“Super Mario Medley” – Super Mario Bros. e Super Mario World (Video Game Music)

Por Alexei Barros

É, alguma coisa está muito errada. Ao ver os vídeos do Video Game Music, concerto ocorrido nos dias 13 e 14 de outubro em Limeira, sinto que deveria ter viajado 148 quilômetros daqui da capital de São Paulo até a cidade do interior no final de semana passado. Diferentemente de certas turnês, este espetáculo não usa playback, não tem gritos ensandecidos da plateia e possui uma orquestra de tamanho condizente com as partituras executadas, de pouco mais de 50 pessoas. Importante: o ingresso custou irrisórios 10 reais.

Há um telão para quem tem essa necessidade tremenda de ver a projeção dos jogos, mas as imagens são um mero detalhe, não o foco. Alguém realmente se importa com o fato de as cenas não serem sincronizadas? O cerne foi a performance musical. Mais incrivelmente, o arranjo é próprio. E com algumas músicas que nunca tinham sido orquestradas.

A “World Clear” é usada sabiamente como abertura, seguida pela “Overworld” nos trompetes e trombones, com o flautim fazendo o efeito de som da coleta de moedas – surpreendentemente, o número de risadas das pessoas que reconheceram a melodia foi pequeno perto do que costuma acontecer. A passagem foi um pouco brusca para a seguinte, uma faixa esquecida: “Underwater” do Super Mario World. Nas cordas, ficou majestosa. Daí me vem uma ótima transição para… ah, não. Não brinca. Arranjaram a “Castle” do SMW! Morri. Com a base das cordas, a tuba e o trombone criam todo o pavor de uma das maiores (e pouco executadas) obras-primas do Koji Kondo.

De novo um tanto bruscamente, vem a conhecida “Athletic” – fiquei com a impressão de que os fagotes e clarinetes se atrapalharam um pouco. O flautim toca a melodia, com o acompanhamento essencial da bateria, guiando para a “Invincible”, na qual os metais voltam a brilhar. Melhor ainda são as participações dos metais e da bateria lembrando a batida da “Underworld” na versão do Super Mario Bros. 3. O tema do Mario regressa, com uma nova alusão da “Underworld” no solo de tuba, seguido por todos os metais. Sensacional! A “Overworld” retorna em uma variação, mostrando a criatividade do arranjo, com flautas em destaque. De uma transição um pouco abrupta surge a “Castle” do primeiro Mario, para a consagração da “Overworld”, com a bateria cada vez melhor e cordas maravilhosas. O desfecho é com a “Game Over”.

Quando poderia acreditar que isso um dia ocorreu no Brasil?

- “Super Mario Medley”

“World Clear” ~ “Overworld” (Super Mario Bros.) ~ “Underwater” ~ “Castle” ~ “Athletic” (Super Mario World) ~ “Invincible” (Super Mario Bros.) ~ “Underworld” (Super Mario Bros. 3) ~ “Overworld” (Super Mario Bros.) ~ “Underworld” (Super Mario Bros. 3) ~ “Overworld” (Super Mario Bros.) ~ “Castle” ~ “Overworld” ~ “Game Over” (Super Mario Bros.)

About these ads

8 Responses to ““Super Mario Medley” – Super Mario Bros. e Super Mario World (Video Game Music)”


  1. 1 DGC 22/10/2011 às 10:34 am

    A performance em si ficou ótima, mas há um excesso da Overworld do Super Mario Bros. e que, sinceramente, achei irritante com o constante barulho das “moedinhas” no início, além dela tbm ter se perdido um pouco lá pelos 8:00 minutos. Talvez querendo dar uma renovada.
    A Castle e a Underwater do Super Mario World ficaram divinas.
    Quanto ao telão com as imagens dos jogos, aleatórias daquele jeito, seria melhor não ter. E penso que mesmo sincronizadas, em nada acrescentariam na apresentação.

    • 2 Alexei Barros 22/10/2011 às 8:21 pm

      Muito interessante os detalhes que você apontou, DGC. Talvez o som das moedinhas ficasse menos áspero com a flauta em vez do flautim. Possivelmente a Overworld foi usada com a intenção de dar uma estrutura de suíte ao segmento, como acontece nos concertos alemães, mas sem o mesmo sucesso.

      Concordo que a parte do SMW foi o ápice, especialmente por ambas as faixas que você citou não terem sido arranjadas antes.

      Quanto ao telão, mesmo no VGL as cenas acompanham o ritmo da música, mas não necessariamente correspondem aos momentos em que tocam nos jogos ou mesmo aos jogos em si. Mas é um detalhe bem supérfluo.

  2. 3 kawauti 22/10/2011 às 10:45 pm

    Cara realmente muito foda. Gostaria de estar lá!

  3. 4 mihon 25/10/2011 às 10:45 am

    Eu fui e estava sabendo e aguardando desde o primeiro semestre desse ano. Apesar de meu professor (o spalla) ser de Limeira, nunca tinha ido a cidade.

    Valeu muito a pena. Mas quando a surpresa de orquestra completa, musicistas de verdade, ingresso de valor simbólico e arranjos próprios eu não me surpreendo. Eu já sabia de tudo isso e no Brasil tem dessas coisas. Infelizmente o público brasileiro não tem a cultura que deveria e o governo não dá tanta importância para divulgar corretamente.

    Falando sobre o concerto. Não gostei muito dos efeitos das moedinhas nao…. eu prefiro apreciar só a música. Mas sei que isso agradou os fãs. Quanto as poucas risadas, eu ainda achei q foi demais. Por mim podia não ter. Apesar de o público de lá ser mais jovem e bem diferente do que aquela orquestra está acostumada, ainda tinha muitos frequentantes habituais. Logo é bem capaz q o pessoal estivesse mais comportado. Novamente, prefiriria que não tivesse risadas nem palmas nem gritos… e que batessem palmas só depois de terminar o número, obrigada.

    Destaques foram os números de Mario e Zelda. No geral eu adorei, gostei muito mesmo! Não é obviamente o mais comum q eles escolham repertório tão diferente do erudito! Por isso eu gostei muito e confirmei minha presença desde muitos meses atrás.

    Porém, o repertório podia ter sido melhor. Nem vou falar das preciosidades que são pouco lembradas por não serem “pop” (e eu nem quero q seja, por favor), mas realmente muitos jogos ocidentais e FPS, e um jogo de futebol. Algumas escolhas não sei como foram feitas.

    Mas deixando minha visão crítica de lado, o concerto foi excelente! Espero que venham mais e que um dia isso me faça ter menos vontade de ir a Alemanha assistir WDR. :P

    Pensei em te avisar, mas imaginei q vc já saberia do concerto.

    • 5 mihon 25/10/2011 às 10:51 am

      Ah, e considerando que logo em seguida teve VGL. O meu comentário depois da VGL foi que a orquestra de Limeira foi muito melhor, pelo menos para mim.

      • 6 Alexei Barros 26/10/2011 às 9:28 pm

        Caramba, Érika, muito legal saber que você foi e ainda por cima o spalla é seu professor!

        Basicamente concordo com tudo o que foi dito. Embora, sinceramente, não esperasse que as moedinhas fossem tão mal recebidas. =p

        Sobre a falta de publicidade do evento, isso de certo modo tem um ponto positivo. Vai saber se o concerto fosse melhor divulgado se o ingresso não seria muito mais caro?

        Eu costumo ser bem chato pelo repertório e, mesmo com minhas birras e sem qualquer complacência pelo ineditismo da apresentação, eu achei muito interessante pelo simples fato que os arranjos são próprios. Concordo que o tema da Champions League ficou meio deslocado; jogos de futebol não costumam ser muito conhecidos pelas trilhas…

        Por fim, assino embaixo a afirmação do segundo comentário.

        • 7 erikamth 31/10/2011 às 5:45 pm

          Os efeitos das moedinhas em outros concertos eu gostei, mas nesse eu achei um pouco agudo demais… deve ter sido isso que me desagradou. Mas ainda assim, foi só a minha opinião ne, e sei que ela é meio crítica. Eu ainda gostei muito da idéia sim, e muitos devem ter gostado do efeito. :)

          Ah, segundo meu professor, como o concerto foi bem recebido é bem provável que tenhamos um novo ano que vem e que essa apresentação se torne fixa (com outras músicas e novos arranjos, claro). Esse e outros (como o de filmes, que fizeram uma vez) acabam sendo “apresentações teste”, sendo bem recebidos ganham novas apresentações!

          Que bom ne! :D


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.513 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: