“The Moon” – DuckTales (Level Uppsala)

Por Alexei Barros

Em breve, pelas mãos da WayForward Technologies, o remake do saudoso jogo dos DuckTales originalmente lançado para NES chegará às redes digitais. Aproveitando o ensejo, trago esta performance da melhor lembrança musical do jogo: a genial composição “The Moon”, que é ouvida no estágio homônimo.

Volto para 2010, quando a apresentação Castlevania The Concert chamou muita atenção por realizar um sonho que os fãs queriam há muito tempo. O responsável pelo concerto, David Westerlund, não parou de trabalhar nesse meio tempo e organizou outros espetáculos – só não publiquei aqui porque algumas músicas já tiveram performances melhores e outras tantas as gravações são terríveis.

Um desses espetáculos foi o Level Uppsala, organizado em 2011 na Suécia, o segundo país mais indicado para os fãs de game music viverem (preciso falar qual é o primeiro?). Nesse concerto, Westerlund realizou o sonho de muita gente ao apresentar a versão orquestrada da “The Moon”. Eu acredito que, sem exagero, se não fosse por ele, jamais ouviríamos uma versão orquestrada “de verdade” (quero dizer, com pessoas tocando instrumentos mesmo). Os japoneses não parecem compartilhar da mesma admiração pelo jogo dos DuckTales (posso estar redondamente enganado), diminuindo bastante a chance de isso acontecer por vias oficiais (leia-se Press Start). E quanto aos outros concertos ocidentais… Bom, além de a maior parte dos programas obrigatoriamente precisar ser formada por jogos ultrafamosos (claro que há exceções) para agradar o público mainstream, parece existir alguma barreira que impeça de tocar músicas de jogos licenciados. Ou seja, ninguém parecia ser ousado o bastante para arranjar a “The Moon”. Mas Westerlund teve sim essa audácia. O rapaz não se deu por feliz e ainda tocou piano, acompanhando a performance da The Royal Academic Orchestra.

Felizmente, a oportunidade não foi perdida: o arranjo é simplesmente fantástico, e a partitura explora toda a genialidade da melodia. Primeiro no xilofone, com as cordas e os metais pedindo licença. Quando entra a bateria e a guitarra (como gosto da guitarra irrompendo no meio da música), a música fica ainda mais  estupenda – eu simplesmente morri com o excesso de nostalgia… Performance excepcional (e bastante enxuta) de uma das composições mais incríveis da era 8-bit.

5 Responses to ““The Moon” – DuckTales (Level Uppsala)”


  1. 1 Figueras 01/08/2013 às 4:38 pm

    Essa música é linda, uma das grandes composições da época. O arranjo original é estridente, e ainda assim nota-se o quão empolgante são os encaixes das notas.

    Já o arranjo orquestrado… confesso que me arrepiei aqui.

    • 2 Alexei Barros 01/08/2013 às 5:00 pm

      Ah, legal que tenha gostado da versão orquestrada, master Figueras! “confesso que me arrepiei aqui.” (2)

      Uma coisa que me chama a atenção dessa música é ela não ser feita por nenhuma das grifes da época, como Koji Kondo ou Nobuo Uematsu e ainda cima aparecer assim, do nada, em uma fase de um jogo licenciado. Por exemplo, se fosse em outro jogo da Capcom, um Mega Man da vida, eu não me surpreenderia.

      Por isso, eu tenho minhas dúvidas se o sr. Hiroshige Tonomura fazia ideia da obra-prima que havia criado na época…rs

      Inclusive apenas recentemente ele foi reconhecido como compositor da música (por muito tempo se falava que era o Yoshihiro Sakaguchi). Se não me engano, pelo que vi no VGMdb, confirmaram pessoalmente via Facebook.

  2. 3 Marcelo Martins 09/08/2013 às 4:54 pm

    Gostei muito desse arranjo. A música original já é bem bonita e o arranjo orquestral ficou maravilhoso. Que Yoda abençoe David Westerlund para sempre.

    • 4 Alexei Barros 11/08/2013 às 3:04 am

      Hahahaha! Eu admiro o David Westerlund por tomar muitas iniciativas por conta própria, sem esperar outras pessoas fazerem, como foi o caso do Castlevania the Concert.

      Só acho que ele devia dar um jeito para gravarem melhor os concertos que ele produz… Tem cada gravação ruim…. =(

  3. 5 mastigado 05/11/2013 às 10:29 am

    Cara, eu joguei muito Ducktales quando era adolescente, a ponto de zerar sem morrer o 1 e o 2. Isso já faz uns bons 20 anos e quando ouvi a música, ainda consegui me lembrar, mesmo que vagamente.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: