Masashi Hamauzu sai da Square Enix

Por Alexei Barros

Já está virando epidemia. Vamos fazer uma recapitulação das saídas de compositores em 2009: Michiru Yamane e Akira Yamaoka se retiraram da Konami, Tetsuya Shibata (com participações nas séries Devil May Cry e Monster Hunter) e Shusaku Uchiyama (Mega Man 8, Resident Evil 2) deixaram a Capcom e Junya Nakano (Final Fantasy X) se demitiu da Square Enix.

O mais novo integrante da lista de egressos e primeiro de 2010 era ninguém menos do que o principal compositor da produtora nos tempos mais recentes, o alemão Masashi Hamauzu, conforme se especulava desde o ano passado. A sua evasão sucede o lançamento de Final Fantasy XIII, justamente o que tem tudo para ser a sua obra máxima, e a pouco mais de uma semana do lançamento da trilha sonora. O motivo não foi revelado.

Sinceramente? Ainda que um acontecimento desse cause comoção, não vejo mudanças profundas tanto para a Square Enix como para ele. Digo isso pelo que aconteceu com Nobuo Uematsu, Yasunori Mitsuda, Yoko Shimomura, Hitoshi Sakimoto, Kenichiro Fukui, Hiroki Kikuta… em todos esses casos, a relação entre compositor e produtora permaneceu a mesma, ou seja, Uematsu continua compondo para a série Final Fantasy, Sakimoto para FF Tactics, Shimomura prossegue com Kingdom Hearts e Mana e por aí vai. Por isso, não vejo por que não um novo álbum no estilo do Vielen Dank no futuro.

Coincidentemente, hoje saiu no site oficial da OST a primeira parte dos comentários em vídeo dele o qual fiz questão de transportar para o YouTube. A segunda parte chega daqui a uma semana e a última no dia 3 de fevereiro. Não entendi nada do que ele falou em japonês (como fizeram falta aquelas legendas em coreano), só consegui destacar um “Dragon Quest” em 0:28.

Grato ao Fabão pela dica do vídeo via Twitter.

[via SEMO, FFXIII OST]

5 Responses to “Masashi Hamauzu sai da Square Enix”


  1. 1 Wesley Pires 21/01/2010 às 1:19 pm

    Depois do comentário sucinto do Alexei, tambem creioq ue não irá mudar tanto para os fâs da franquia esta saída. Afinal, é uma obra dele, e ele irá querer faturar em cima de suas criações.
    Aidna assim, sabr que musicas talentosos saem de suas respectivas emrpesas é meio que triste.

  2. 2 Alexei Barros 21/01/2010 às 9:55 pm

    Exato. Veja a Michiru Yamane. Mesmo fora da Konami ela vai fazer novos arranjos para o box do Castlevania. O único caso em que a relação ficou estremecida foi a do Norihiko Hibino depois que saiu da Konami. A princípio ele nem participaria do MGS4 porque era visto como uma espécie de estrangeiro, por assim dizer, e acabou sendo chamado às pressas porque o Hideo Kojima achava que só ele sabia o que era o som da série Metal Gear. Devo dizer que é meio estranha a história, tendo em vista tantos outros compositores que continuam colaborando para as suas antigas casas. Outro caso que não citei no texto é o Yasunori Mitsuda. A trilha do Chrono Cross foi feita com ele já como freelancer.


  1. 1 Final Fantasy XIII Original Soundtrack: pompa, ecletismo e inspiração « Hadouken Trackback em 06/02/2010 às 12:31 am
  2. 2 Masashi Hamauzu fará arranjo para o Symphonic Legends « Hadouken Trackback em 11/04/2010 às 3:52 pm
  3. 3 O ambicioso time de compositores do Yuusha 30 Second « Hadouken Trackback em 05/08/2010 às 4:36 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: