“Chrono Cross Medley” – Chrono Cross (Brass Exceed Tokyo)

Por Alexei Barros

Em 2012 eu publiquei um arrojado medley de Chrono Cross da Cosmosky Orchestra, mais uma dessas incríveis orquestras pró-amadoras japonesas. Se não viu, faça o favor de ver (e rever). Como são raras as ocasiões em que outras músicas do RPG do PlayStation são tocadas além de “Scars of Time” e “Radical Dreamers”, eu não poderia sonhar com outra performance similar… Daí me surge a Brass Exceed Tokyo para apresentar um medley diferente, no mínimo tão bom quanto o da Cosmosky (algumas escolhas de faixas são semelhantes inclusive). É inacreditável!

Como o próprio nome diz, trata-se de um grupo de instrumentos de sopro (curiosamente reforçado por dois contrabaixos), mas isso não significa que a quase ausência de cordas prejudique a interpretação das músicas de Yasunori Mitsuda – é tudo uma questão de adaptação. E como a Cosmosky, a Brass Exceed Tokyo é acompanhada na performance por um coral (aqui, o Chorus Exceed).

E é justamente o coro que inicia o medley, seguido pela flauta se destacando na parte mais calma da melodia de “Scars of Time”, com acompanhamento do violão e do baixo elétrico. Na virada da música, o solo é feito por um saxofone soprano com um resultado no mínimo surpreendente. O coral volta a participar, entoando a melodia etérea de “Garden of God”.

Quebrando um pouco o clima dessa atmosfera sagrada, surge uma castanhola e toda a Brass Exceed Tokyo para tocar a “Arni Village: Another”, no momento que considero o ápice do medley tamanha a perfeição com que a música foi reproduzida. Eu me senti novamente explorando a cidade de Termina na realidade alternativa. Em seguida, harpa e violão se destacam na performance da The Bend of Time, que ganha a participação dos trombones e do coral em um momento inspirador.

A partir daí a miscelânea segue os passos da versão da Cosmosky, apresentando a “Magical Dreamers ~The Wind, the Stars, and the Sea~”, com direito a guitarra e percussão. Os metais e a bateria se unem, aumentando a empolgação (basta reparar no gingado do maestro). Em um trecho fantástico dos xilofones e das flautas a “The Dream that Time Dreams” tem início e quando entra a referência do tema do “Chrono Trigger” já presente na original o coral vem com tudo. Para concluir, surge uma nova aparição da “Scars of Time” com coral. Esses japoneses estão de parabéns.

Detalhe: tudo isso pode ser apreciado com uma gravação muito competente, com várias câmeras e tudo mais. O áudio também está uma beleza.

“Chrono Cross Medley”

“Scars of Time” ~ “Garden of God” ~ “Arni Village: Another” ~ “The Bend of Time” ~ “Magical Dreamers ~The Wind, the Stars, and the Sea~” ~ “The Dream that Time Dreams” ~ “Scars of Time”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: