“The Legend of Zelda 25th Anniversary Medley” – série The Legend of Zelda (VGL 2011 no Rio de Janeiro)

Por Alexei Barros

Há muitos anos achava que o segmento de Zelda do Video Games Live – baseado no arranjo do Orchestral Game Concert 1 referente ao A Link to the Past –, deveria dar lugar a um número que fizesse por merecer toda a série e não reduzisse tudo a uma única faixa, mesmo que a mais famosa. Coube ao Rio de Janeiro, cidade que iniciou a excursão brasileira de 2011, receber a estreia mundial do novo arranjo da série elaborado pela Laura Intravia, que já havia apresentado um número cômico tocando flauta em 2009. A indumentária de Link e o instrumento se mantêm, mas se trata de uma iniciativa mais séria, por assim dizer. Honestíssima, devo adiantar.

O problema é o debute acontecer só agora, em 2011, quando já foram feitos os medleys orquestrados “The Legend of Zelda Medley 2006″ no Press Start 2006 (e reprisado em 2007), dois no Play! A Video Game Symphony (o primeiro do Jonne Valtonen baseado no The Legend of Zelda: Ocarina of Time Hyrule Symphony e o outro do Chad Seiter), um Poema Sinfônico no Symphonic Legends/LEGENDS e, para completar, uma turnê só de Zelda. Não tem muito o que se surpreender a essa altura do campeonato.

Para mim, todas as transições ficaram decentes – para você ver que eu não reclamo por reclamar. A icônica “Title Theme” do Ocarina of Time é uma escolha excelente para o solo de flauta, afinal a composição original procurava simular a impressão de que uma ocarina estava sendo tocada no meio da floresta. Utilizando a melodia do despertar do dia do Ocarina é feita a emenda para o tema principal, trecho em que Intravia não toca, mas o público sempre faz questão de cantarolar. Numa variação o clima fica mais carregado, viajando para a tristeza de “Midna’s Theme”, seguida pela popular “Princess Zelda’s Rescue”, ambas com a decisiva participação da flauta. The Wind Waker é lembrado com a “Dragon Island” e Twilight Princess com a “Hyrule Field Main Theme”, que enfim recebeu a orquestração que merece, não aquela versão em MIDI. De maneira muito apropriada, parte do “Staff Credits” do Twilight Princess é utilizado para o encerramento do segmento. Atrasado, mas com substância.

Grato ao Thales Nunes Moreira pela consultoria Zeldística no reconhecimento das faixas.

“The Legend of Zelda 25th Anniversary Medley”

“Title Theme” (The Legend of Zelda: Ocarina of Time) ~ “Overworld” (The Legend of Zelda) ~ “Midna’s Theme” (The Legend of Zelda: Twilight Princess) ~ “Princess Zelda’s Rescue” (The Legend of Zelda: A Link to the Past) ~ “Dragon Island” (The Legend of Zelda: The Wind Waker) ~ “Hyrule Field Main Theme” ~ “Staff Credits” (The Legend of Zelda: Twilight Princess)

11 Responses to ““The Legend of Zelda 25th Anniversary Medley” – série The Legend of Zelda (VGL 2011 no Rio de Janeiro)”


  1. 1 Rafael Fernandes 09/11/2011 às 7:30 am

    Dá até uma certa estranheza a peça começar com a Title do OoT, ou seja, sem aquela explosão do tema e aquelas pessoas berrando e todo mundo pulando e…

    Aliás, o público me pareceu mais calmo dessa vez. A não ser que devem ter comemorado menos ali onde o cara que gravou estava.

    De qualquer maneira, gostei do medley. Fugiu do lugar comum, acho.

  2. 2 erikamth 09/11/2011 às 10:16 am

    Puxa, o medley de Zelda ficou para o Rio… bom, mas tudo bem, como você bem mesmo disse, não dá para se surpreender muito nessa altura do campeonato.
    O que eu queria mesmo (e fico triste por não poder) era estar lá no Zelda Symphony.

  3. 3 Alexei Barros 09/11/2011 às 1:07 pm

    @ Rafael

    Não comentei no texto, mas a primeira versão do medley do Play!, a qual teve o arranjo do Jonne Valtonen, começa da mesma forma, com o tema da tela-título do Ocarina of Time.

    A calmaria do público surpreendeu mesmo. Será que o público estava todo sentado nesse lugar em 2011?

    @ Érika

    Na verdade, eu publiquei o vídeo da apresentação no RJ, mas o medley também foi executado em SP e no RS. Só escolhi o do RJ por ter sido o primeiro, como costumo comentar as estreias nos lugares onde aconteceram.

    Ah! Falando no Zelda Symphony, em breve sairá um post relacionado.

  4. 4 clefbits (@clefbits) 09/11/2011 às 2:58 pm

    Alexei,

    Muitíssimo obrigado por compartilhar o vídeo e escrever esse artigo.

    Adorei o medley que eles fizeram e me emocionei ao ouvir um dos meus temas favoritos, “Dragon Island”. Eu simplesmente amo Wind Waker.

    Laura Intravia é uma pessoa extremamente talentosa. Não só toca flauta muitíssimo bem, mas também é compositora e tem uma voz inacreditável. Vejam o vídeo dela cantando Snake Eater…

  5. 5 Vinicius (@vinny_oi_rj) 09/11/2011 às 11:12 pm

    Bem, lá vou eu em mais um post de VGL XD

    Como disse no post do Medley de Pokemon, sentei bem próximo ao palco e lá se ouviu menos algazarra que no vídeo do post. E tem um detalhe que foi crucial pela quietude por parte do publico durante esse medley: o telão. Só ficou passando fanarts (a exemplo de OWA). Ou seja, a emoção que muitos sentem ao ver cenas de games não foi a mesma com essas imagens. O bom da história é que eu, pela 3ª vez de VGL, consegui ouvir uma apresentação sem ninguém atrapalhando (de forma exagerada XD) uma apresentação.

    E digo: se as outras apresentações atualizadas dos medalhões do VGL seguirem o mesmo caminho de Pokemon e Zelda 25, parece que finalmente encontraram um profissional que consegue arranjar medleys de forma decente, no mínimo. Poderia dizer que o Medley de Zelda está acima da média dos demais suites do VGL.

    Ps: as outras 2 vezes foram Baba Yetu e Advent Rising XD

  6. 6 Alexei Barros 10/11/2011 às 12:37 am

    @ Marcelo

    De fato, inclusive eu tinha publicado o vídeo na estreia da versão cantada da “Snake Eater”. Ao vivo mesmo eu só vi a Intravia em 2009, mas pelos comentários dessa vez ela arrebentou a boca do balão com tantas participações e tanta versatilidade.

    @ Vinicius

    Até estava estranhando a sua ausência temporária no post, Vinicius. XD

    Muito bem observado sobre o telão. Quando você falou isso, eu me lembrei que a OWA também não possui cenas do jogo, só que tem o Tallarico incendiando a plateia. Sem guitarra e com fan arts deu nisso mesmo – acho que a escolha de temas menos convencionais (não tem a Dark World do A Link to the Past, por exemplo) contribuiu para a quietude.

    Sobre o segundo parágrafo, concordo plenamente.

    • 7 Vinicius 10/11/2011 às 10:02 pm

      Trabalhando muito aqui, Alexei. XD

      Lembrando: no RJ não teve a apresentação de Diablo 3. Motivo: não ensaiaram a tempo (e nem em PoA)

      • 8 Alexei Barros 10/11/2011 às 10:13 pm

        Se não me engano, tinha visto uma entrevista em que o Tallarico dizia que adicionaram Diablo III nas outras cidades após terem pedido insistentemente.

        Para mim está muito claro que na maioria das vezes eles não sabem aproveitar o hype. Em 2007, por exemplo, tinha saído God of War II e nem tocaram naquele ano.

        Acho que só falta publicar as novidades da Blizzard dos vídeos avulsos. E como não conheço bem os jogos me bate a maior preguiça…. XD

  7. 9 Vinicius (@vinny_oi_rj) 10/11/2011 às 9:59 pm

    Aproveitando, apareceu a resenha do próximo show lá nos EUA, em San Bernadino, e vejam só o que eles anunciaram:

    VIDEO GAMES LIVE ANNOUNCES SPECIAL GUESTS FOR SAN BERNARDINO, CA SHOW!

    Projects include World of Warcraft, StarCraft, Diablo, God of War, Resident Evil 5, BioShock, Mass Effect 2, Tron, Pokemon, Assassin’s Creed, Ace Combat, Soul Calibur, Earthworm Jim, Metroid Prime, Tony Hawk’s Pro Skater, Spider-Man, the Sonic series AND MANY MORE!

    Soul Calibur, Earthworm Jim, Metroid Prime (prime mesmo, sem ser Metroid Medley Suite) e Ace Combat me chamam muito a atenção OO’

    Atenção aos convidados:
    Wataru Hokoyama
    (AFRIKA, Resident Evil 5, Ace Combat X2)

    Russell Brower
    Audio Director – Blizzard Entertainment
    (World Of Warcraft- Wrath Of The Lich King, StarCraft II, Diablo III)

    Rob Pardo
    Executive VP of Game Design – Blizzard Entertainment
    (World of Warcraft, Diablo III, StarCraft, Mortal Kombat Trilogy, Tempest X3)

    Gerard Marino
    (God of War series, DC Universe Online, Spiderman: Edge of Time)

    Garry Schyman
    (XCOM, Front Mission Evolved, Bioshock 2, Dante’s Inferno, Destroy All Humans 1 & 2, Full Spectrum Warrior: Ten Hammers, Bioshock)

    Cris Velasco
    (God of War Series, Mass Effect 2: Arrival, Mass Effect 2: Kasumi Stolen Memory, TRON Evolution, Warhammer 40,000: Space Marine, Borderlands, Darksiders, Prototype, Clive Barker’s Jericho)

    Benoit Grey
    Orchestrator/Musician
    (Assassin’s Creed: Brotherhood, Soul Calibur, Transformers, 007: Everything or Nothing, Movies/TV: Pokemon, Kirby, Teenage Mutant Ninja Turtles, Tenacious D in “The Pick of Destiny”, Scary Movie 2)

    And YouTube sensation Laura “Flute Link” Intravia!

    • 10 Alexei Barros 10/11/2011 às 10:10 pm

      Hmmm, não sei não se esses projetos se referem exatamente a novidades do set list… ao menos do que procurei no YouTube não vi nada de Metroid Prime, Ace Combat ou Earthworm Jim. Talvez o release informe de maneira bem genérica os jogos que os convidados participaram…


  1. 1 Considerações sobre o Video Games Live: Level 3 | Hadouken Trackback em 13/09/2013 às 4:36 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: