Vermilion vs Rent a Hero: hein?


Por Alexei Barros

Não é o nome de mais um crossover, mas de um álbum duplo lançado no dia 25 de fevereiro de 2009 que tomei conhecimento há poucas semanas. O primeiro CD tem a trilha original de Sword of Vermilion, RPG do Mega Drive conhecido apenas como Vermilion no Japão. E o outro traz a trilha de Rent a Hero, jogo bizarro também do Mega no qual controla-se um herói de aluguel, vendido somente no território nipônico e refeito para Dreamcast. O que tem a ver?

Aparentemente nada, todavia ambos possuem o envolvimento do mestre Yu Suzuki (o primeiro e único “Yu” da SEGA; que Yuji Naka que nada), que recentemente deixou o cargo de diretor criativo do R&D e passou a assumir a função de gerente de divisão, além das músicas assinadas pelo Hiroshi Miyauchi. No Vermilion, aliás, há o auxílio de Yasuhiro Takagi (Turbo OutRun) na composição.

O maior atrativo do Vermilion vs Rent a Hero Original Soundtrack é a inserção de duas músicas arranjadas do Sword of Vermilion. “Sword of Vermilion -Mickey Arrange Ver.-“ é um medley rock de 7 minutos do Koichi Namiki, guitarrista ex-S.S.T. Band, que a mim não causou o mesmo êxtase de Galaxy Force II & Thunder Blade OST e Super Hang-On 20th Anniversary Collection. É repleta de fantásticos riffs guitarrísticos, mas esperava mais. A “Sword of Vermilion” da S.S.T. Band, em especial a versão do Game Music Festival ’93, mesmo passeando por menos faixas, me apetece mais por conta das essenciais participações do teclado. Para não falar da empolgação do público.

Mais decepcionante é a “Light Song -[H.] Arrange Ver.-” da [H.]. Havia tantas melhores que a “Light Song” na trilha. O espetacular jazz fusion da banda dá lugar a uma música festiva de sonoridade infantil, com instrumentos de percussão, apitos e gritos de torcida. Não gostei.

Compare:

“Sword of Vermilion” (S.S.T. Band – Game Fusic Festival ’93)
“Title” ~ “Statts” ~ “Title”
“Sword of Vermilion -Mickey Arrange Ver.-“ (Koichi Namiki)
“Title” ~ “Statts” ~ “Boss B” ~ “Last City” ~ “Title”

“Light Song -[H.] Arrange Ver.-” ([H.])
“Light Song” (original)

7 Responses to “Vermilion vs Rent a Hero: hein?”


  1. 1 00_Agent 04/08/2009 às 10:17 pm

    Eu gostei desse álbum, ouço sempre. Vermilion foi um dos primeiros rpgs que joguei, e acho que é graças a ele que criei trauma do gênero, que só fui recuperar jogando Phantasy Star 3 – que também não é lá grande coisa, mas na época não tinha um grande referencial para saber o que era ruim ou não. Porém, mesmo diante de tanto sofrimento jogando aqueles labiritinos 3D vertiginosos e aquelas lutas ridículas em tempo real, reparei que a música era um dos melhores aspectos do game… Várias músicas grudavam nacabeça, como a “Battle Theme” – apesar dela ser totalmente sem sentido; aquilo não é música de batalha e a “Shop (City)”. Como nunca terminei o game, só ouvindo o álbum para apreciar a “Last City”, uma das melhores composições do Hiro.

    Agora, quanto aos arranges, gostei bastante do medley do “Mickey”, principalmente por causa do “Boss B” e do “Last City”. Mas não tem nem como comparar com as rendições da SST Band, que são superiores (ainda mais ao vivo, com a galera berrando, e tal).

    O esquisito é: Pra que o [H.] foi rearranjar logo essa tal de Light Song? Vai entender…

    Pena que a genialidade do Hiro parou (aparentemente) no começo dos anos 90. O cara sumiu depois de sair da SST Band.

    Quanto ao Rent-a-Hero, não joguei, e provavelmente nunca jogarei, por ser japonês. Mas… Os temas são simpáticos. Só.

  2. 2 Alexei Barros 05/08/2009 às 12:15 pm

    Infelizmente (ou felizmente), não joguei o Sword of Vermilion na época, mas há poucos anos e do pouco que joguei constatei que o jogo realmente não faz justiça à qualidade da trilha. Esse tema de batalha é a música menos tema de batalha que já ouvi! =P

    Também acho o Hiro genial. É impressionante a capacidade dele de criar melodias memoráveis. Ele está bem sumidão mesmo, mas não desapareceu totalmente. Além de tocar teclado (eventualmente violão) na [H.], o Hiro recentemente fez o arranjo do FANTÁSTICO “AFTER BURNER 20th Anniversary Medley [H.] Arrange Version”. Agora compor realmente faz tempo que não vejo algo dele.

    • 3 00_Agent 05/08/2009 às 6:28 pm

      É verdade, ele tá sempre nesses boxes da Sega, rearranjando algo. Gostei muito também do “Theme of Love” que ele rearranjou pro Super Hang On, apesar de preferir a versão da [H.] mesmo. Checando no vgmdb, parece que desde a S.S.T band ele só participou de compilações, sendo a mais recente essa que vai ser lançada pelo Scream. Como é que pode um cara tão talentoso sumir assim, né!

  3. 4 Alexei Barros 05/08/2009 às 6:30 pm

    Com certeza, todos esses arranjos recentes que ele fez sensacionais. Parece que o sumiço do Hiro coincide com o afastamento do Yu Suzuki da produção, afinal compôs muitos dos jogos dele.


  1. 1 A ressurreição (sonora) de Alex Kidd « Hadouken Trackback em 19/01/2010 às 11:56 am
  2. 2 Show da [H.] na TGS 2010 será transmitido ao vivo no domingo « Hadouken Trackback em 17/09/2010 às 2:59 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: