The Last Guardian: o trailer fascinante da TGS 2010 e as lembranças chifrudas e colossais em alta definição

Por Alexei Barros

Quando The Last Guardian sequer foi mencionado na E3 2010, imaginei que estavam guardando para revelar tudo na TGS 2010, incluindo a data de lançamento. Apareceu no final do trailer, mas pela imagem borrada na transmissão ao vivo, que sucedeu por aqui cerca de 2:30 da matina, não tive certeza quando vi 2011. Pior foi quando ocorreu a confirmação: final de 2011. Qual é a tua, Fumito Ueda? Estamos no meio da TGS! (piada interna)

Cada vez mais o Team ICO vem se notabilizando por criar um jogo para cada geração. Você vai replicar dizendo que ICO e Shadow of the Colossus são do PlayStation 2. Confirmo, mas faço a ressalva que originalmente ICO seria lançado para PlayStation.

Para justificar a alcunha de “time olímpico”, The Last Guardian deveria ser entregue em 2009, visto que os predecessores saíram em 2001 e 2005. Daí quando o ciclo de desenvolvimento aumenta de quatro para seis anos eu começo a querer que a atual geração dure mais uns dez anos para que dê tempo de outra obra-prima do Fumito Ueda no PlayStation 3.

Falando do trailer propriamente dito, mais uma vez se destaca a capacidade do Team ICO sensibilizar – a não ser pelos jogadores imediatistas com coração de pedra alheios às obras de arte digitais –, seja pela relação amistosa entre protagonista e animal para superar obstáculos, seja pela música tocante e singela, acredito que original, não reciclada do filme Ajuste Final (Miller’s Crossing) como aconteceu anteriormente. Eu queria acreditar que o Kow Otani é o compositor, mas não sei se a faixa tem muito a cara dele.

Quase como um pedido de desculpas aos fãs que imaginavam poder jogá-lo no final de 2010, foi finalmente confirmada oficialmente a coletânea com os remakes de ICO e Shadow of the Colossus em alta definição para PlayStation 3, com suporte para 3D estereoscópico. Data de lançamento: terceiro trimestre de 2011. Não me empolguei tanto como o supracitado, uma vez que terminei ambos, e não tenho lá muita vontade de encerrá-los de novo mesmo com o visual repaginado – acredito que ICO é o que mais precisava, porque a resolução gráfica, não qualidade artística, era bem baixa mesmo para os padrões de 2001. Todavia, será de grande serventia especialmente para quem não comprou uma cópia de ICO de PlayStation 2, mesmo sendo recomendado por este que vos escreve a adquiri-lo ao módico preço de 100 reais em 2003, numa época em que os jogos costumavam custar 250.

5 Responses to “The Last Guardian: o trailer fascinante da TGS 2010 e as lembranças chifrudas e colossais em alta definição”


  1. 1 Radical Dreamer 16/09/2010 às 3:00 pm

    Adorei ambos os trailers. Só de ver de novo o Ico e o Shadow of the Colossus ao som de suas músicas já fiquei arrepiado. Compra certa.

    Minha única decepção do The Last Guardian é que revelaram muito pouco dele na TGS. Ainda assim, a música e a relação menino/Trico me deixaram com mais vontade de colocar as mãos nesse jogo.

  2. 3 Gustavo Hitzschky 17/09/2010 às 4:50 pm

    EEEEEI
    EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI!!!!!!!!!
    Fui citado aqui neste blog, o qual encontrei absolutamente sem querer viajando pela blogosfera.
    Certo, custava 100 reais na época, mas quem disse que eu, na minha vida até agora, consegui juntar tal soma? E ainda que o tivesse logrado, provavelmente usaria para comprar algumas roupas, visto que os lençóis transformados por mim em indumentária que o senhor mesmo me cedeu quando estávamos na faculdade já estão pra lá de encardidos.
    De qualquer forma, dessa vez vou fazer um esforço para comprar. Quanto ao The Last Guardian, lamento apenas essa data de lançamento totalmente distante. Mas também quando sair vou querer edição especial, vatapá, jurubeba…

    “[…]mais uma vez se destaca a capacidade do Team ICO sensibilizar – a não ser pelos jogadores imediatistas com coração de pedra alheios às obras de arte digitais”

    De pleno acordo. Prefiro não falar mais nada.

    • 4 Alexei Barros 18/09/2010 às 12:31 am

      “Certo, custava 100 reais na época, mas quem disse que eu, na minha vida até agora, consegui juntar tal soma? E ainda que o tivesse logrado, provavelmente usaria para comprar algumas roupas, visto que os lençóis transformados por mim em indumentária que o senhor mesmo me cedeu quando estávamos na faculdade já estão pra lá de encardidos.”

      HAHAHAHAHAHAHA!!! Há de ser um dos excertos mais hilários sobre os seus hábitos peculiares…

      Bom, que você não levasse a minha opinião em conta, mas podia pelo menos ter ouvido o Binhotto, que foi quem me recomendou o jogo na realidade. Afinal de contas, você e ele tinham uma opinião parecida, haja vista o que pensavam sobre o FFX.

      P.S.: “Fui citado aqui neste blog, o qual encontrei absolutamente sem querer viajando pela blogosfera.”

      Já deve ter acabado o seu período de suspensão do Hadouken, mastro, acho que a antiga senha ainda deve funcionar caso o senhor queira retornar a nos abençoar com as dádivas poéticas. Qualquer coisa usa a senha do Binhotto.


  1. 1 A volta de The Last Guardian | Hadouken Trackback em 22/06/2015 às 4:07 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: