Textos categorizados 'Chancacorin Manami'

A verdade sobre as trilhas de Mega Man e Mega Man 2

Por Alexei Barros

Outro mistério de composição elucidado pelo SEMO, prestando mais um grande serviço para a história da game music. Com ajuda de Ippo Yamada e Akari Kaida, o site entrevistou Takashi Tateishi, Manami Matsumae e Yoshihiro Sakaguchi, os principais responsáveis pelas músicas do Mega Man e Mega Man 2 serem veneradas até hoje.

Antes de chegar à revelação, situarei o que se sabia então. Os créditos do Mega Man listavam os nomes Chancacorin Manami e Yuukichan’s Papa no setor Sound Programmer, uma descrição genérica que não implica necessariamente na composição. Nos créditos do Mega Man 2, também no Sound Programmer, constavam os nomes Ogeretsu Kun, Manami Ietel e novamente Yuukichan’s Papa.

Era de conhecimento que tanto Chancacorin Manami como Manami Ietel são pseudônimos da compositora Manami Matsumae, ao passo que Yuukichan’s Papa mascarava a identidade de Yoshihiro Sakaguchi. Tempos depois foi oficializado que Ogeretsu Kun na verdade era o apelido de Takashi Tateishi. Certo. O álbum Capcom Music Generation Famicom Music Complete Works Rockman 1~6 foi lançado em 2002, mas o encarte não trazia a autoria das faixas.

Na entrevista foi revelado que Yoshihiro Sakaguchi foi o programador de ambas as trilhas. Manami Matsumae compôs as músicas e criou os efeitos de som de Mega Man. E quem saiu ganhando nessa história toda é Takashi Tateishi, que fez todas as faixas de Mega Man 2, além dos efeitos de som, sendo alguns deles aproveitados do primeiro. Por causa do Chiptuned Rockman se sabia que a “Bubbleman Stage” e a “Woodman Stage” eram dele. A novidade é que ele também concebeu todos aqueles temas nostalgicamente melódicos do MM2, como “Crashman Stage” e “Dr. Wily Stage 1”.

Mas não acabou ainda. Eles trocavam composições, mesmo que não fossem escalados para determinados projetos. Nessa brincadeira, Matsumae criou a melodia que se escuta por volta de 0:18 a 0:26 na “Airman Stage”, enquanto Tateishi assinou uma música para o arcade Area 88, cuja trilha estava sob os cuidados da compositora.

Mais um caso resolvido. Agora é torcer para que um dia o mesmo aconteça com Mega Man x, que tem cinco nomes listados nos créditos.

[via SEMO]


RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.513 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: