O ineditismo da X’mas Collections II: Yuzo Koshiro arranja Nobuo Uematsu


Por Alexei Barros

Neste longo período sem atualizações, uma das coisas que passei batido – e jamais poderia – é o lançamento do álbum X’mas Collections II music from Square Enix em novembro de 2013 – a data dá uma amostra de quanto essa notícia é velha. Geralmente, confesso, não costumo ficar ansioso ou dar muita atenção para esse tipo de coletânea, como foi o caso da que veio antes dessa, que saiu em novembro de 2010. Seria o caso de ignorar se não fosse pelo fato de o CD ter… Uma música do Final Fantasy arranjada pelo Yuzo Koshiro!

Trata-se de algo completamente inédito na carreira do compositor, que, não faz muito tempo arranjou o tema de Zelda do Koji Kondo para o Super Smash Bros. Brawl e para o Press Start. Agora, a combinação Yuzo Koshiro e Final Fantasy nunca aconteceu, assim como Yuzo Koshiro e Nobuo Uematsu.

Foi um acontecimento tão raro que na ocasião o site 4gamer.net entrevistou o Koshirão para falar especialmente sobre esse arranjo. Mesmo via Google Translator deu para entender algumas coisas bastante interessantes. O pedido partiu da Square Enix, e o Yuzo Koshiro teve liberdade de escolher qual música quisesse – ele selecionou o tema da “Rydia” do Final Fantasy IV. O compositor disse que na época não estava jogando muitos RPGs, porque em 1991 ele estava se dedicando às lutas de Street Fighter II nas casas de arcade. Mas a informação mais reveladora da entrevista é que, pelo que entendi, o Nobuo Uematsu disse para o Yuzo Koshiro que tentou recriar o som do ActRaiser na trilha do Final Fantasy IV.  Ambos os jogos saíram no início da vida do Super Nintendo – e que início de console.

Na entrevista, o Koshirão compartilha mais detalhes do arranjo, mas foi algo que foi além da minha compreensão e das capacidades do Google Translator. Mas, pelos créditos do encarte, é possível constatar que, em vez de fazer algo totalmente sintetizado como era mais comum em sua carreira, o Yuzo Koshiro utilizou a performance de violino e clarinete reais.  O restante é simulado (e nisso incluo a orquestra e até uns timbes de coral), que se passam muito bem por reais. Em quase 5 minutos, o tema da conjuradora de monstros é desenvolvido muito bem, fazendo a sublimidade do arranjo atingir níveis estratosféricos.

Ouça, enfim:

“Rydia / X’mas Edit”

[via 4Gamer.net]

8 Responses to “O ineditismo da X’mas Collections II: Yuzo Koshiro arranja Nobuo Uematsu”


  1. 1 Marcelo Martins 31/01/2014 às 3:24 pm

    Maravilhosa notícia, Alexei. Obrigado por compartilhar. Bem, é difícil falar de Koshiro sem elogiá-lo. Ele é incrivelmente versátil e até hoje faz coisas bonitas. Fiquei interessado nesse CD.

    Também tentei ler a entrevista original usando o Google Translator, mas foi um sofrimento absurdo.

    • 2 Alexei Barros 31/01/2014 às 5:04 pm

      Nem me fala… E olha que para a média de sites traduzidos no Google Translator, até que deu para entender muita coisa.

      Sobre o Koshiro, tenho gostado muito das trilhas recentes dele, como Etrian Odyssey IV, que foi a primeira vez que ele usou instrumentos reais na trilha original (geralmente só os arranjos tinham performance de músicos).

  2. 3 Farley 31/01/2014 às 5:56 pm

    Interessantíssimo o esmero do Koshiro para arranjar a faixa. Mais curioso ainda foi terem feito uma entrevista com ele só para perguntar esses detalhes, haha…

    Mas para mim esse disco foi interessante pelo fato de ter um arranjo de uma composição da Yoko Shimomura para um futuro novo jogo da série Seiken Densetsu *_*

    • 4 Alexei Barros 01/02/2014 às 12:52 pm

      Pois é, para você ver como foi um acontecimento raro. Espero que algum dia alguém tenha a bondade de traduzir a entrevista.

      Putz, eu fiquei tão abismado com a participação do Koshiro que nem sequer falei das outras faixas do álbum. Pelo visto, a Yoko Shimomura estará bastante ocupada nos próximos anos: Final Fantasy XV, Kingdom Hearts III… E ainda dá tempo de ela fazer apresentações comemorativas com uma banda!

  3. 5 Storm 05/02/2014 às 8:44 pm

    ouçam Impatience, é uma das melhores faixas desse álbum.

  4. 7 Wesley Pires 19/02/2014 às 7:24 pm

    Realmente Koshirão não envelhece, hehehehehe. E poxa, ouvi essa musica da Rydia e estou chocado o quanto ficou linda a musica. Com toda certeza não perde em nada para outras versões orquestradas tão magnânimas quanto. Gostei principalmente disso, pois apesar do tema original ser um tema mais “simples”, o arranjo elevou mais ainda o potencial da composição. Poxa, que achado.

    • 8 Alexei Barros 20/02/2014 às 6:58 pm

      De maneira alguma, Wesley! Pior que eu me revolto às vezes quando leio/ouço as pessoas falando que o Koshirão não está fazendo nada da vida. Ele está bastante produtivo e com trilhas muito inspiradas inclusive (como a do Etrian Odyssey IV, por exemplo).

      E isso que foi melhor: o tema da Rydia geralmente não é muito lembrado nos arranjos orquestrais.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: