O novo príncipe persa e o inesperado(?) retorno dos toelhos

Por Claudio Prandoni

Fui pego hoje meio de surpresa por uma notícia assaz empolgante para o meu final de ano: a Ubisoft anunciou para o período o lançamento de um novo Prince of Persia.

Sim, sim, é o tal PoP: Prodigy que a mídia vem especulando ultimamente o que raios deveria ser o tal registro da Ubi. Pelo visto, tudo novo desta vez, só que mantendo a maravilhosa jogabilidade que consolidou Sands of Time como um dos melhores games da geração 128-bits e continua dando crias de qualidade até hoje, a exemplo do impressionante Assassin’s Creed.

Felizmente o roteiro será totalmente inédito – confesso que já estava cansando do amargurado príncipe metaleiro – tal qual o visual, que adota agora um filtro de cel shading para personagens (confira algumas imagens abaixo e outras tantas mais no blog do Rodrigo Flausino).

O conceito parece um pouco mais sombrio, como dá para perceber pelo visual do novo príncipe. Aliás, um fato engraçado ao qual esta confirmação me remete é que há zilhões de anos exatos três meses o tal do blog Surfer Girl – notório por boatos absurdos que volta e meia se confirmam – divulgou detalhes sobre um suposto novo PoP, assim como as imagens abaixo.

À época, as fotos borradas mostravam um príncipe, bem similar ao revelado oficialmente, sendo acompanhado por uma pálida princesa. Sobre o enredo, ele seria o primeiro de uma trilogia que por sua vez serviria de prólogo à trilogia Sands of Time. Pouco, pouco fantástico.

Não bastasse isso, a Ubi ainda anunciou um Prince of Persia exclusivo e inédito para Nintendo. Espero que não seja um spin-off porcaria como aquele card game picareta Battles of Prince of Persia. Sinto asco só de lembrar…

Quem me dera não fosse meramente uma adaptação do PoP Classic, disponível na Xbox Live Arcade. Já seria o bastante para eu infartar.

Ah, sim. De lambuja foi revelado um teaser de Rayman Raving Rabbids 3 (puxa, que surpresa!). Apesar de previsível, o game trará uma característica bacana: dará suporte à Wii Balance Board. É bom ver empresas third-party apoiando a tal balança.

Confesso que se sair um 1080º Snowboarding com suporte a ela vou ter de considerar seriamente comprar um WiiFit.

13 Responses to “O novo príncipe persa e o inesperado(?) retorno dos toelhos”


  1. 1 idiosyncratic idiot 29/04/2008 às 7:47 am

    Aêeeeeeêê!!!!!

    Como fã da série, espero este lançamento com expectativa. Agora, quanto a este novo estilo visual… se disser que me empolga, estarei mentindo. Mas prefiro não fazer pré-julgamentos e esperar pra ver o game em ação. Eles devem saber o que estão fazendo.

    Outra coisa que me deixa curioso é, o que diabos eles vão usar como a premissa do jogo desta vez. As mágicas areias do tempo da triloga anterior não só proporcionaram um enredo interessantíssimo, mas também do ponto de vista da jogabilidade, com o lance de voltar no tempo, slow-down etc. Fico perguntando como é que eles vão fazer algo igualmente interessante, já que alguém tinha falado lá em 2006 (não me lembro se foi o Mechner ou o produtor Yannis Mallat) que a nova série não teria mais nada a ver com esse lance “temporal”.

    Ah, e deixa de ser chato Prandoni. O príncipe metaleiro ficou só lá no Warrior Within; o Two Thrones já resgatou a estética característica da série. Toda a ambientação do jogo, os cenários, a música, são totalmente “Arabian Nights”, a única semelhança com o prícipe de WW é que ele é mais maduro do que o Alladin de SoT.

  2. 2 Bruno Pedrassani 29/04/2008 às 10:06 am

    Porra, se eles não colocarem algo “temporal” pra gente poder tentar n vezes fazer aquele salto, e for no mesmo nível, vai ficar muito difícil de jogar. Quantas vezes não demos aquele salto errado e voltamos e tentamos e voltamos? Espero que inventem algo tão bom quanto a idéia de ficar voltando no tempo.

  3. 3 Pablo Raphael 29/04/2008 às 10:07 am

    Entre ninjas, demonios chorões (emos?) e espartanos com tpm,é otimo saber que o bom e velho Principe da Pérsia vem com novas aventuras para brigar pelo titulo de melhor jogo de ação por mais uma geração :D

  4. 4 geraldofigueras 29/04/2008 às 10:28 am

    Espartanos com tpm? :D

    Bela arte do novo príncipe. Mais um jogo que deve entrar na lista “quero-jogar-to-sem-tempo”.

    Sobre o uso das areias do tempo, confesso que um jogo inteiro sem ela seria bem complicado. Por outro lado, aquele trecho na torre no final do Sands of Time, o qual se joga sem a adaga, a tensão é tão alta, mas tão ALTA, que você joga de outra maneira. Enfim, seria legal, no mínimo, ter a opção.

    Em tempo, os vts dos coelhos da Ubi são as melhores coisas que fizeram em propaganda de games nos últimos tempos.

    Snowboard na Wii Fit? Bom, seria a salvação para o pobre coitado aqui que se apaixonou por um esporte caro e longe da sua casa :D

  5. 5 Mário Kajiya 29/04/2008 às 2:05 pm

    O ultimo PoP que eu joguei foi o do nintendinho… Ando perdendo muita coisa?

    o/

  6. 6 Claudio Prandoni 29/04/2008 às 2:21 pm

    @Kajiya
    Eu recomendo o Sands of Time. Absolutamente fantástico e uma homenagem à altura do PoP original.

    @idiosyncratic idiot
    Eu acredito que eles vão implementar algum tipo de elemento temporal, sim. Sei lá, a mim pareceria um retrocesso retirar a possibilidade de tentar, inventar e ousar sendo que os capítulos anteriores possuem tal característica.

    Conversando hoje com um amigo que terminou o Warrior Within – só terminei o Two Thrones e estou na reta final do Sands of Time – ele me contou que no Warrior Within o Príncipe encontra uma máscara especial num guerreiro morto que a utilizou.

    Se aliarmos isso aos boatos de que o novo PoP será uma trilogia que precede Sands of Time não acho que seria um absurdo cogitar que acompanharemos as aventuras desse maluco da máscara, ou que ao menos o encontraremos no desenrolar dos rolos.

    Ah, e realmente fui chato e rabugento com o Príncipe Shaaman Dickinson do WW. No TT até resgataram a ambientação mais mágica do SoT, mas acho que faltou um bocado para alcançar o charme do Sands.

    @Geraldo
    “Mais um jogo que deve entrar na lista “quero-jogar-to-sem-tempo.” x 2

    Acho que o jeito vai ser relaxar descendo os Alpes Suíços virtuais do 1080º – diz que vai sair, sim, sim, sim…

  7. 7 geraldofigueras 29/04/2008 às 4:22 pm

    Também acho que o Sands of Time está bem na frente dos demais na trilogia, porém não joguei o WW e TT até o fim.

    “STOP TALKING TO YOURSELF!”

  8. 8 idiosyncratic idiot 29/04/2008 às 7:39 pm

    @Prandoni:

    Trazer o Sandwraith para o plano principal? Improvável. Todo o lance da máscara em WW não passa de um plot device; uma coisa secundária (embora estiloso e cool) Viagem no tempo, como Michael J. Fox, Kain e tantos outros nos demonstraram, deixa um monte de coisas sem sentido, e eles têm que dar um jeito de amarrar as pontas… kinda.

    Sabe que impressão estas imagens passam? A de que o príncipe é um fora-da-lei. Sei lá, o rosto coberto, os cenários que lembram vagamente uma prisão… pelo menos é o que me parece.

  9. 9 geraldofigueras 29/04/2008 às 10:38 pm

    E me lembra também do Strider Hyriu!

  10. 10 Samuel Batista 30/04/2008 às 1:53 am

    Eu só joguei um pouco do Sands of Time e foi o suficiente para me fazer adorar o jogo!

    Esse novo ae tá prometendo de fato ser espetacular!

    @geraldofigueras
    Eu tava aqui torcendo o meu cérebro para tenta lembrar com quem o principe estava parecendo (ou pelo menos me fazendo lembrar!)

    De fato lembrou o Hyriu!

    A ambientação me lembrou um pouco de Twilight Princess também!

    Quanto ao Rayman, não joguei nenhum do Wii mas só os vídeos já me fazem bolar de rir… imagino a zona que deve ser jogar isso daí!

    PS: Pow Cláudio, até você com esse lance de assaz!

  11. 11 idiosyncratic idiot 30/04/2008 às 8:15 pm

    Novidades. Peguei no fórum oficial da Ubisoft, que por sua vez conseguiu do Neogaf:

    – mundo corrompido precisa ser restaurado;
    – para purificar o mundo corrompido,o jogador precisa liberar fontes que disparam raios de luz em direção ao céu;
    – a transformaçao do mundo – plantas a florescendo de novo, céu voltando à sua cor normal – ocorre em tempo real, e não numa cutscene;
    – sem poderes temporais;
    -enredo baseado no zoroastrismo (antiga religião persa): Ormuz e Arimã, deuses irmãos, bem x mal, batalha celestial. Ormuz sela Arimã numa caixa e a esconde num distante oásis no meio do deserto. Após séculos, um ladrão – que vem a ser nosso Príncipe – liberta Arimã, e agora tem que consertar seu erro. Qualquer semelhança com Tomb Raider 4 é mera coincidêcia =D
    – Ambientes mais abertos e orgânicos. Tem um feel bem ao estilo Zelda, com temas tradicionais/clássicos.
    – o príncipe pode deslizar pelas paredes usando sua luva. O jogo é tão vertical quanto horizontal;

    (etc.)


  1. 1 [DAAAAAAAAAHHHHHHH!!!] A volta dos coelhos malucos! - Continue » Trackback em 29/04/2008 às 11:01 am
  2. 2 Prince of Persia Zero é ICO em alta velocidade « Hadouken Trackback em 12/05/2009 às 9:59 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: