Sonic the Hedgehog 4: “Splash Hill Zone Act 1”


Por Alexei Barros

Em tempo… para o retorno às origens de Sonic the Hedgehog 4 se completar  o Masato Nakamura tinha que compor a trilha. Pelo jeito, alguma coisa séria aconteceu depois do Sonic 2 para o baixista do Dreams Come True desaparecer dos games – os dois primeiros da série foram as suas únicas contribuições para jogos. Pela sequência vem aquele batalhão de compositores do Sonic 3 que inclui até, comprovadamente, Michael Jackson, embora não esteja creditado, e no time de som da Sega desponta o nome de Jun Senoue, que também é um dos principais responsáveis pelas trilhas dos jogos 3D que costumam dividir opiniões e ser questionadas se adequam à identidade primordial do personagem.

Pois ele é o escolhido para o Sonic 4 não para fazer músicas com instrumentos reais, muito menos cantadas, mas como se fossem do Mega Drive, inclusive imitando os timbres do chip de som do videogame – independentemente da qualidade das composições, sempre achei a qualidade de áudio do Mega muito inferior ao do SNES.

Isso fica explícito no primeiro sample disponibilizado no site oficial do jogo (aparentemente, haverá mais três para serem liberadas), que corresponde à fase inicial Splash Hill Zone – não tem como não se lembrar da “Splash Wave”. É uma música alegre, animada, mas a mim não me causa a mesma comoção, até hoje, isso que não joguei exatamente na época de lançamento, de quando ouço a “Green Hill Zone”, “Emerald Hill Zone” e um pouco menos a “Angel Island Zone Act 1”, cotejando entre os temas de primeira fase.

“Splash Hill Zone Act 1”

[via SEMO]

18 Responses to “Sonic the Hedgehog 4: “Splash Hill Zone Act 1””


  1. 1 DGC 25/03/2010 às 4:06 pm

    Definitivamente Alexei, o som do Genesis/Mega Drive sempre foi inferior ao do Super Nintendo.
    E essa primeira música do novo jogo sinceramente não me agradou.
    Tá muito genérica e sem emoção.
    Consigo me lembrar até de algumas do Sonic Advance pro GBA que são mais marcantes e adequadas do que essa agora.

  2. 2 Cledson 25/03/2010 às 6:10 pm

    Bom, eu até gostei, mas realmente não é tão legal quanto as antigas, embora ao meu ver, caberia perfeitamente num Sonic antigo.

    Agora….eles podiam ter feito com instrumentos reais. Acho que estão meio que copiando essa onda retrô iniciada pela Nintendo com os últimos Megaman.

  3. 3 Alexei Barros 25/03/2010 às 6:40 pm

    @ DGC

    “Definitivamente Alexei, o som do Genesis/Mega Drive sempre foi inferior ao do Super Nintendo.”

    Não faz muito tempo. A versão caseira que conhecia do Super Street Fighter II era do SNES, daí fui ouvir o grito de Hadouken no Mega e fiquei chocado. Acho que só algumas trilhas conseguiram superar essa limitação, não por surpresa do Yuzo Koshiro, que utilizava vários macetes e tal.

    “E essa primeira música do novo jogo sinceramente não me agradou.
    Tá muito genérica e sem emoção.
    Consigo me lembrar até de algumas do Sonic Advance pro GBA que são mais marcantes e adequadas do que essa agora.”

    Estou quase aí mesmo, mas prefiro esperar um pouco pelas próximas e para ver como funcionam como o jogo, ainda que não deva ter nenhum mistério quanto a isso.

    @ Cledson

    “Agora….eles podiam ter feito com instrumentos reais. Acho que estão meio que copiando essa onda retrô iniciada pela Nintendo com os últimos Megaman.”

    Você tocou em um ponto muito importante. Para mim não tem o menor sentido a trilha ser sintetizada à la Mega Drive se os gráficos estão em um nível superior do que o console 16-bits costumava fazer. A do Mega Man 9 e 10 eu entendo ser daquele jeito, porque todos os jogos foram desenvolvidos como se fossem de NES.

    Para mim isso é uma forma meio forçada de estimular a nostalgia, sei lá.

  4. 4 Radical Dreamer 25/03/2010 às 8:57 pm

    É realmente uma pena que o Masato Nakamura não possa retornar para compor para esse Sonic. Ainda que simpática, essa música do Jun Senoue não tem o impacto das antigas. Nunca fui muito fã da direção que a música de Sonic tomou a partir do Dreamcast. Mas torço para que as outras músicas sejam mais chamativas.

  5. 5 Alexei Barros 25/03/2010 às 9:14 pm

    Exatamente. Pior do que o Masato Nakamura não poder retornar à composição é que eu nunca descubri o real motivo para isso ter acontecido. Li em algum lugar, não me recordo direito, que ele estava querendo muito dinheiro em relação ao que a Sega queria pagar, só que isso não faz muito sentido porque o Michael Jackson deveria ser muito mais caro. =/

  6. 6 Farley 25/03/2010 às 9:56 pm

    Achei essa música bem sem graça, não gostei nenhum pouco.

    Inclusive alguém fez uma vesão 16 bit da música, achei um pouco mais agradável.

  7. 7 Alexei Barros 25/03/2010 às 10:00 pm

    E eu pensando que a original do sample já era a 16-bits. o.O

    Gostei mais dessa versão também. E fiquei espantado com a quantidade de pessoas que já arranjaram a música.

  8. 8 Rodrigo Budrush 25/03/2010 às 10:21 pm

    Poxa, Alexei! Se o Mega tivesse essa qualidade de áudio o SNES perderia um de seus maiores trunfos! Na verdade, o único elemento “Megadrivístico” que eles estão colocando nas faixas é essa percussão típica do console, que foi muito usada nos dois primeiros jogos. Notem que a partir do Sonic 3, a batida já ficou mais “tapada”. Inclusive, é essa batida tapada que aparece nesse remix que o Farley indicou (que eu gostei bastante, por sinal).

    Particularmente, eu gostei da música. Inegável que a percussão a la Mega Drive é um mero elemento pra estimular a nostalgia, mas poxa, o game é todo nostálgico! Tanto que o chefe da primeira fase vai ser igualzinho ao boss do Sonic original. Apesar de achar que, à primeira vista, a canção também não impacta tanto quanto a da Green hill ou a da Emerald Hill, achei melhor que a Angel Island ato 1, por exemplo. Ou a Mushroom Hill. Fora que é uma trilha grudenta, daquelas que depois de ouvir mais de três vezes, você fica cantarolando (sim, já estou fazendo isso com essa aí). E lembrando que, provavelmente, teremos remixes dessa trilha nos atos 2 e 3.

    Por fim, tô começando a botar fé no game. Ainda assim, só vou comprar quando sair a versão completa em disco — mas acho que a Sega tá indo no caminho certo.

    (E bem que o Yuzo Koshiro podia fazer uma pontinha na trilha também, né? :D )

    • 9 DGC 25/03/2010 às 10:41 pm

      “Por fim, tô começando a botar fé no game. Ainda assim, só vou comprar quando sair a versão completa em disco — mas acho que a Sega tá indo no caminho certo.”

      A SEGA só estará de fato no caminho certo quando lançar este jogo em disco!
      Heheh…

      Será que foram tão cegos pro sucesso de New Super Mario Bros. Wii por exemplo?

  9. 10 Alexei Barros 26/03/2010 às 12:01 am

    @ Budrush

    Bem lembrada a questão da percussão, o 00_Agent também comentou sobre isso no Passagem Secreta. Agora o problema de comparar com a Angel Island Zone é que sempre me lembro da inesquecível “Angel Island Zone” do próprio Jun Senoue no Super Smash Bros. Brawl. =P

    Sobre a questão da nostalgia, eu acho que há formas melhores para fazer isso, por exemplo os sons de Stage Clear igual do primeiro e por aí vai.

    Concordo plenamente sobre a presença do Yuzo Koshiro, ainda mais que recentemente as músicas do Sonic na versão do Master foram lançadas pela primeira vez no Yuzo Koshiro Early Collection 2nd+.

    @ DGC

    Isso que eu achava há um tempo que os jogos 2D de plataforma para tinham acabado. :D

  10. 11 Geraldo Figueras 26/03/2010 às 1:16 am

    Acho que o pessoal tá ranzinza demais. Dessa vez a SEGA tá realmente fazendo todo o possível pra desenvolver um jogo ao gosto dos fãs. Agora esse papo de que não é tão boa quanto Green Hill ou Emerald Hill é o mesmo que falar que ninguém faz música mais como os Beatles.

    Não é pra ser igual, nem pra superar. Sonic já teve o seu momento, e foi lá na década de 90. Este trabalho do Sonic 4 é uma grande homenagem ao porco-espinho, e essa composição mostra tudo. Assim como é uma faixa “menor” que Green Hill, a própria arte da Splash Hill não tem o mesmo impacto. Por que? Porque não é uma revolução! Sonic The Hedgehog foi um massacre quando foi lançado e, aceitem, isso não vai acontecer.

    Sobre ser inferior ou superior ao SNES, mas é ÓBVIO que é inferior. O SNES teve mais tempo de desenvolvimento, era outro aparelho. Mas, desculpem-me, o que isso tem a ver com a história? Alguém ficaria mais satisfeito com os samples do SNES no Sonic 4? Seria uma heresia tão grande quanto botar um rap no jogo (ops…)

    Sendo mais específico, achei excelente a faixa. Tenho arrepios quando escuto algo do Jun, mas ele compreendeu exatamente a proposta do jogo. É cativante, pegajosa. Sim, mestre, tem um que de Splash Wave, e isso eu entendo como um tremendo elogio, não?

    To azedo hoje :D

  11. 12 Alexei Barros 26/03/2010 às 2:02 am

    Hahaha, você tem todo o direito de discordar. :D

    “Dessa vez a SEGA tá realmente fazendo todo o possível pra desenvolver um jogo ao gosto dos fãs.”

    Ainda faltou aquela forcinha para chamar o Masato Nakamura de novo. =P

    “Agora esse papo de que não é tão boa quanto Green Hill ou Emerald Hill é o mesmo que falar que ninguém faz música mais como os Beatles”.

    Discordo, primeiro porque nunca gostei dos Beatles. =P
    Cheguei a essa conclusão porque, não tem jeito, comparo com o Mario. Para mim o Koji Kondo conseguiu, ao longo dos anos e com hardwares completamente distintos, fazer sempre o tema do primeiro estágio absolutamente memorável. Não que eu ache a “Egg Planet” melhor do que a “Overworld” do primeiro Mario só porque a primeira é orquestrada e a outra é sintetizada. É que cada uma, em seu período, conseguiu marcar época: “Overworld” (Mario 2), “Overworld” (SMW), “Overworld” (Mario 64) e até mesmo a “Main Theme” do New Super Mario. Cada uma me extasia ao seu modo. Daí não sei se pode questionar porque foram várias pessoas que já fizeram trilhas do Sonic, e nessa linha evolutiva a identidade musical do início acabou se perdendo.

    Para fazer uma comparação com um caso parecido, acho que os compositores do Mega Man 9 conseguiram compor uma trilha tão brilhante quanto os antepassados do NES. Não que tenha superado.

    E eu fiz questão de salientar que “isso que não joguei exatamente na época de lançamento” porque não participei diretamente de todo o frisson causado pelo Sonic no começo dos anos 1990, e ainda assim acho que a Green Hill e a Emerald Hill são geniais. Ou seja, não tenho alguma relação mais afetiva com as músicas. Quando as ouço não suspiro “ah, as maravilhosas tardes jogando Sonic no Mega Drive”, porque não tive Mega Drive…

    Enfim, apenas acho que a Splash Hill não é tão boa como suas correspondentes do Sonic 1 e 2, não que houvesse a obrigação de superar. Só não senti a mesma inspiração. Inspiração esta que talvez poderia haver se fosse o Masato Nakamura e não o Jun Senoue.

    “Sobre ser inferior ou superior ao SNES, mas é ÓBVIO que é inferior. O SNES teve mais tempo de desenvolvimento, era outro aparelho. Mas, desculpem-me, o que isso tem a ver com a história? Alguém ficaria mais satisfeito com os samples do SNES no Sonic 4? Seria uma heresia tão grande quanto botar um rap no jogo (ops…)”

    Ah, foi apenas uma consideração aleatória que fiz e que ocorreu quando mencionei o Mega Drive, nem pensei que seria tão comentada.

    Ei, para uma série que já teve músicas árabes eu não acho heresia nenhuma os samples do SNES. :D

    “Sim, mestre, tem um que de Splash Wave, e isso eu entendo como um tremendo elogio, não?”

    Na verdade, quando disse aquilo foi pela semelhança do nome. Pode parecer besta de minha parte, mas como é o título de uma música muito conhecida e famosa da mesma empresa do jogo em questão achei que não podia passar despercebido. É o mesmo caso de quando se ouve a frase “Welcome to the Fantasy Zone!” no Space Harrier. Pode ser uma alusão intencional, nunca se sabe. E só agora que você falou que notei que também há certa semelhança da música. o.O

  12. 13 Geraldo Figueras 26/03/2010 às 4:14 am

    Vamos ao rebbutal :D

    “Ainda faltou aquela forcinha para chamar o Masato Nakamura de novo.”

    Não a toa usei a expressão “fazendo o possível”, já que não podemos dizer hoje que a SEGA é top 10 na indústria. Ainda assim, guardo sérios receios quanto ao valor que Nakamura traria à trilha. Afinal, convenhamos, o grosso do seu trabalho é com a Dreams Come True, fazendo com que as trilhas de Sonic 1 e 2 pareçam “acidentes” na carreira dele. E se fosse o caso de um Masakazu Sugimori, que não consegue replicar trabalhos impecáveis após a trilha de AA? Mas claro, aqui me arrisco no campo das suposições.

    “Cheguei a essa conclusão porque, não tem jeito, comparo com o Mario.”

    Mas é exatamente isso. Jun não é Koji. Masato não é Koji. Oras, Yuzo, Noriyuji, Nobuo, Koichi… nenhum deles é Koji.

    “Ah, foi apenas uma consideração aleatória que fiz e que ocorreu quando mencionei o Mega Drive, nem pensei que seria tão comentada.”

    Foi sem querer querendo? XD

    “Na verdade, quando disse aquilo foi pela semelhança do nome.”

    Mas que fanfarrão! Curiosamente, eu pensei nela (talvez pelo próprio nome) e considerei semelhante antes mesmo de ler o texto. Talvez pela batida ser a mesma, e a melodia principal ter aquele som “techno” pré-koshiro da Sega antes de 1990.

    “Enfim, apenas acho que a Splash Hill não é tão boa como suas correspondentes do Sonic 1 e 2(…)”

    Concordo. O problema é justamente superar um trabalho basicamente perfeito. Sonic 1 e 2 são detentores de trilha top 10 da história da indústria, na minha modestíssima opinião. E ainda que nos baseamos apenas em uma faixa, pense nos grandes compositores e seus últimos trabalhos. Algum deles conseguiu, recentemente, superar sua obra prima? Koshiro? Ou então Uematsu, que depois do ápice em FFX nunca mais foi o mesmo (tá, essa eu não resisti eheheh). Claro, o bem citado Kondo é um exemplo, mas o cara é extraterrestre, não vale ;)

  13. 14 Alexei Barros 26/03/2010 às 11:06 am

    Agora o re-rebbutal:

    “Não a toa usei a expressão “fazendo o possível”, já que não podemos dizer hoje que a SEGA é top 10 na indústria. Ainda assim, guardo sérios receios quanto ao valor que Nakamura traria à trilha. Afinal, convenhamos, o grosso do seu trabalho é com a Dreams Come True, fazendo com que as trilhas de Sonic 1 e 2 pareçam “acidentes” na carreira dele. E se fosse o caso de um Masakazu Sugimori, que não consegue replicar trabalhos impecáveis após a trilha de AA? Mas claro, aqui me arrisco no campo das suposições.”

    É interessante o questionamento que você fez sobre o Masato Nakamura, e ainda hoje acho curioso a Sega tê-lo chamado naquela época. Porque atualmente é muito fácil imaginar um compositor japonês do meio pop trabalhar em um jogo, agora no Mega Drive, com todas as limitações fico impressionado. Outra coisa, nessa entrevista ele conta que as trilhas do Sonic e Sonic 2 foram criadas nos entremeios das gravações de álbuns do Dreams Come True. Ouvi pouquíssimo das músicas do DCT para falar “a partir do ano X houve uma descendente na carreira dele” também, e não sei até que ponto ele conseguiria se superar.

    “Mas é exatamente isso. Jun não é Koji. Masato não é Koji. Oras, Yuzo, Noriyuji, Nobuo, Koichi… nenhum deles é Koji.”

    Tem toda a razão. Acho que são poucas as séries de mais de 20 anos que manteram os mesmos compositores desde o começo. Até o momento só me vem o Koichi Sugiyama à mente.

    “Foi sem querer querendo? XD”

    Tá bom, mas não se irrite!

    “Mas que fanfarrão! Curiosamente, eu pensei nela (talvez pelo próprio nome) e considerei semelhante antes mesmo de ler o texto. Talvez pela batida ser a mesma, e a melodia principal ter aquele som “techno” pré-koshiro da Sega antes de 1990.”

    É, foi uma bela coincidência. Estou curioso mesmo para ver se os próximos samples mantêm essa pegada.

    “Concordo. O problema é justamente superar um trabalho basicamente perfeito. Sonic 1 e 2 são detentores de trilha top 10 da história da indústria, na minha modestíssima opinião. E ainda que nos baseamos apenas em uma faixa, pense nos grandes compositores e seus últimos trabalhos. Algum deles conseguiu, recentemente, superar sua obra prima? Koshiro? Ou então Uematsu, que depois do ápice em FFX nunca mais foi o mesmo (tá, essa eu não resisti eheheh). Claro, o bem citado Kondo é um exemplo, mas o cara é extraterrestre, não vale ;)”

    Chegamos a um consenso: o Koji Kondo é um alienígena. Concordo, mas citaria de novo o Koichi Sugiyama. Não pela trilha do Dragon Quest IX, mas do VIII, que acho uma das melhores da série.

  14. 15 Diego Paulino 01/04/2010 às 4:49 pm

    Bom, eu achei legal essa theme, consegue grudar na cabeça com muita facilidade….o.o’

    E vazou o restante da ost do game….e eu gostei, tem um ar de nostalgia pura nela, pricipalmente a Cassino Street Zone…

    E outra coisa interessante, é que as trilhas se diferem de um act para o outro, parace que cada é para combinar com o tipo específico de stage que você está jogando…

    Para quem não ouviu ainda, tá ai o link…

    http://www.zshare.net/download/74484698e82a735b/

  15. 16 Alexei Barros 01/04/2010 às 4:54 pm

    Escutei esses dias, e não me empolguei muito. Com isso acabou a ideia que tinha de fazer um post para cada música que saísse no site oficial. =(

    E só estou esperando passar o 1o de abril para comentar o vazamento.

    • 17 Diego Paulino 01/04/2010 às 5:01 pm

      Eu gostei delas porque, tirando a Splash Hill Zone que já tinham imagens na net, e conseguia visualizar como seria cada act só ouvindo cada tema, comparando com os antigos para se ter uma noção, claro….^^’

  16. 18 Alexei Barros 01/04/2010 às 5:18 pm

    Com certeza. Aconteceu isso comigo quando ouvi a “Special Stage”, praticamente uma homenagem à “Special Stage” do Sonic 1.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




RSS

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: