhecendo várias das originais. Não fui muito com a cara de algumas cantadas pelo Icarus Watanabe – uma figura bizarra que se apresenta com um par de chifres.

No chat que ladeava a janela da apresentação, comentários empolgados dos japoneses – não que entenda alguma coisa, deu para notar pela repetição frenética de caracteres – e também de alguns ocidentais, que falavam altas baboseiras em inglês. Tudo foi mostrado por somente uma câmera, se bem que do que estou reclamando? Até outro dia era dureza ver fotos de shows japoneses de game music. O que dirá a gravação em áudio. O que dirá em vídeo. O que dirá ao vivo! Curiosamente, se via pela única imagem uma outra câmera suspensa, imagino que para um DVD promocional ou coisa do tipo.

Para quem não acompanhou, conforme imaginava, todas as músicas do espetáculo estão no YouTube, e separei uma delas para o post. Apesar de o violino ser um dos grandes chamarizes da jdk Band, o vídeo abaixo não conta com a participação do instrumento. A razão para mostrar é que fiquei fascinado pela “Roudo Castle” quando escutei a versão arranjada do cross over Ys vs. Sora no Kiseki Alternative Saga. Por isso, considero o fato de terem tocado uma faixa  que ansiava uma coincidência ímpar, dada a sina que costuma assolar as minhas favoritas. Originalmente a música do Roudo Castle é do RPG The Legend of Heroes III: White Witch lançado para o PC-98, então não acho que muita gente conheça. Mas espero que aprecie.

Ao vivo, o tema ganhou um breve solo de bateria do Kotarow Hatanaka na introdução, e floreios guitarrísticos do Masaru Teramae – já é redundante falar que ele destruiu mais uma vez.

jdk Band Live 2010 será transmitido ao vivo… daqui a pouco


Por Alexei Barros

Se você lê o post no sábado dia 21 de agosto à tarde já era, agora se ainda é na sexta 20 e está com insônia – creio que quem acordar cedo é porque precisa trabalhar –, não deixe de assistir o jdk Band Live 2010 às 6 da manhã, pois inacreditavelmente vai passar ao vivo via internet!

Foi bem em cima da hora, e só foi revelado hoje pelo Original Sound Version, e soube via Gagá Games.  Fora isso, o horário é altamente ingrato – corresponde às 6 da noite lá em Tóquio.

O show acontecerá no Liquid Room, e o repertório da jdk Band será baseado no Ys vs. Sora no Kiseki: Alternative Saga, cross over de luta para PSP lançado somente no Japão em 2010 que combina personagens de duas das principais séries da Falcom. A trilha, meu amigo, que está registrada no álbum promocional Ys vs. Sora no Kiseki Alternative Saga Collective Music Files, é ABSURDAMENTE SENSACIONAL. Ainda estou para fazer um post sobre, então usei a caixa alta para chamar a sua atenção. O primeiro CD é uma alucinante sucessão de temas hard rock com as guitarras ligadas em 220V. “Roudo Castle”, por exemplo, mostra isso.

Caso não esteja disposto ou viu tarde demais a nota, eu tenho o otimismo que o show será publicado no YouTube ou outro lugar se por acaso não pelos próprios organizadores, pelos fãs, afinal já vimos outros vídeos deles.

O link da transmissão, que começa às 6 da manhã no Brasil, você encontra aqui.

[via OSV, Gagá Games]


RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: