O ambicioso time de compositores do Yuusha 30 Second


Por Alexei Barros

Não há de ser nada… demorei milênios para escrever um post sobre a excepcional Yuusha 30 Sou Original Soundtrack, a localização Half-Minute Hero foi lançada para PSP e ainda assim passei em branco. Foi tempo o suficiente para anunciarem a sequência Yuusha 30 Second e superar o time de compositores do primeiro pela grandeza dos nomes envolvidos. Sem delongas, a relação:

– Kenji Ito (série SaGa)
– Yoko Shimomura (Street Fighter II, série Kingdom Hearts)
– Yasunori Mitsuda (série Chrono, Xenogears, Xenosaga)
– Masashi Hamauzu (Final Fantasy XIII, Unlimited SaGa)
– Kumi Tanioka (série Final Fantasy Crystal Chronicles)
– Masaharu Iwata (série Ogre)
– Manabu Namiki (Trauma Center: Under the Knife 2, Metal Slug 6)
– Yoshitaka Hirota (série Shadow Hearts)
– Motoi Sakuraba (séries Valkyrie Profile e Star Ocean)
– Michiko Naruke (série Wild Arms)
– Noriyuki Iwadare (séries Grandia e Lunar)
– Haruka Shimotsuki
– Toshikazu Tanaka (Metal Slug 5 e 7)
– Hideki Asanaka (King of Fighters XI)
– Maiko Iuchi
– 中橋孝晃
– Otomania

Reúne praticamente os principais compositores que passaram pela Square, ainda que tenham faltado Nobuo Uematsu, Hitoshi Sakimoto e Hiroki Kikuta, e de RPGs em geral, pelas presenças de Michiko Naruke, Noriyuki Iwadare e Motoi Sakuraba. O grande destaque, sem dúvidas, é o primeiro trabalho de Masashi Hamauzu como freelancer, já que faz pouco tempo que saiu da Square Enix. Mais abaixo temos a prolífica cantora Haruka Shimotsuki, que é recorrente nos trabalhos do Iwadare e os fãs de Ace Attorney puderam conhecê-la nos concertos pela interpretação da “Loving Guitar’s Serenade” (Apollo Justice).

Toshikazu Tanaka e Hideki Asanaka (o SHA-V) são dois dissidentes da SNK e Maiko Iuchi deixou composições no RPG Ar tonelico III: Sekai Shuuen no Hikigane wa Shoujo no Uta ga Hiku, entre outros tantos trabalhos mais voltados para o gênero visual novel. O nome em seguida sequer consegui confirmar a romanização de tão obscuro, e suspeito ser o pseudônimo de alguém. Por fim, não por último, como o site da Famitsu disse que ainda há outros, Otomania, que se for a mesma pessoa, provém da cena Vocaloid, programa da Yamaha que permite criar vozes sintetizadas (e bem irritantes, diga-se de passagem) a partir de melodia e letra. Otomania é o autor do vídeo da “Ievan Polkka”.

Verdade que está cada vez mais frequente projetos que reúnam tanta gente, como os infindáveis discos arranjados dos shmups da Cave impulsionados pela aliança GeOnDan, o detalhe é que será para as músicas originais de um jogo, não um álbum. Isso me lembra Super Smash Bros. Brawl, evidentemente, e me faz pensar no resultado porque a trilha da enciclopédia da Nintendo representou mais quantidade do que qualidade. Mas fico com boas expectativas porque a Yuusha 30 Sou Original Soundtrack coadunou várias pessoas, como Yuzo Koshiro e Norihiko Hibino, ausentes nesta sequência, e ficou uma maravilha, haja vista “The Hero’s Departure” ou então “Have Faith in a Triumphant Return”.  Para não esquecer do Sakuraba, que estava especialmente inspirado: “Lady’s Last Road” é assombrosa.

O lançamento do Yuusha 30 Second para PSP acontecerá dia 4 de novembro de 2010. A trilha, que muito provavelmente deverá ser anunciada, imagino que sairá perto dessa data.

Dica do Fabão via Twitter.

[via Famitsu]

4 Responses to “O ambicioso time de compositores do Yuusha 30 Second”


  1. 1 Juunin 05/08/2010 às 5:45 pm

    Essa trilha é muito boa – gostei muito das faixas da The Engines. Coincidentemente, falamos sobre ela no último bit studio (que sairá no domingo próximo)

    • 2 Alexei Barros 05/08/2010 às 7:15 pm

      Bem lembrada a participação da The Engines, Juunin, conseguiu sobressair mesmo no meio de tantos compositores de renome. O mais interessante é que eu não faço a menor ideia do que seja. Não consegui encontrar nenhum outro álbum em que estão creditados.

      Opa, estou no aguardo pelo próximo Bit Studio.

  2. 3 Radical Dreamer 06/08/2010 às 8:35 pm

    Que lista impressionante! Ainda não ouvi a primeira trilha(tenho esperanças de jogar esse jogo), mas com todos esses nomes a segunda parece promissora. Fiquei surpreso que o Alexei não tenha gostado da trilha do SSBB. Apesar de haver uns arranjos decepcionantes (Hyrule Field do OoT vem à mente) achei o resultado estupendo e com vários arranjos criativos. Mas gosto é gosto XD

    • 4 Alexei Barros 06/08/2010 às 10:54 pm

      Não que nós não gostemos…

      Lembro que na época fiquei com muita expectativa pela trilha, afinal tratava-se de um projeto sem precedentes, mas quando ouvi fiquei desapontado pelo número excessivo de músicas em versões originais. Veja por exemplo os temas do Sonic. Só há UMA arranjada. Pelo menos a que tem, “Angel Island Zone”, é para mim a melhor do jogo.

      Fora os arranjos, também sou fascinado pelo tema de abertura do Nobuo Uematsu, acho uma das mais marcantes composições dele dos últimos anos. Porém, sobre a trilha como um todo, precisa ouvir de novo para tecer um comentário mais decisivo, porque faz tempo que não escuto. Não lembro direito.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: