Promissor desastre iminente

Por Claudio Prandoni

O título poderia ser mais afortunado para uma véspera de onze de setembro, mas – devaneios sociais à parte – creio que esse é um episódio já superado com devidas lições aprendidas.

Se for esse o caso, creio que a Nintendo a tão prometida maturidade que anuncia desde 2006 com a confirmação do lançamento de Disaster: Day of Crisis. Reconhece o carinha simpático de barba à la Wolverine por fazer logo acima? Pois bem, normal, ele não foi devidamente apresentado mesmo.

Nos últimos dias, o nintenerd Tio Vini discorreu aqui e aqui sobre as novidades soltadas a conta-gotas deste promissor game exclusivo para Nintendo Wii. Revelado na E3 2006 (em um trailer de dois segundos e meio tão pouco revelador que nem vale a pena colocar aqui no post mesmo), o jogo é produção da Monolith Soft – boa parte da mesma galera por trás dos fantásticos Chrono Cross, Xenogears, Xenosaga e Baten Kaitos – e carrega nas costas a responsabilidade de ser uma franquia inédita da Nintendo direcionado a um público maduro.

O protagonista é o policial Raymond Bryce (esse barbudo aí em cima) que salva pessoas, lida com terroristas, desastres naturais e blá blá blá – quase um Jack Bauer. Enfim, a promessa é gráficos lindos, ação intensa, frenética e bom uso das capacidades do Wiimote e Nunchuk para atirar e realizar diversas tarefas em excertos que lembram as seqüências pré-programadas de Die Hard Arcade / Shenmue / God of War / Resident Evil 4.

Basta com a verborragia: logo abaixo uma compilação dos empolgantes comerciais divulgados esta semana no Japão. Após o salto dimensional, outro vídeo com dezenas e dezenas de imagens inéditas e em boa qualidade. Disaster: Day of Crisis chega dia 25 de setembro no Japão, 24 de outubro na Europa e ainda não foi anunciado aqui nas Américas – mas se sair eu quero no dia de lançamento viu, Latamel / leitores / Papai Noel.

14 Responses to “Promissor desastre iminente”


  1. 1 Cesar Martins 10/09/2008 às 8:58 pm

    Pelas imagens dá pra ficar animado.
    Tá mesmo na hora de aparecer algo do tipo no Wii.

  2. 2 geraldofigueras 10/09/2008 às 9:55 pm

    Olha, até o momento é o único jogo do Wii que dá pra se empolgar sem ser 1st party.

  3. 3 Alexei Barros 10/09/2008 às 10:27 pm

    Epa, Geraldo! E o No More Heroes? :D

  4. 4 Platy 10/09/2008 às 11:51 pm

    11 de setembro é TÃO 2001 …. desastre q ta na moda é buraco negro estilo hl =P

    Lembrou bastante resident 4 .. o q nunca é ruim =D

  5. 5 Igor 10/09/2008 às 11:58 pm

    Depende do ponto de vista, tem certas pessoas que não têm exatamente esse ponto de vista sobre RE4 (mas se esses fdps querem algo fácil que vão pescar ca$49*48000!!!!) =P

    Agora falando sério. Já não sei o que esperar desse jogo, mas confesso que estou um pouco pessimista. Vamos esperar pra ver no que vai dar.

  6. 6 geraldofigueras 11/09/2008 às 12:01 am

    Quem é que não gosta de RE4? Senhor jogo!

    Se bem que gosto é que nem bunda…

  7. 7 Igor 11/09/2008 às 1:21 pm

    https://hadouken.wordpress.com/2007/07/14/vergonha-e-decepcao-com-resident-evil-4/

    PS: Eu também não sou grande fã, mas gosto do jogo. Só acho MUITO overhyped.

  8. 8 Alexei Barros 11/09/2008 às 1:25 pm

    “Eu também não sou grande fã, mas gosto do jogo. Só acho MUITO overhyped.” (2)

    Dizer que é um grande jogo, de pleno acordo. Influente? Sem dúvidas. Mas revolucionário? Jamais diria.

  9. 9 geraldofigueras 11/09/2008 às 3:50 pm

    Nunca achei revolucionário também. Wii Sports foi revolucionário, mas alguém ainda joga?

    O melhor momento do jogo é quando o Luis morre. Show de dramaturgia do nosso protagonista:

    “Luis? LUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIISSSSSSSSSSSS!!!!!”

    Imagina quando morre alguém da família do Leon.

  10. 10 Alexei Barros 11/09/2008 às 5:19 pm

    É verdade, revolução nesse caso ao menos não é sinônimo de durabilidade. :D

    Mal lembrava dessa parte do Luis… =/

  11. 11 geraldofigueras 11/09/2008 às 6:33 pm

    É que eu pego no pé com diálogos e roteiros nos games. Acho um absurdo esse tipo de atuação ainda hoje.

  12. 12 Gustavo Hitzschky 11/09/2008 às 9:47 pm

    @Igor
    Mais uma vez, você brinda este humilde blog com um comentário fora de série.

    Agora sobre o Disaster, tampouco me empolgou. Pelo menos essa promessa de gráficos de cair o caixo (peraí, deixa eu pegar meu maxilar) aparentemente não vai ser cumprida.

  13. 13 Marcos Diniz 12/09/2008 às 10:30 am

    Finalmente heim!!! O jogo parece ser muto bom.


  1. 1 Sobre os desastres em Santa Catarina « Hadouken Trackback em 06/12/2008 às 1:01 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr

%d blogueiros gostam disto: