Michiru Yamane deixa a Konami

Por Alexei Barros

Aconteceu há dois meses, e quase que furtivamente: desde o dia 15 de maio, a compositora Michiru Yamane não trabalha mais nos aposentos da Konami. Caminho que foi seguido por outros músicos que passaram pela produtora, como Norihiko Hibino, Miki Higashino e Motoaki Furukawa.

A saída se deu no vigésimo ano de serviços prestados à empresa para trabalhar independentemente com música de forma mais ampla – talvez não só com videogames. Destacou-se mais notoriamente na série Castlevania, nos jogos Bloodlines, Symphony of the Night, Lament of Inoccence, Curse of Darkness e Order of Ecclesia (trabalhos solo) e Harmony of Dissonance, Aria of Sorrow, Dawn of Sorrow e Portrait of Ruin (com outros compositores). Também em trabalho conjunto com demais músicos, deixou a sua marca em Suikoden III e IV.

Em concertos, foram poucas as vezes que apareceram suas faixas, mas duas situações ficaram cravadas na história, ambas na Alemanha: no Fourth Symphonic Game Music Concert (2006), em que esteve ao cravo em “Wood Carving Partita” (Symphony of the Night), e no Fifth Symphonic Game Music Concert (2007), no qual apareceu de surpresa para tocar o órgão de tubo em “A Toccata into Blood Soaked Darkness” (Curse of Darkness).

Se compararmos com o que aconteceu com outros compositores que saíram de suas respectivas produtoras e continuaram a trabalhar nas séries (Yasunori Mitsuda e Chrono, Nobuo Uematsu e Final Fantasy, Yoko Shimomura e Kingdom Hearts), não vejo por que Yamane não possa continuar colaborando com Castlevania.

Abaixo, uma entrevista (em japonês), ainda na Konami, que mostra um pouco do seu antigo local de trabalho:

[via Michiru Yamane website]

About these ads

13 Responses to “Michiru Yamane deixa a Konami”


  1. 1 André Breder 22/07/2009 às 4:14 pm

    Só espero que mesmo estando fora da Konami, a Yamane continue compondo para a série Castlevania…

  2. 2 Alexei Barros 22/07/2009 às 4:18 pm

    Na torcida também, Breder. Um detalhe que eu esqueci de mencionar no texto é que quando uma pessoa sai de uma empresa no Japão, ela não é vista com bons olhos assim para os que ficaram. Lembro que no Metal Gear Solid 4 teve uma certa resistência para chamar o Norihiko Hibino, que na época estava fora da Konami, e o Kojima só decidiu convocá-lo de última hora. Tomara que no caso dela prevaleça os exemplos da Square que citei.

  3. 3 Vovô Garoto SF 22/07/2009 às 8:22 pm

    :(
    Grande perda pra Konami. Eu adoro as música dela, a trilha sonora de Symphony of the Night e Order of Ecclesia são insuperáveis.
    Tomara mesmo que ela continue trabalhando em Castlevanias futuros, porque se seguir o caminho da já citada Miki Higashino, que desde que compôs a genial trilha sonora de Suikoden II não fez mais nada, vai ser bem triste.

  4. 4 Alexei Barros 22/07/2009 às 8:41 pm

    Também sou fã da Miki Higashino, Vovô Garoto SF, por tantas trilhas memoráveis na Konami, como Gradius, Knightmare, Yie Ar Kung Fu, Salamander etc. Até onde eu sei o sumiço da Higashino se deve ao fato de que ela se aposentou para se casar e ser mãe. Ainda assim, de vez em nunca faz umas participações especiais.

  5. 5 Khronny 22/07/2009 às 9:03 pm

    É esse foi um dia triste para a Konami porque a mulher era FOOOOOOOODA! A série Castlevania está entre as que tem as trilhas sonoras mais maravilhosas!

    Ahhh quando você escreveu sobre as participações eu cliquei louco nos links achando que era o vídeo =\ eauiheauhaeuea esses eu gostaria de ver!!!!

  6. 7 Radical Dreamer 23/07/2009 às 3:45 pm

    Parece-me improvável que Yamane continue compondo para Castlevania simplesmente porque o Castlevania para o qual ela compunha músicas parece não existir mais. Agora ele foi “ocidentalizado”, e provavelmente as novas trilhas terão um quê de Hollywood e seus clichês. E para quem sente saudades de Miki Higashino, confiram o trabalho dela junto com Yasunori Mitsuda para o jogo Tsukiyo ni Saraba (Moonlit Shadow). Jazz extremamente “cool”.

  7. 8 Alexei Barros 23/07/2009 às 3:56 pm

    Será, Radical Dreamer? Apesar da Yamane não ter participado diretamente do Castlevania Judgment (há apenas reprises), eu apostaria no envolvimento dela, ao menos enquanto o Koji Igarashi cuidar da série. Tenho a impressão de que os dois tinham uma relação próxima. Geralmente quando um dava entrevista, o outro estava por perto.

    Boa lembrança da trilha do Moonlit Shadow, resultado de uma parceria totalmente inusitada. Faz bastante tempo que ouvi. Precisava escutar de novo.

  8. 9 Radical Dreamer 23/07/2009 às 4:42 pm

    Mas é aí que reside o problema. IGA já não faz parte do novo Castlevania. Ao que parece, Kojima realmente quer que a série renasça de uma forma bem diferente, a ponto de um dos membros da equipe de desenvolvimento provocar os fãs ao dizer: “Esqueçam tudo o que vocês conhecem sobre Castlevania”. Uma pérola de comentário para quem realmente é fã da série… Para quem estiver curioso sobre a música, chequem o trailer da E3 no site oficial:
    http://www.konami.jp/kojima_pro/e3_2009/castlevania/.
    Infelizmente, parece que as baterias, os solos de guitarra e as sinfonias para órgãos não estão presentes. Deve ser algum compositor ocidental.

  9. 10 Alexei Barros 23/07/2009 às 4:55 pm

    Ah, eu não estava acompanhando muito a fundo as novidades do Lords of Shadow, não sabia que o IGA não estava envolvido.

    Você tem toda a razão sobre o fato de a trilha apresentar estilo hollywoodiano. Por ter o Kojima envolvido, não sei até se essa música do site pode ser do Harry Gregson-Williams, cujo estilo nada tem a ver com Castlevania.

    Começo a compartilhar do mesmo pessimismo…

  10. 11 Eric 23/07/2009 às 7:40 pm

    O que? Yamane saiu da Konami e IGA não está envolvido no novo Castlevania?? Pára o mundo que eu quero descer.

    Só de pensar na possibilidade de que Ecclesia foi o último Castlevania sidescrolling já tenho arrepios…

  11. 12 Alexei Barros 23/07/2009 às 7:45 pm

    “Só de pensar na possibilidade de que Ecclesia foi o último Castlevania sidescrolling já tenho arrepios…”

    Tomara que o Order of Ecclesia não seja o último 2D, Eric! Ao menos para um futuro side-scrolling a Michiru Yamane tem que ser chamada. Melhor ainda se for numa parceria com o Yuzo Koshiro como no Portrait of Ruin.

  12. 13 Rebeca 01/08/2009 às 12:40 am

    Aleeex do céu, nem me fala da Michiru tocando “Wood Carving Partita” (minha favorita na série) ao vivo! É de arrepiar!!!!! *__*


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.513 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: