A melancólica despedida da abóbora bizarra

Por Alexei Barros

Devo ter jogado, no máximo, uns cinco games da Bizarre Creations, mas lamentei o fim do estúdio, que ocorreu hoje, dia 18 de fevereiro de 2011. Especialmente que o jogo de despedida foi o James Bond 007: Blood Stone. Ainda não joguei, apesar de certa expectativa, porém ouvi opiniões não muito favoráveis. Mal poderia prever que o “Tudo ou nada” do título do post do ano passado, em referência ao fantástico Everything or Nothing da EA Games por ambos serem em terceira pessoa, fosse tão sintomático. Partiu para o nada, já que a Activision, proprietária da softhouse desde 2007, queria vendê-la, e acabou por fechá-la como divulgado desde o início da semana.

Da minha parte, ficam boas lembranças das nostálgicas corridas do Formula One, da velocidade e imersão de Project Gotham Racing 4, da chuva de tiros de Geometry Wars: Galaxies e da eclética e genial trilha do Richard Jacques do Metropolis Street Racer jamais lançada em CD.

Mas parece que os autores do vídeo de adeus da Bizarre sofrem de amnésia, porque a ênfase é toda nos jogos mais recentes, ignorando The Killing Game Show, Wiz ‘n’ Liz, Formula One e outros velhões (obrigado, Wikipedia). Isso ao som de uma música totalmente consternada. Que fosse uma mais agitada como “Think About It” ou “Red Line”, ainda que não houvesse muito motivo para se animar.

3 Responses to “A melancólica despedida da abóbora bizarra”


  1. 1 Rafael '00Agent' Fernandes 18/02/2011 às 11:47 pm

    Opa, valeu por linkar o Bondcast aqui!

    Mas assim, eu tava vendo um depoimento em algum lugar de um (ex)funcionário da desenvolvedora, que afirmava que as decisões operacionais da empresa foram as que a levaram a sua ruína. Por exemplo, no caso de Bloodstone, ele havia dito que “no meio do estágio de desenvolvimento, quiseram tornar o jogo em algo como Uncharted 2”, ou algo assim. Fica complicado mesmo desenvolver ou vender qualquer jogo sem algum direcionamento. E o jogo acabou sofrendo com isso, sendo algo apenas… Sem sal, com umas coisas legais aqui e ali, e só.

    Uma pena que mais uma empresa com um legado considerável tenha que partir devido sua própria incompetência, mas é a vida!

    • 2 Alexei Barros 19/02/2011 às 12:04 am

      Que isso, eu que agradeço por ouvido o Bondcast na ocasião antecipadamente.

      Também vi isso (no Kotaku Brasil), achei muito interessante o ex-funcionário dizer que a Bizarre acabou por incompetência própria, não por culpa da Activision, questionando também o Blur.

      Mas, apesar de tudo, ainda vou querer jogar o Blood Stone. Não tenho pressa. Só estou esperando sair de moda para cair o preço. rs


  1. 1 Tweets that mention A melancólica despedida da abóbora bizarra « Hadouken -- Topsy.com Trackback em 18/02/2011 às 11:07 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: