Ghost Trick e o fantasma dos tribunais


Por Alexei Barros

Por algum motivo sem explicação, ainda ninguém falou do Ghost Trick aqui no blog desde que foi revelado na Tokyo Game Show 2009. Sim, porque apenas pelo fato de o diretor e roteirista do jogo do DS ser o Shu Takumi já daria motivo o bastante para uma menção pelo menos. E não para por aí. O compositor do Ghost Trick é ninguém menos do que o indivíduo que conseguiu como ninguém, ao menos para mim, criar a sonoridade perfeita para as investigações e os tribunais de Ace Attorney. Ele, o autor da trilha sonora do primeiro jogo da série, Masakazu Sugimori.

Considero a revelação um espanto porque depois do Phoenix Wright: Ace Attorney, Sugimori se contentou em ter as suas memoráveis músicas arranjadas pelos sucessores na função, como Akemi Kimura e Noriyuki Iwadare. Ele deveria ter sido convidado para os três concertos da série em 2008 pelo mérito de assinar temas icônicos como “Ryuuichi Naruhodou ~ Objection! 2001” (tema do Phoenix Wright), “Mayoi Ayasato ~ Gyakuten Sisters’ Theme” (tema das irmãs Mia e Maya Fey) e “Oo-edo Soldier Tonosaman” (tema do Steel Samurai, praticamente o hino da série).

Talvez Sugimori tenha ficado fora dos holofotes porque saiu da Capcom em 2003, despedindo-se com a trilha do Viewtiful Joe, composta juntamente com Masami Ueda, e seguindo para o hoje extinto Clover Studio. Atualmente ele está no estúdio Design Wave, na companhia de outros ex-Capcom, como Masato Koda (Monster Hunter) e Kento Hasegawa (Devil May Cry 3 e 4).

Parece muita empolgação para alguém quem  tem um currículo reduzido, ainda mais considerando que as músicas do Viewtiful Joe não impressionaram tanto quanto as do Ace Attorney, mas de todo modo o seu trabalho em Ghost Trick poderá ser ouvido no álbum promocional de 37 faixas Ghost Trick Original Sound Track, que vem com a edição limitada vendida pela e-Capcom.

Sobre o jogo, sai dia 24 de junho no Japão e foi confirmado nos EUA ainda sem previsão de lançamento. Takumi imaginou o conceito há cerca de cinco anos, quando estava desenvolvendo o Trials and Tribulations, e já imaginava o que viria depois. Ghost Trick herda o clima detetivesco de Ace Attorney, mas a mecânica é bem diferente. Logo de início o protagonista Sissel (nome romanizado como Cecil em alguns sites) – convenhamos, isso não é um spoiler – é assassinado, e você controla seu espírito em uma perspectiva lateral. Por meio da habilidade Trick, representada por um ponto azulado na tela, você pode mover os objetos e alterar o rumo dos acontecimentos. Para quem ainda não viu o trailer, assista-o abaixo – atente para as aparições de um certo advogado de terno azul e gravata vermelha e um promotor de terno verde que adora confrontar adversários novatos. Melhor que isso, é possível jogar uma webdemo, toda em japonês, porém mesmo quem não entende o idioma, dá para ter uma ideia superficial da jogabilidade e das músicas. Fiquei especialmente impressionado com a qualidade das animações dos personagens.

[via Famitsu]

6 Responses to “Ghost Trick e o fantasma dos tribunais”


  1. 1 Geraldo Figueras 18/04/2010 às 1:07 am

    Caramba, para tudo! Não fazia a mínima idéia deste jogo, e o trailer é excepcionalmente inspirador. Arte e animações fantásticas, extremamente originais. Parecem um meio termo dos pinceis de okami com o anime clássico de AA. Parece ser um jogo bem focado nos personagens também, e acho que vale destacar além dos ternos verde e azul um cameo do rei do pop com terno branco!

    E sim, permanecerei cético quanto a trilha, mas a faixa tocada no trailer é excelente.

    Torço para que seja um jogo tão excelente quanto a promessa.

  2. 2 Alexei Barros 18/04/2010 às 10:04 am

    Sabia que você ia ficar interessado. Eu pensei em dar somente um toque pelo MSN, mas tinha tanta coisa interessante que decidi fazer um post. Antes de sair o álbum promocional, devia ter ouvido falar pelo Twitter Santaniano quando foi revelado na TGS, mas só caiu a ficha mesmo quando saiu a confirmação da participação do Masakazu Sugimori.

    Você tem toda a razão sobre o enfoque nos personagens. Pelo menos o GoNintendo diz que haverá cerca de 30. Falando sobre o visual, muito interessante a definição que você deu, acho que é bem isso mesmo. E dá para notar outras semelhanças também, como o protagonista de terno e penteado extravagante e uma personagem feminina que o acompanha de pouca idade e muito carisma. No caso, a Rinne.

    P.S.: Só agora que você falou reparei no cameo do rei do Pop!

  3. 3 Radical Dreamer 20/04/2010 às 2:24 pm

    Parece muito legal a proposta desse jogo. Concordo que as animações são muito bem feitas e, apesar de não ter jogado nada de Ace Attorney e conhecer muito pouco de sua música, ainda considero o trabalho de Masakazu Sugimori excelente na série Viewtiful Joe, e pela música do trailer, a trilha desse jogo também promete.

  4. 4 Alexei Barros 20/04/2010 às 2:43 pm

    Interessante a sua opinião favorável à trilha do Viewtiful Joe. Apesar de ser completamente tarado pela série (o que custava a própria Capcom fazer uma sequência), não me empolgo muito com as músicas fora do jogo tanto quanto as composições do primeiro Ace Attorney. Curiosamente, quando ouvi a trilha sem ter jogado achava bacana, mas minha fascinação aumentou exponencialmente depois que terminei, vai entender.


  1. 1 Last Ranker: o primeiro do ranking « Hadouken Trackback em 22/04/2010 às 12:27 pm
  2. 2 Vanquish e a tríade vencedora de compositores « Hadouken Trackback em 09/09/2010 às 1:53 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: