Posts Tagged 'Grant Kirkhope'

DKC 2: Serious Monkey Business sai dia 15 de março

Por Alexei Barros

Quem diria, eu falando do OverClocked ReMix. Em novembro do ano passado  comentei sobre o mais recente projeto de remixes da comunidade, e agora finalmente foi anunciado quando vai ser disponibilizado. Antes previsto para fevereiro, o Donkey Kong Country 2: Serious Monkey Business foi postergado para março e estará à disposição no site nesta segunda-feira, dia 15.

O motivo para comentar aqui é que pela primeira vez na história do OCReMix o próprio compositor do jogo homenageado participou, ninguém menos do que o ex-Rare David Wise. Como bônus, Robin Beanland e Grant Kirkhope,  profissionais relacionados com a produtora britânica igualmente. Um feito respeitabilíssimo, devo reconhecer.

Ainda não foi divulgado quem fez o que, mas pelo VGMdb já é possível ver todos os arranjadores. Embora não seja versado no segmento de artistas amadores de games do ocidente (nem mesmo do oriente), reconheci alguns nomes importantes na área, o que mostra que procuraram caprichar mais do que o normal.

O proprietário do OCReMix, David “djpretzel” W. Lloyd participou, bem como o sueco Mattias Häggström Gerdt, conhecido pela alcunha Another Soundscape. Recentemente os dois compuseram a Kaleidoscope Original Soundtrack referente ao jogo indie para Xbox 360 (outra lista para a façanha). Além deles, Joshua Morse, que arranjou sozinho o Castlevania: Sonata of the Damned, e talvez o mais notório dentre esses, Jake “virt” Kaufman. Integrante da banda The Smash Brothers, é nada menos do que o compositor do Contra 4 e Red Faction: Guerrilla, e um dos arranjadores do Chiptuned Rockman com a “Tornadoman Stage (Integer Spin mix)”. Pode causar estranheza porque ele é dono do site VGMix, que na teoria seria um concorrente pela proposta similar. Até por isso, o virt nunca participou antes de um projeto do OCReMix.

No canal do OSV no YouTube foi publicado com exclusividade uma amostra que reproduzo aqui. Fiquei com uma boa impressão.

[via VGMdb]

Projeto de DKC2 do OCRemix terá a participação de três compositores profissionais – incluindo o autor da trilha original

Donkey Kong Country 2
Por Alexei Barros

Não é novidade – se não sabia, fique sabendo – que não sou fã número 1 dos arranjos do OverClocked Remix por questão de gosto musical (não me apetecem as experimentações muito cabeludas), mas devo reconhecer (seria tolice ignorar) que a comunidade de fãs conseguiu feitos incríveis. O primeiro, até onde eu sei, é a versão  da “Terra’s Theme” intitulada “Squaresoft Variation”, preparada pelo Jeremy Soule (Secret of Evermore, Guild Wars, The Elder Scrolls IV: Oblivion e outros).

O segundo, e a maior façanha de todas, foi o trabalho das releituras do Super Street Fighter II Turbo HD Remix. Eles não lançaram digitalmente apenas um álbum de remixes, e sim fizeram a trilha que está no remake. A próxima realização (talvez até tenham acontecido outras que desconheça) é a participação de três compositores de jogos da Rare no Serious Monkey Business, ainda sem data de lançamento definida, que cobrirá as músicas do Donkey Kong Country 2.

São eles: Grant Kirkhope (Banjo-Kazooie, Grabbed by the Ghoulies), Robin Beanland (Killer Instinct 2, Conker’s Bad Fur Day) e, mais admirável, David Wise, o compositor original do jogo e criador de obras-primas como “Aquatic Ambiance” (DKC) e “Stickerbush Symphony (Bramble Blast)” (DKC2). Farei questão de ouvir.

[via OSV]

“Donkey Kong Medley” – DK64 e DKC2 (VGO @ Berklee Performance Center)

Por Alexei Barros

Desde a primeira vez em que falei da Video Game Orchestra, o que mais queria ver era o medley do Donkey Kong prometido para a apresentação no dia três de maio no Berklee Performance Center, com arranjo do vencedor do concurso 1st Call for Arrangers, o estudante de composição para cinema James Whisenand.

Poderia reclamar da ausência de diversas músicas esquecidas (“Simian Segue”, “Aquatic Ambiance” e outras), mas não vou ser mesquinho, afinal Whisenand fez aquilo que nenhum concerto profissional se atreveu e que há muito se esperava: orquestrou a “Stickerbush Symphony (Bramble Blast)”!

Mas antes vem a “Jungle” do Donkey Kong 64, que é uma releitura da “DK Island Swing” do Donkey Kong Country. Aproveitando a levada jazzística, a introdução é tocada de maneira muito apropriada na bateria, seguindo por contrabaixo acústico, trompetes, trombones, violinos, clarinete, saxofone soprano, xilofone e por aí vai.

Na sequência aparece a “Bramble Blast” do Donkey Kong Country 2 baseada não na original, mas na arranjada pela Michiko Naruke para o Super Smash Bros. Brawl. Está fiel à releitura, com o beliscar das cordas dos violinos (o pizzicato), o solo de violão, prosseguindo ao clímax quando entram metais e a bateria ainda mais forte, encerrando com o violão.

Porém, por mais que o arranjo do Brawl seja interessante, preferiria que a orquestração fosse baseada na “Stickerbush Symphony (Bramble Blast)” original, que possui andamento mais lento, as esparsas intervenções do piano e principalmente o timbre grave eletrônico, que poderia ser feito pelo teclado.

“Donkey Kong Medley”
“Jungle” (Donkey Kong 64) ~  “Bra
mble Blast” (Donkey Kong Country 2 & Super Smash Bros. Brawl)


RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: