Posts Tagged 'Games in Concert'

“Bond Theme” – From Russia With Love (Games in Concert)


Por Alexei Barros

Logo menos, dia 2 de novembro, vão ser lançados dois jogos de James Bond – GoldenEye 007 para Wii e 007: Blood Stone para PC, Xbox 360 e PlayStation 3 (para não esquecer da versão de DS) –, e estou com altas expectativas para ambos. O primeiro por recriar um dos FPSs mais influentes da história e outro porque repete a diretriz do fantástico James Bond 007: Everything or Nothing por apresentar uma história original, o que livra da responsabilidade de seguir uma trama já existente e apressar o projeto para coincidir o lançamento com o advento do filme.

Alimentado pelo hype duplo, recupero mais uma performance oculta do espetáculo holandês Games in Concert, a única vez em que um título da franquia foi lembrado em um concerto de games. De games? À primeira vista, causa estranheza que um jogo baseado em filme apareça em uma apresentação do tipo. Não vejo problema, com a condição de que a música faça por merecer a aparição, e não seja um merchandising deslavado. Além disso, a faixa foi escolhida por um motivo especial. Quem regeu a polivalente e magistral Metropole Orchestra na ocasião foi o compositor Christopher Lennertz, que teve tocados três segmentos de trilhas de sua autoria: Gun, Medal of Honor: European Assault e From Russia With Love.

Há de se ressalvar, no entanto, que a faixa escolhida, “Bond Theme”, nada mais é do que o icônico tema criado pelo compositor cinematográfico Monty Norman para o primeiro filme do personagem, 007 Contra o Satânico Dr. No, com o arranjo, se é que mudou alguma coisa, do Christopher Lennertz para o jogo.

Se há dificuldade para a Metropole Orchestra tocar a “Bond Theme” com tudo o que tem direito? Nenhuma. Todos os instrumentos reproduzem o tema com perfeição, e a guitarra teve a escolha de timbre muito feliz porque é simplesmente idêntico à versão original.

A gravação é da transmissão do rádio, portanto não há o que reclamar da qualidade.

“Bond Theme” (From Russia With Love, Games in Concert)

Games in Concert terá especial na TV holandesa


Por Alexei Barros

A maior baixa entre os concertos de games de 2009 foi, indubitavelmente, a não-realização do Games in Concert 4, que seria o mais recente representante da estimada série de concertos holandesa iniciada em 2006. Resultado da sociedade entre a NCRV Radio, que ensejou a utilização da espetacular Metropole Orchestra, e do site Gamer.nl, que facilitou o processo de aquisição da licença das músicas pelo contato com as produtoras, o Games in Concert se destaca pelas seleções arrojadas, arranjos exclusivos com pendor para o jazz e performances exímias. Caso não já tenha feito, procure pelos vídeos e áudios que publiquei especialmente no final do ano passado. Inacreditavelmente, é pouquíssimo comentado nos fóruns, não sei bem o porquê. Fica mais cerceado aos holandeses. Sortudos!

A notícia também diz mais respeito ao público local, mas achei importante. Representa um alento que pode indicar o retorno do Games in Concert em 2010. Na madrugada do dia 3 para o dia 4 de abril, às 12h30, o canal Netherlands 3 transmitirá um compilado de performances do Games in Concert 2 (2007) e Games in Concert 3 (2008), que inclui “Hell’s March” (Red Alert 3), com a banda After Forever (atualmente extinta), “Opera Maria and Draco” (Final Fantasy VI), com a soprano Tania Kross, “The Chosen” (Assassin’s Creed), com o rapper Brainpower e a banda Intwine, segmento de Leisure Suit Larry com o saxofonista Benjamin Herman e ainda um medley do Super Mario 64 no piano interpretado pelo virtuose holandês Wibi Soerjadi. Nos entremeios, haverá entrevistas com os compositores, espectadores e organizadores. A bem da verdade, algumas (não todas) destas performances estão disponíveis no site oficial, mas nada impede que apareçam outras – cruzando os dedos para “Moon Over the Castle”, “Egg Planet” e “The Best Is Yet to Come” – e que alguém tenha a bondade de publicá-las no YouTube, como já aconteceu antes.

[via Games in Concert]

“Today” – Burnout Revenge (Games in Concert)


Por Alexei Barros

O que eu, que sempre reclamo quando aparece uma música licenciada em um concerto e me chateio quando me falam que a trilha de qualquer FIFA ou GTA é game music, venho fazer com esse post?

Calma. Assim como a série alemã Symphonic Game Music Concert rendia homenagem anualmente ao maior compositor local Chris Huelsbeck, a holandesa Games in Concert traz em todas as edições faixas de compositores dos Países Baixos.

Um dos holandeses mais proeminentes – e não apenas pelas colaborações em game music –, é Tom Holkenborg, mais conhecido pelo cognome Junkie XL. A canção “Today”, que empresta o nome para o quarto álbum, consta nas trilhas de Burnout Revenge e Burnout Legends, e é interpretada por Nathan Mader. Vale ressaltar um detalhe: a primeira aparição se deu nos jogos, visto que os dois títulos saíram em 13 de setembro de 2005 e o CD em 18 de abril em 2006.

Floor JansenPor ser no estilo house trance, poderia receber o prêmio de escolha mais insólita de um concerto de games já feita. Martin Fondse não arranjou a música, e sim REVOLUCIONOU a música. Se eu escrevesse em caixa baixa não conseguiria expressar suficientemente o efeito da releitura.

A guitarra atordoante, as batidas eletrônicas e o vocal masculino são suprimidos em favor de baixo elétrico, bateria física, uma profusão de metais e a voz poderosa da Floor Jansen em uma toada mais pop com pitada jazzística. Devo revelar que a original não está de acordo com o meu gosto. Em contrapartida, a versão da Metropole Orchestra preservou a nata da composição (cerca de dois minutos e meio foram limados) e ficou espetacular, sem deixar de ser reconhecível. Quem me dera se todas as licenciadas fossem tocadas assim.

Infelizmente, o link abaixo é da gravação da plateia, já que esta canção não foi transmitida pelo rádio.

“Today” (Burnout Revenge, Games in Concert)

“Sound of Wind” – Final Fantasy Crystal Chronicles (Games in Concert)


Por Alexei Barros

Como cansei de falar por tantas oportunidades, é muito raro ver em concertos músicas de Final Fantasy que não sejam do Nobuo Uematsu. Se já é difícil com composições do Hitoshi Sakimoto ou Masashi Hamauzu da série principal, imagina os spin-offs.

Logo no primeiro Games in Concert em 2006 os holandeses tiveram a ousadia de colocar a onírica canção de abertura do Final Fantasy Crystal Chronicles do GameCube assinada pela Kumi Taneoka. A “Sound of Wind” (originalmente intitulada “Kaze No Ne”) na versão japonesa tem a voz da Yae Fujimoto, enquanto a “Sound of Wind (English Version)” americana é interpretada pela cantora australiana Donna Burke. O melhor é que a faixa foge do padrão de baladas pop de Final Fantasy seguido até por faixas que não são do Uematsu, como a “1000 Words Orchestra Version” (Final Fantasy X-2) escrita pela dupla Noriko Matsueda e Takahito Eguchi e tocada no Beginning of Fantasy.

Como sempre, impressiona a aptidão da Metropole Orchestra seja qual for o estilo executado. Harpa e violão na introdução são exímios, bem como baixo elétrico, bateria e percussão. Mas quem comanda mesmo é a amazona Floor Jansen, vocalista da recém-extinta banda de metal holandesa After Forever. Ouvi outras atuações dela, e é incrível a sua versatilidade porque consegue cantar tanto no pop quanto no erudito com semelhante aptidão. Uma outra moça, que não consegui identificar, ainda faz o contracanto. Não por menos, para mim, a performance ao vivo  ficou melhor do que a versão do jogo em inglês e quiçá em japonês por ser mais animada.

O link do Goear provém da transmissão do rádio, e abaixo há também um vídeo do ensaio. Não causa surpresa que tenha cantado tão bem: cerca de dois meses antes dessa gravação ela recebeu a música em MP3 do arranjador Martin Fondse para ouvir reiteradas vezes no iPod.

“Sound of Wind” (Final Fantasy Crystal Chronicles, Games in Concert)

“Waves of Morning Haze” – Shenmue (Games in Concert)


Por Alexei Barros

Shenmue. Superprodução de 50 milhões de dólares de Yu Suzuki, com trilha elaborada por um time competente que incluiu Takenobu Mitsuyoshi, Yuzo Koshiro e Hayato Matsuo. Embora existam músicas muito bonitas, jamais apareceu em um concerto japonês, e somente veio a ser executada a “Shenmue ~Sedge Tree~” no First Symphonic Game Music Concert (2003), com reprises na turnê PLAY! A Video Game Symphony e no PROMS That’s sound, that’s rhythm (2008).

Os holandeses do Games in Concert (2006) não se contentaram em escolher o mesmo tema apenas por ser o mais difundido. Pegaram a deslumbrante e inspiradora “Waves of Morning Haze”, assinada e arranjada por Toshiyuki Watanabe no álbum Shenmue Orchestra Version. Como tocar a faixa se utiliza um instrumento raro, o kokyu (como um shamisen diminuto)?

O atrativo de reproduzir game music ao vivo nem sempre é imitar todos os instrumentos da original, mas sim encontrar saídas dentre as possibilidades disponíveis para que fique parecido, apesar de não 100% idêntico. Não raro, o resultado supera a versão do jogo. Para isso é preciso criatividade. Solução encontrada: o kokyu foi satisfatoriamente substituído pela guitarra. Apurada e sutil, não sobressai de maneira estridente. Mistura-se à sinfonia com naturalidade.

Seria tudo perfeito se não fosse por um detalhe. Tiveram a infeliz ideia de incluir durante a execução a participação do Eboman, um rapaz que cria ruídos eletrônicos com os movimentos do corpo por meio de um traje personalizado. Veja o vídeo incompleto dessa performance para entender melhor. Se no segmento de Metal Gear Solid 2 com muita boa vontade quase combinou, no número de Shenmue ficou totalmente fora de contexto e deslocado com o clima de introspecção da peça. Pelos relatos que vi, foi unanimidade o repúdio ao Eboman, tanto que ele nunca mais voltou na série Games in Concert. Confesso que até fiquei com pena do coitado.

Não obstante, recomendo a audição (se possível ignorando os incômodos barulhos discrepantes), pois foi gravada da transmissão do rádio, ou seja, apresenta boa qualidade. Obrigado ao Laurens Kemeling por fornecê-la.

“Waves of Morning Haze” (Shenmue, Games in Concert)


RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: