Samples da trilha de Sword… Digo, Lord of Vermilion composta por Nobuo Uematsu

Lord of Vermilion
Por Alexei Barros

Graças à S.S.T. Band tomei conhecimento do escabroso Sword of Vermilion do Mega Drive, RPG do mestre polivalente Yu Suzuki (aliás, é o primeiro projeto dele lançado diretamente para um console doméstico), com músicas de Hiroshi Miyauchi. Uma pena que a dupla que deu tão certo com OutRun, After Burner, Power Drift e tudo mais, não tenha repetido o mesmo feito. Enfim…

Apesar da semelhança dos nomes – e da aproximação forçada só para relembrar essa porcaria –, não tem absolutamente nada a ver com Lord of Vermilion, jogo de combate de cartas da Square Enix para Arcade. Pela minha ignorância, acreditava ser algo bizarro ao extremo, mas o Fabão me assegurou que card games em Arcades são recorrentes no Japão e nos mais variados estilos. Não da Square Enix, entretanto.

LoV já até foi lançado no Japão em junho de 2008. O que mais chama a atenção é o time estelar de ilustradores: Yoshitaka Amano, Tetsuya Nomura, Akihiko Yoshida, Hideo Minaba e até Todd McFarlane. No site oficial é possível ver as fantásticas artes na seção Illustrators – fica a dica para Prandoni of Vermilion.

E, como já adiantei no título, o compositor é ninguém menos do que Nobuo Uematsu, em sua primeira trilha para um Arcade. Acho interessante que aos poucos ele faça músicas para outras franquias além de Final Fantasy, só que ao mesmo tempo lamento perceber como está arraigado nas suas fórmulas consagradas, sem tentar ousar pelo menos um pouco. Os oito samples disponibilizados de cerca de 30 segundos no site oficial da OST, que sai em primeiro de janeiro de 2009, são todos hard rock, como Uematsu já havia usado em Blue Dragon e Lost Odyssey, e claro nos arranjos do The Black Mages. Mas é um hard rock tão insosso, mas tão insosso… Que não me deixou nem um pouco otimista. Acredito que vou ficar só com as artworks.

[via SEMO]

11 Responses to “Samples da trilha de Sword… Digo, Lord of Vermilion composta por Nobuo Uematsu”


  1. 1 fezones 02/12/2008 às 9:57 pm

    Só a arte do Amano já é o bastante, é como se fosse música para meus olhos xD
    Mas mesmo assim darei uma conferida nesses samples da OST. Será

  2. 2 fezones 02/12/2008 às 9:57 pm

    Só a arte do Amano já é o bastante, é como se fosse música para meus olhos xD
    Mas mesmo assim darei uma conferida nesses samples da OST. Será que compartilharei da mesma opnião?

  3. 3 fezones 02/12/2008 às 10:00 pm

    Fiz b0sta, floodei xD
    Não se preocupem mestres, me auto-punirei-me-se-ei para que isso nunca aconteça novamente T-T

  4. 4 Alexei Barros 02/12/2008 às 10:21 pm

    hahahahah! Pena que você não deixou escolhermos a punição, porque senão eu ia falar para jogar o Sword of Vermilion! :D

    Relaxa, ouça e não deixe de falar a sua opinião.

  5. 5 geraldofigueras 02/12/2008 às 11:57 pm

    Já havia expressado minha insatisfação com Uematsu-san, e repito: faz tempo que o bigode só apresenta trabalhos genéricos. Nunca ruins, mas genéricos.

    Outra coisa que me chamou atenção: vale a pena chamar um compositor de peso pra um arcade? Nunca dá pra ouvir nada na guerra de ruídos, ainda mais no Japão com máquinas de pachinko piorando a situação :D

  6. 6 Alexei Barros 03/12/2008 às 11:18 am

    Concordo plenamente, mas acho que ainda há algumas exceções que fogem do genérico, mesmo no Blue Dragon e Lost Odyssey. Porém, para um compositor da fama que ele tem é muito pouco. Antigamente fazia trilhas inteiras fantásticas, não só poucas músicas boas.

    Hahahaha! Mas um pouco deve dar para ouvir sim, senão não teríamos GuitarFreaks, drummania e Taiko Drums da vida, que os jogadores precisam ouvir atentamente as músicas. :D

  7. 7 fezones 04/12/2008 às 8:19 am

    Umas músiquinha bem maromeno mesmo…

    Será que as limitações de antigamente não limitavam, ou não deixavam transparecer, as limitações de Señor Uematsu?
    Ou seria apenas pura nostalgia achar que seus trabalhos mais antigos eram tinha uma maior qualidade?

  8. 8 Alexei Barros 04/12/2008 às 9:04 am

    Já expressei algumas vezes minha irritação quanto à veneração ao Uematsu como se ele fosse o único compositor de game music, enquanto eu acho que há caras tão bons ou melhores do que ele. Não que não seja merecedor de toda a fama.

    Estou mais para a segunda opção mesmo por ser aficionado da fase FFI-VI do Uematsu. E quanto à primeira, acredito ser o inverso: nas limitações de antigamente é que o talendo dele sobressaía.

    De qualquer forma, também é injusto julgar a carreira dele inteira por um trabalho. Mesmo os grandes mestres tem momento de apatia. :P

  9. 9 fezones 04/12/2008 às 4:43 pm

    Miyamoto e Wii Music ilustram bem isso xD

  10. 10 Alexei Barros 04/12/2008 às 4:49 pm

    HAHAHHAHA! E o próprio Yu Suzuki e Sword of Vermilion também. =P


  1. 1 Trilha de Lord of Vermilion Re:2 é quase um tributo à Square Enix « Hadouken Trackback em 27/06/2011 às 12:20 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: