Press Start 2008: a classe de Professor Layton

Por Alexei Barros

Obrigado, professor, obrigado. Faltam quase duas semanas para a histórica apresentação do Press Start 2008, e os responsáveis dão uma aula de como montar um set list balanceado, com jogos obscuros e famosos. Só que famosos pouco aproveitados pelos outros concertos, aqueles que passam a impressão que somente cinco títulos dentre um sem-número têm trilhas sonoras apreciáveis.

Professor Layton é um exemplo. A caminho do terceiro capítulo no Japão, PL and the Last Time Travel, a série, que tem como designer, roteirista e produtor o prolífico Akihiro Hino da Level-5, também capitalizou fãs no ocidente no debute com PL and the Curious Village em fevereiro de 2008 – fico na expectativa pelo segundo, PL and Pandora’s Box, em inglês. A fórmula irresistível de resolução de puzzles associada aos personagens de carisma insofismável arriscaria dizer que é infalível para fisgar jogadores de diferentes convicções, origens e preferências. E há as músicas…

Quando o Professor Gustavayton (sim, senhor professor!) fez o review com a sua habitual genialidade, Luke Prandoni ressaltou a importância delas nos comentários: “…quero dar espaço aqui também pra trilha sonora que acompanha os puzzles. Apesar de simples, nunca enjoa e de certa maneira cria a ambientação perfeita para resolver um quebra-cabeça”.

Justamente por ser simples, nunca imaginaria em uma apresentação. “OBJECTION!”, grita Layton, apontando o dedo como certo advogado na imagem acima… Kazushige Nojima, que assina o post da inserção de Professor Layton no PS 2008, revelou ser um grande fã do jogo. Elogiou a atmosfera da vila curiosa, e comentou que as músicas têm um charme especial. Está empolgado, em suma.

Interessante que a trilha sonora de Tomohito Nishiura, compositor da maioria dos títulos da Level-5, como Dark Cloud 1 e 2, Rogue Galaxy e White Knight Chronicles, estranhamente nunca foi publicada. Dark Cloud 2 e WKC (vai ser lançado ainda para PS3) também não, ao passo que Dark Cloud e Rogue Galaxy não só tiveram OSTs, como álbuns com versões arranjadas, e não por quaisquer pessoas. Gente como Yasunori Mitsuda, Shinji Hosoe, Motoi Sakuraba, Yoko Shimomura, Noriyuki Iwadare, Kenji Ito e até o The Black Mages na Dark Chronicle Premium Arrange e alguns deles, além do Norihiko Hibino no Rogue Galaxy Premium Arrange. Mesmo assim, o Professor antecipou todos os RPGs, que aparentavam ser nomes mais fortes para entrar no repertório.

[via PRESS START]

Set list até o momento:

01 – Wild Arms
02 – Super Mario Galaxy
03 – Monster Hunter
04 – Spelunker
05 – Touch! Generations Medley
06 – Samurai Shodown
07 – Uematsu’s Early Years Medley
08 – Ace Attorney
09 – Baten Kaitos
10 – Mega Man 2

About these ads

15 Responses to “Press Start 2008: a classe de Professor Layton”


  1. 1 Gustavo Hitzschky 29/08/2008 às 8:36 pm

    Numa boa, hein…Que belo jogo!
    Realmente, eu não deveria ter negligenciado a música, e o comentário do Pranda foi pontual e bem-vindo.
    De fato, se a gente parar pra pensar, tem mesmo um clima de investigação nas músicas. Totalmente Sherlock Holmes, alucinadamente Watson.
    Maestro, há em algum site a trilha do jogo orquestrada?
    Agora fiquei curioso…

  2. 2 Alexei Barros 29/08/2008 às 9:10 pm

    hauhauhauhauua! De fato, que belo jogo, só falta eu terminar… =/

    Não, professor, as músicas serão orquestradas pela primeira vez para o próprio concerto Press Start 2008, que acontecerá dia 14 de setembro, daqui a duas semanas mais ou menos.

    Estava me recordando como eram as músicas do jogo, e lembrei que muitas delas têm acordeão. Fico na dúvida se na hora da apresentação será um instrumento de verdade, como você tão bem mostrou aqui, ou se um sintetizador simulará o som.

    De qualquer forma nunca é mais te agradecer mestre: obrigado, professor, obrigado!

  3. 3 Igor 29/08/2008 às 11:05 pm

    Nossa, então é isso! Logo que liguei pela primeira vez meu PL eu já notei de cara que as músicas lembravam muito Dark Cloud 2, então é isso: são do mesmo compositor.

    E que foda, são músicas muito boas e com um estilo bem diferente, que ambienta bem o clima de pequeno vilarejo europeu do jogo.

  4. 4 Alexei Barros 29/08/2008 às 11:23 pm

    Igor, infelizmente, dos jogos que eu citei, passei absurdamente longe do Dark Cloud 1 e 2… Joguei apenas Professor Layton e Rogue Galaxy. Do que ouvi, o Tomohito Nishiura é bem versátil e escalado para os principais projetos da Level-5. Repare que de todos os jogos do estúdio, quando a trilha não é dele, é feita por compositores AAA: Inazuma Eleven é do Yasunori Mitsuda, e Dragon Quest VIII é do Koichi Sugiyama, claro. Bom, um tal de Takeshi Inoue fez a trilha do Jeanne d’Arc, mas em geral é mais ou menos isso… =P

  5. 5 igorcsc 29/08/2008 às 11:41 pm

    Dark Cloud 2 é um jogo engraçado. Você não dá muito por ele, só mais um RPG, mas, pelo menos comigo, conforme o jogo vai passando, você vai adquirindo bastante simpatia com relação aos personagens e ao mundo do jogo de modo geral. Também tem uns conceitos bem inovadores e diferentes. Recomendo, nem que seja uma olhadinha, vale a pena.

    E o Rogue Galaxy tenho bastante vontade de jogar, pena que, por hora, os estudos pro vestibular estão sugando minha alma, se não ia dar uma chance pra ele uma hora ou outra…

  6. 6 igorcsc 29/08/2008 às 11:42 pm

    Detalhe, fui trocar o avatar no Gravatar e eles exigiram que eu criasse um nick (e só igor não podia ¬¬), além do que tiraram meu link pro deviantart…

  7. 7 Alexei Barros 30/08/2008 às 12:05 am

    Um amigo meu na faculdade chegou a jogar o Dark Cloud 2 e também gostou bastante. Agora que você falou fiquei ainda mais curioso… E lá vai outro RPG para a extensa lista de espera (só do PlayStation 2), que já tem um lugar garantido para Rogue Galaxy… :(

    Nossa, que porcaria esse sistemas de avatares… Realmente não compreendo porque isso acontece…

  8. 8 Igor 30/08/2008 às 1:11 am

    Bom, acho que agora deve estar certo isso. Adicionei até um blog, já que tenho a conta do WordPress mesmo… ;)

    Enfim, é duro isso. Minha lista de PS2 é, também, imensa. Não joguei nem o FFXII ainda! Fora Radiata Stories, Rogue Galaxy, God of War II, e tantos outros… Mas fica aí a dica, se tiver oportunidade, não hesite. =P

  9. 9 Alexei Barros 30/08/2008 às 8:34 am

    ARGH! Por que você foi lembrar desses também, Igor? :D A minha lista ainda tem, entre outros, Grandia III, Odin Sphere, Tales of Legendia, Valkyrie Profile 2: Silmeria… :(


  1. 1 Press Start 2008: a nostalgia de Final Fantasy IX « Hadouken Trackback em 08/09/2008 às 3:38 pm
  2. 2 Press Start 2008: a velocidade de Sonic the Hedgehog « Hadouken Trackback em 14/09/2008 às 3:51 pm
  3. 3 Press Start 2008: a cronologia de Chrono Trigger & Cross « Hadouken Trackback em 14/09/2008 às 11:35 pm
  4. 4 A recuperação do Professor Layton « Hadouken Trackback em 01/12/2008 às 7:32 pm
  5. 5 O concerto restrito, parte dois « Hadouken Trackback em 23/01/2009 às 11:55 am
  6. 6 A expectativa por Press Start 2008 « Hadouken Trackback em 13/06/2009 às 11:29 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.513 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: