As músicas perdidas da série Final Fantasy


Por Alexei Barros

Como em qualquer produção, invariavelmente muita coisa acaba ficando de fora da versão final de um jogo. Isso inclui as músicas. Enquanto modelos de inimigos, diálogos e cenários são jogados na lata de lixo virtual (ou, em alguns casos, aparecem nos extras como no God of War), as composições são aproveitadas para o lançamento do álbum da trilha sonora original ou em um disco promocional.

Em vez de falar de todos os casos de faixas inutilizadas (de cabeça me lembro de ActRaiser, Ys, Chrono Trigger, Suikoden III, Phoenix Wright: Ace Attorney e Shadow of the Colossus), o que soaria pretensioso e correria o sério risco de esquecer de ocorrências importantes, me focarei na série Final Fantasy.

Quando contabilizei o total de músicas do Nobuo Uematsu em decorrência do Symphonic Fantasies, me deparei com tais circunstâncias que são até hoje pouco comentadas. Por não terem sido inclusas no jogo, provavelmente jamais serão arranjadas e cairão no esquecimento.

São de cinco episódios: Final Fantasy II, IV, V, IX e XII. Os três primeiros que citei são o maior motivo de lastimação (especialmente do FFIV e V), porque são daquela época que, não me canso de dizer, de máxima inspiração do Uematsu. Não saberia dizer o motivo para isso ter acontecido no FFII, V e IX, mas é sabido que a produção do FFIV foi um pouco tumultuada, já que originalmente seria lançado para Famicom – como de fato aconteceu com o quarto capítulo da então série concorrente Dragon Quest –, e muito do roteiro original foi descartado na versão do SNES. O FFXII foi uma das produções mais conturbadas dada a saída misteriosa (problemas de saúde?) de Yasumi Matsuno pouco antes de terminar o jogo.

A título de curiosidade, as músicas perdidas do FFII foram lançadas no All Sounds of Final Fantasy I • II e do FFXII na própria Final Fantasy XII Original Soundtrack. As do FFIV não saíram na respectiva OST, mas no Final Fantasy IV Minimum Album, e as do FFV no Final Fantasy V Mambo de Chocobo. Tanto as canceladas do FFIV  como do V também saíram no hediondo F. F. MIX. Por fim, o Final Fantasy IX Original Soundtrack PLUS inclui faixas que estão no jogo e não foram inclusas na OST e músicas ausentes em ambos.

Depois do Hadouken, os breves comentários e lamentações.

Final Fantasy II

“Shop”

Valsa que remete instantaneamente à “Shop” do primeiro Final Fantasy, e também cria uma certa atmosfera circense.

“Airship”

Em todos os jogos da série, o tema da Airship é uma música contagiante, transmitindo a empolgação de viajar o mundo pelos ares, ainda que de forma bem restrita pelas limitações da época. É de estranhar a eliminação da música (falta de memória do cartucho, talvez?), visto que quando a aeronave é pilotada se ouve o tema do mapa-múndi convencional.

“Battle Scene 3”

Qualquer tema de combate daquele período é memorável, então deve se lamentar que justamente uma música que ilustraria alguma batalha tenha sido limada. Embora não seja tão inspirada quanto a “Battle Scene 2”, tem os seus momentos com uma melodia nervosa.

“Dungeon”

Ainda por influência da erudição de Koichi Sugiyama em Dragon Quest, Nobuo Uematsu se espelhava no maestro nas trilhas seminais da série. No caso desta, chama a atenção por ser do estilo barroco, que foi pouquíssimo aproveitado nos anos seguintes de carreira. O mais interessante, entretanto, é que ele não teve o menor pudor de reciclar a música seis anos depois no FFVI: virou a “The Magic House”. Por isso, ainda resta uma esperança de que a composição renasça em um concerto.

Final Fantasy IV

“The Origin (Unreleased Track)”

Envolta em mistério, a música inicia com a percussão que remete à “Red Wings”, no momento em que irrompe um solo de trompete anunciando o que poderia ser uma tragedia, quase como uma marcha fúnebre. Não sai muito disso, todavia. Não é difícil imaginar a faixa em algum momento da emocionante epopeia de Cecil.

“Restless Moments (Unreleased Track)

Talvez a maior perda. Uma linha de baixo acompanhada por metais transmite o nervosismo do momento (seja lá qual for), e a música ganha nova dimensão, e até surge um solo de trompete. Pouco depois a grandiosidade é refreada com a repetição da introdução – o looping da composição é bem reduzido.

“The Sea of Silence (Unreleased Track)”

Música que passa calmaria, e fica cada vez mais serena, cada vez mais silenciosa, culminando em um mar de tristeza e agonia.

Final Fantasy V

“Mount of Sky Dragon (unreleased)”

Uma introdução tipicamente militar antecede a melodia alegre amparada pelos sons de percussão. Tal faixa me passa a mesma vibração dos temas relacionados ao dragão, não poderia ser de outra forma também: “Walking The Snowy Mountains” e “The Dragon Spreads Its Wings”.

“Opening Idea – Version 2 (unreleased)”

Se a faixa seria um tema de abertura, não se deve lamentar muito pela ausência, porque não combina em nada com a introdução do personagem Bartz montando em um Chocobo em alta velocidade. Isso porque é primariamente triste, fazendo o uso do familiar som de harpa sintetizado.

“Flying Ship – Version 2 (unreleased)”

Mais um tema de veículo desperdiçado? Infelizmente. Como sempre, trata-se de uma música viciante que foi preterida pela “The Airship”, que, a meu ver, é levemente superior.

Final Fantasy IX

“Main”

Tudo leva a crer que seria o tema principal do jogo. Parece a “Crossing Those Hills”, mas com uma instrumentação diferente e com ritmo mais acelerado. Música esta que por sua vez alude à popular “Melodies of Life ~ Final Fantasy”.

“Waltz”

Alternando entre o pizzicato das cordas, flauta e outras madeiras é uma valsa simpática com a cara do Nobuo Uematsu, que fez composições similares em jogos passados.

“Kogaku Motet 1”

O tema “Place I’ll Return to Someday” aparece em uma versão bisonha, que parece simular gaitas de fólio. Meus parabéns se você conseguiu ouvir até o final.

“Organum”

Arranjo cadavérico da “Place I’ll Return to Someday” interpretado por um órgão de tubo.

“Mediterranean”

Última releitura da mencionada música deste disco em estilo celta. Versão que ficou obsoleta com a “The Place I’ll Return to Someday (instrumental)” do álbum Final Fantasy Song Book [mahoroba].

“Dokokade 3”

Música incomum e estranha com ruídos desagradáveis que poderia funcionar no jogo, mas não muito à parte.

“Weuber”

Nada mais do que uma versão alternativa, mais lenta, da “Sword of Confusion” que entrou no jogo.

“Kuja 5”

Versão diferenciada do “Kuja’s Theme” com floreios extras no solo de piano.

Final Fantasy XII

“A Small Happiness”
“Mission Start”
“Mission Failed”
“A Small Bargain”

Não há muita razão para comentá-las individualmente. Todas são breves fanfarras assinadas pelo Hitoshi Sakimoto.

“Abyss”

Uma das raras contribuições do Hayato Matsuo para o Final Fantasy XII que é de dissonância admirável. De um início enigmático das tubas surgem notas aleatórias do piano e cordas irrequietas que terminam com a flauta e a harpa. Mais adiante retorna a fuzarca consciente de sons.

“Chocobo FFXII Arrange Ver.1”

Versão preliminar da “Chocobo ~FFXII Version~” do jogo. É bem menos rápida e mais grandiosa, o que não combina muito com o estilo de composição mais lúdico imaginado pelo Uematsu.

8 Responses to “As músicas perdidas da série Final Fantasy”


  1. 1 Lia 06/03/2010 às 2:17 pm

    A Chocobo Arrange Version parece saída de uma sessão acústica no estúdio, bem legal =)

    As do FFIV também saíram no Final Fantasy Mix, que tem as do V que saíram no Mambo (Manbo?) de Chocobo e a Motoya SFC Version do mais obscuro ainda Final Fantasy 5+1. Meleca =P

  2. 2 Alexei Barros 06/03/2010 às 7:39 pm

    Puxa vida… muito obrigado pelas lembranças, Lia, porque desconhecia por completo as músicas citadas. Que vergonha eu passar batido pelas faixas perdidas do FFV!

    Farei os adendos necessários para corrigir as omissões.

    • 3 Lia 06/03/2010 às 10:32 pm

      Hehe, culpa do FF Mix.

      E dá uma nostalgia danada ouvir a trilha do II. É realmente a nata do Nobuo (até estreando a ripagem descarada de compositores clássicos =P). Essa fase merece um concerto dedicado.

  3. 4 Alexei Barros 06/03/2010 às 10:41 pm

    “Hehe, culpa do FF Mix.” (2)

    Interessante você ter falado da ripagem descarada de músicas eruditas, mesmo sendo algo muito comum no passado – vide a série Parodius, cujas trilhas são quase inteiras de versões caricaturescas de composições famosas. Realmente é pouco comentado que a “The Queen’s Temptation” nada mais é do que a “Swan Lake” do Tchaikovsky. E não faz muito tempo que descobri isso. o.O

    Em relação ao concerto dedicado, bom isso aconteceu com seleções do FFI e II em 1989 com o Symphonic Suite Final Fantasy, que eu acho extraordinário. Só dá um aperto no coração ver que a apresentação tem 39 minutos, e músicas como “Ship”, “Cornelia Castle”, “Underwater Temple”, “Revivification” e “Castle Pandemonium” ficaram de fora. :(

  4. 5 Fabão 08/03/2010 às 12:42 pm

    Ei, Maestro, o álbum Final Fantasy IX Original Soundtrack Plus também tem uma série de faixas não utilizadas no jogo. Poxa, o Uematsu ficou estressado de tanto compor e você não se recorda? =p Tanto que ele só volta ao compor sozinho para um Final Fantasy agora, cinco episódios numerados depois. ^^

  5. 6 Alexei Barros 08/03/2010 às 4:17 pm

    Passei completamente batido por este álbum! =S

    Só me lembrava que a trilha do Final Fantasy IX tinha sido composta no Havaí, não sabia que além das 110 faixas OST, ele fez tantas outras assim… o.O

    Ainda complementarei o post com essas músicas perdidas.


  1. 1 Symphonic Odysseys: 2011: Uma Odisseia do Uematsu « Hadouken Trackback em 22/07/2011 às 4:01 am
  2. 2 Distant Worlds: music from Final Fantasy The Celebration: uma celebração aquém das tradições da série | Hadouken Trackback em 19/11/2014 às 8:50 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: