“Classic Arcade Medley” – (VGL 2009 em Portland)

Por Alexei Barros

Mais uma vez volto a dizer: o “Classic Arcade Medley” é um dos melhores segmentos do programa do Video Games Live. Nem tanto por ser uma experiência musical profunda, porque não é mesmo, e sim por ser um suspiro de nostalgia em meio ao mar de números pouco interessantes. É, enfim, o momento Press Start do VGL.

Não mencionei na cobrança pela dezena de novidades prometidas para 2009, das quais sete foram cumpridas, mas o “Classic Arcade Medley”, que não foi executado na última visita ao Brasil meses atrás, está em processo de reformulação, infelizmente sem o envolvimento do Richard Jacques, que arranjou o medley para a estreia do show em 2005. As alterações já foram mostradas ano passado, e o mesmo medley foi tocado na apresentação que provavelmente vai ser exibida no especial no dia 31 de julho na emissora norte-americana PBS. Isso é, se nenhuma produtora encrespar. No CD, DVD ou Blu-ray duvido muito porque há alusões a jogos da Nintendo, que não permitiria o lançamento de tais produtos com suas músicas.

Ainda não sei se é a versão definitiva da atualização. Então o que temos até o momento. Front Line, jogo da Taito lançado em 1982, que tive o desprazer de jogar a adaptação para NES (terrível controlar em plena guerra um soldado maneta que disparava tiros em curva e se movia estranhamente) é a primeira vítima. Uma imagem pipocava por poucos segundos no telão ao som da caixa da bateria, então nem faz muita diferença. No lugar entrou Battlezone, ainda mais antigo, de 1980, que chamava a atenção pelos gráficos em wireframe. É da Atari. Nem conhecia.

Viajando alguns anos no tempo, vem a maior decepção: Elevator Action, para desespero de Gustavo Hitzman, foi sumariamente suprimido. Não gostei. É de um jogo japonês popular e com música marcante. Depois do Dragon’s Lair viria o Space Ace, mas não mais. Também desconheço por completo.

Ambas as eliminações são compensadas em parte pela muito bem-vinda implementação da “Jungle”, da primeira e sétima fases do Contra, uma das mais importantes da série, no lugar do Rastan. Apesar da inserção prejudicar um pouco o ritmo muito bem estabelecido pelo Richard Jacques, acredite você, o arranjo do excerto me agradou porque conseguiu captar bem a energia original. Com tudo isso, a duração que era de 8 minutos e meio caiu para pouco menos de 7. Ou seja, Tommy Tallarico ganhou um minuto a mais para falar.

Se todos os meus temas prediletos de jogos de Arcade fossem compilados em um medley, com certeza passaria de duas horas. Excluindo os que merecem segmentos próprios (Street Fighter II, para citar um exemplo) e decisões mais pessoais (TMNT: The Arcade Game), falando apenas das unanimidades, dos mainstream, não consigo conceber Pac-Man de fora. Em seguida vem Arkanoid, After Burner, Space Harrier, Galaga, R-Type, Tower of Druaga… e um monte.

Antes coloquei a versão antiga para comparar, justamente do quarto show do VGL na história, feito na GDC 2006 em San Jose. Aquela lendária gravação do IGN que quase tive de chamar a ambulância na primeira vez que assisti.

Como o “Classic Arcade Medley” é um segmento que depende muito do vídeo, listei mais os jogos do que as músicas. Fique avisado que do Defender até o Satan’s Hollow é executada a “Cavalgada das Valquírias” de Richard Wagner.

Agora lançando perguntas no final do post em um momento Original Sound Version: e você? O que achou das mudanças? Que jogos gostaria de ver e ouvir no medley?

Pong
Space Invaders
Asteroids
Missile Command
Defender
Tempest
Centipede
Robotron: 2084
Joust
Satan’s Hollow
Front Line -> Battlezone
Donkey Kong
Frogger
Elevator Action – cortado
Dragon’s Lair
Space Ace – cortado
Duck Hunt
Punch-Out!!
Ghosts ‘n Goblins
Gauntlet
Rastan -> Contra (“Jungle”)
OutRun (“Magical Sound Shower”)
Tetris

VGL 2006 em San Jose, Califórnia, EUA

VGL 2009 em Portland, EUA

11 Responses to ““Classic Arcade Medley” – (VGL 2009 em Portland)”


  1. 1 Cledson 13/04/2010 às 9:09 am

    Olha Alexei…
    Acho que a gente sempre ganha/perde de alguma forma com mudanças, até mesmo porque, neste caso, não sei até que ponto a ausência do Richar Jacques vai afetar o geral.

    Mas algumas trilhas clássicas que eu gostaria muuuuuuuuuuito de ouvir seriam:

    After Burner,
    Double Dragon,
    Golden Axe,
    Outrun,
    R-Type,
    TMNT 2

    e muitas outras que assim como na sua compilação, passariam de 2 horas!

  2. 2 Geraldo Figueras 13/04/2010 às 11:52 am

    A entrada de Contra foi uma adição infinitamente superior, ainda que Rastan seja um título pessoalmente querido por mim.

    E depois das sugestões do Cledson, o que eu posso falar mais? Double Dragon II, Space Harrier, talvez Enduro Racer, Strider, a fantástica música do primeiro estágio de TMNT.

    “Ou seja, Tommy Tallarico ganhou um minuto a mais para falar.”

    :D

  3. 3 Alexei Barros 13/04/2010 às 2:17 pm

    Esqueci de mencionar no post é que quando o “Classic Arcade Medley” foi feito em 2005, houve uma grande dificuldade de conseguir a licença de algumas músicas, então parece que não era exatamente o medley que eles achavam o ideal, mas o que foi possível na ocasião, quando ainda o VGL representava uma novidade e o show assustou algumas produtoras. Note que não tem nada da Namco, e no Press Start 2006 teve até um medley só de jogos de Arcade da produtora.

    @ Cledson / Geraldo

    Vejo que de uma forma geral estamos de acordo que Space Harrier, After Burner e TMNT seriam sensacionais. Qualquer jogo da Sega, como Golden Axe ou Enduro Racer, fatalmente seria. Tenho certeza que os organizadores do VGL não fazem a ideia a popularidade que a Sega e suas músicas têm no Brasil.

    Double Dragon e Double Dragon II realmente não passou pela minha cabeça, falha grave. Por coincidência, estava escutando ontem as músicas do Strider e concordo. Há representantes de diversos gêneros, mas falta um beat ‘em up. Vixe, e depois do que você falou sobre o Rastan fiquei sentido com o que falei, mas imagino que você tenha apreço mais pela versão do Master do que pela do Arcade.

    Hmmm, outra coisa que reparei agora é que três dos quatro jogos eliminados são da Taito (Front Line, Elevator Action e Rastan). Não sei se é só coincidência, apesar da manutenção do Space Invaders.

  4. 4 Geraldo Figueras 13/04/2010 às 10:34 pm

    Acertou em cheio, apesar de ter jogado também a versão arcade, minha dedicação foi com a versão do Master. Apesar de ser infinitamente inferior (aliás, arrisco a dizer que é um jogo ruim).

    Fiquei saudoso, tá na hora de ligar alguns emuladores.

  5. 5 Vinicius 20/04/2010 às 11:37 pm

    Vi é gostei. Sei lá, o medley ficou mais ágil. E a inclusão de “Jungle” realmente deu um gás a mais.

    Golden Axe
    Space Harrier
    After Burner
    Galaga
    Raiden Trad
    Track & Field
    Rally X
    Pacman
    Moon Patrol

    Na boa, bem que deveriam incluir esses games também.

  6. 6 Alexei Barros 21/04/2010 às 12:57 am

    Acho que você ficou com essa sensação principalmente pela eliminação do Space Ace, já que era meio grande, e pela substituição do Rastan pelo Contra – posso estar enganado, fiquei com a impressão que o trecho anterior era muito maior. Por mim, confesso que tiraria o Dragon’s Lair também, acho que há escolhas melhores.

    Deve ser unanimidade os jogos velhos da Sega por aqui, e qualquer música do Hiro cairia bem, assim como os títulos clásicos da Namco. E da Konami também. Ah, não conheço as músicas, mas o Raiden Trad supostamente não entraria por ter sido lançado somente para Mega Drive e Super NES.

  7. 7 Vinicius 21/04/2010 às 11:03 am

    Mas Alexey, eu joguei Raiden no Arcade, bem antes de ter um Mega ou SNES por perto. Talvez tenha errado em ter colocado Raiden Trad, que foram versões portadas para cada um, já que o nome do Arcade é somente “Raiden”. Reparei isso no Wikipedia. Foi mal.

    Na boa, de tanto arcade que a Sega lançou, não me contento só com Out Run.

  8. 8 Alexei Barros 21/04/2010 às 4:59 pm

    Ah, daí sim. É que não conheço a série, e imaginei que o Trad tivesse músicas diferentes.

    E concordo sobre a Sega, tanto que dava para fazer um medley só de jogos da produtora.

  9. 9 Vinicius 21/04/2010 às 7:30 pm

    Pensei que vc conhecia, Alexey. “Gallantry”, tema do 1º estágio do game, é inesquecível.

    ps: já que falamos de games da Sega, bem que podiam convidar o Takenobu Mitsuyoshi pra cantar “Let’s go Away” no VGL…

  10. 10 Alexei Barros 22/04/2010 às 12:37 pm

    Meu conhecimento de shmups é limitado (conheço um pouco melhor os jogos da Konami), então não se espante com isso. =P Escutei agora a música no YouTube e gostei bastante, apesar de outras músicas de jogos obscuros estarem à frente na minha preferência.

    “ps: já que falamos de games da Sega, bem que podiam convidar o Takenobu Mitsuyoshi pra cantar “Let’s go Away” no VGL…”

    É mas daí o VGL poderia ser coroado como o maior plagiador do PLAY! em termos de performances com compositores, haja vista o Koji Kondo e o Akira Yamaoka. :D


  1. 1 VGL 2010 confirmado em SP e RJ: zzzzzzzzzzzz… « Hadouken Trackback em 20/07/2010 às 11:12 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: