Falhas de formação

Por Gustavo Hitzschky

Confesse, tem sempre algum filme, uma música ou jogo que está na boca de todo mundo e você jamais assistiu/ouviu/jogou. Sei que é difícil admitir tal fato em certas ocasiões e para certas pessoas, pois sabemos que a reação pode ser violenta, ou pelo menos desconcertante. “Ah, não acredito que você nunca viu Laranja Mecânica!” “O quê? Maniac Mansion há de ser um dos maiores clássicos dos videogames, como assim…”

Eu, por exemplo, tenho um amigo (não, “amigo” é exagero, é no máximo, estourando, um conhecido que tive o desprazer de ter em meu convívio durante uns dois anos) que sempre se revoltava quando dizia que nunca tinha experimentado tal jogo lançado para alguma plataforma obscura ou computador obsoleto. Ele, um aristocratazinho escroto, desde criança e sempre financiado por papai, possuía acesso irrestrito à tecnologia de ponta através das épocas, e por isso conhece todos os títulos do mundo – é o que alega, ou quase isso.

Pelejas particulares de lado, passemos à questão que o post coloca. É inegável que temos nossas falhas de formação quando o assunto é videogame. Por motivos diversos – desinteresse, estávamos ocupados com outra série, não joguei porque não gosto e vice-versa – franquias consagradas passaram despercebidas por nossos irrequietos e apressados olhos. No entanto, em tempos de emulação, nunca é tarde para consertar as mancadas. Portanto, dou um summon evoco a comunidade Hadouken para responder o seguinte questionamento: Quais são as suas falhas gamísticas de formação?

Começarei comigo mesmo, se me dão licença. Acredito que umas das vaciladas mais graves é Castlevania. Digo isto porque o único que terminei foi o Super IV do SNES, e agora estou jogando o retrato no DS, apesar de querer mesmo a sinfonia que desembarcou na Sony. Outras duas séries nas quais sou uma fraude total são Megaman e Metroid, para a exasperação de meu amigo Pranda. Acredito ainda que mestre Sira, que não vejo desde que fui ao batizado de sua filha caçula há dois anos, vai ficar feliz em saber que estou arrumando outra falha de formação, já que baixei o primeiro Monkey Island há pouco.

E vocês, ilustres, quais franquias jogaram pouco, muito pouco, tripa seca quase nada ou absolutamente nada? E por quê? Não precisa ter vergonha, ‘cause you’re not alone. E quem tripudiar de alguém aqui vai se ver com o Alexei, só pra avisar.

32 Responses to “Falhas de formação”


  1. 1 Claudio Prandoni 22/04/2008 às 1:10 am

    Salve, maestro.

    Belo post e uma questão pertinente que assombra todo mundo do jornalismo de games – menos o Alexei, provavelmente, e seu amigo aristocrata!

    De minha parte, a principal fraude em relação a séries é GTA. Joguei um bocado do GTA 2 no PSone à época que saiu e ponto. Finito. Nada mais.

    Nos GTAs 3D sou uma absoluta e completa negação, algo que pretendo resolver em breve, visto que adquiri recentemente a trilogia do PS2.

    Os velhos adventures da LucasArts idem: Maniac Mansion, Day of Tentacle, Monkey Island (1, 2 e 4 apenas já que tenho o 3 original em CD aqui em casa e terminei, rá!), os dois Indiana Jones, Sam & Max e outros menores. Só Full Throttle e The Dig não passaram incólumes, sendo que joguei na época de lançamento.

    Em relação a capítulos solitários, minhas fraudes master eram Metal Gear Solid 3: Snake Eater (o que já estou remediando, na minha última jogada venci o The Fear) e Final Fantasy X, o qual tão cedo não prevejo remediação de minha parte.

    Com certeza absoluta nosso leitores e comentaristas hão de lembrar de outras séries nas quais tenho grandes falhas de formação também. Afinal, sou tão fraudulento que fraudo até na hora de lembrar minhas fraudes…

  2. 2 Thomas 22/04/2008 às 1:43 am

    Falhas? Várias…
    Todos esses adventures estilo monkey island e etc. Só tentei uma vez Sam & Max. Mas eu era muito impaciente na época e larguei aquilo de mão.
    GTA é outra grande falha minha, no mesmo estilo do Pradoni destacou. E ainda seguindo a linha do padroni, eu NUNCA JOGUEI METAL GEAR SOLID. Niente, nada, zero zero mesmo.
    Agora indo para outras vertentes, nunca joguei Resident Evil mesmo (já tive ele aqui em casa por um dia e dps nunca mais joguei), Winning eleven (só estou corrigindo isso agora com a versão de wii), Gran Turismo (e não sinto falta nenhuma XD), FFVII (disso eu sinto falta XD), Devil may cry (A série TODA), Halo (idem), God of War (Idem) e eu sinto que eu devia jogar WarioWare pelo menos uma vez (Não importa muito a plataforma, mas prefiro Wii ^^).

    Nossa cheguei a deprimir…tem muita coisa q eu preciso jogar ¬¬”

    []’s

  3. 3 Claudio Prandoni 22/04/2008 às 2:04 am

    Ae, Thomas!

    Devagar e sempre, meu velho!

    Não quero correr o risco de lhe deprimir ainda mais, mas já aceitando o perigo (ou PRE-RI-GO, como diria o Sr. Madruga): o WE de Wii é absolutamente totalmente inteiramente diferente de qualquer outro WE, mais ainda, de qualquer jogo de futebol jamais feito.

    Entonces, se tiver a oportunidade jogue também um WE/Pro Evolution Soccer de outras plataformas pra sentir o gostinho mais tradicional da série.

  4. 4 idiosyncratic idiot 22/04/2008 às 6:01 am

    Já posso dizer que assisti Blade Runner…

    …ONTEM =D

    Mas sério, se for colocar todos o jogos obrigatórios para nossa formação acadêmica moral videogamística que nunca sequer vi na minha frente, fico escrevendo aqui o dia todo.

    E o pior é que, mesmo nestes dias de emulação ao alcance de nossos dedos, tenho feito pouco para corrigir isto. O maior problema é que aqueles joguinhos clássicos são de uma dificuldade FDPmente absurda, e fica meio encontrar paciência pra encará-los hoje em dia.

    Qualquer dia crio vergonha na cara e jogo a série FF. Toda ela. Mas com cheat – quero apreciar a narrativa, estou c*gando para as batalhas e o sistema de jogo. Aqueles clássicos Megamans, Castlevanias e afins estão fora de cogitação – não zerei e prefiro fazer de conta que não tô nem aí…

  5. 5 Itiro 22/04/2008 às 6:45 am

    -diosyncratic idiot:
    Blade Runner?
    Por acaso pegou a dica em algum podcast nerd?
    Hehehe…

    Começando, só conheço Final Fantasy, do cinema.
    Outra coisa que nunca experimentei são os mmorpg.
    Metroid, só jogo a versão Pinball, para DS.
    E Zelda, só vim a conhecer no Wii.
    Winning Eleven também não joguei, só FIFA.
    Manic Mansion…? Boiei.

    Não sei se foi bom ter conhecido Metal Gear.
    Pois agora, sou obrigado a adquirir um PS3, só pra zerar o MGS4…

    Ah, nunca assisti Laranja Mecânica, e nem faço idéia da sinopse.

  6. 6 Gustavo Oliveira 22/04/2008 às 8:23 am

    Post muito bem sacado, Gustavo.

    Eu também conheço (conheci?) um aristocratazinho de merda cheio de querer ser. (Pior é que o cara até é conhecido no meio “jornalístico”, mas passemos essa bola para a frente, afinal pelejas pessoais a parte, como bem disse vossa senhoria…)

    Cara, posso confessar?

    – Nunca joguei Final Fantasy… :( e isso me deixa com vergonha, muita vergonha.

    – Joguei muito pouco Megaman.

    – Joguei muito pouco Gran Turismo.

    – Nunca joguei o MGS 1 e 2.

    É foda. Fiz um post mais ou menos parecido lá no meu blog, só que com jogos que nunca consegui terminar ou façanhas que nunca consegui executar (como o fatality de três cabeças do Johnny Cage).

    Vejo que não estou sozinho nesse mundo velho sem porteira.

    (ps.: Só pra constar, nunca vi nenhum filme do indiana jones por exemplo. Tem um monte de filmes de sessão da tarde que nunca assisti. Top Gang é um deles, por exemplo. Meus amigos vivem falando: “Vê se pode uma coisa dessas?”)

  7. 7 idiosyncratic idiot 22/04/2008 às 8:46 am

    Itiro:

    Na verdade eu tinha ouvido falar Blade Runner há uns 10 anos, na época procurei o filme em tudo que é locadora mas não achei. Aí fui deixando pra lá, sabe como é. Mas quando vi o título do Nerdcast nem pensei duas vezes, disse “desta vez não passa” e fui atrás do torrent do filme.

    This is teh internets =P

  8. 8 Thiago Padula 22/04/2008 às 9:44 am

    Bom, considerando que eu pulei uma geração inteira (fui do PS1 pro Wii), minha formação está tão defasada que eu faço de conta que sou jogador casual.

  9. 9 geraldofigueras 22/04/2008 às 10:44 am

    Ih, vamos ver…

    Séries inteiras? Nunca joguei Metal Gear, nem Castlevania. Claro, agora está ao alcance das minhas mãos com os portáteis, mas ainda não comecei com eles.

    Metroid eu nunca havia jogado, mas baixei no Virtual Console e depois disso peguei emuladores do original, do Fusion, e meti ainda a trilogia Prime e o Prime Hunters. Em dois meses de puro Metroid.

    GTA experimentei todos e joguei todos no lixo. Sou completamente avesso a série, mas compreendo quem gosta (sem polêmicas, please).

    Sobre Final Fantasy… joguei toda a série, menos um… Final Fantasy VII. Vá entender, né? Bom, quero emular ele no PSP, mas não to conseguindo.

    Nunca joguei os Mega Man originais do Nes, apenas um apanhado com o Wily Wars do MD e a versão do GG. Mas passei por toda a série X e a versão 8 do PS1.

    Da série Lucasarts só perdi o Indiana Jones and the Last Crusade.

    E coincidentemente, baixei essa semana o Blade Runner!

  10. 10 Fábio Emilio Costa 22/04/2008 às 11:02 am

    Olha…

    Eu vou falar a verdade: eu vivi sem Zelda e Metroid completamente, o mesmo para Metal Gear. Megaman joguei muito pouco também.

  11. 11 Samir 22/04/2008 às 12:08 pm

    Hmmm vamos ver
    Nunca joguei Metroid, Castlevania, Pitfall (XD), Megaman, Não sou fã do Mario (=O).
    Comecei mas não terminei FFVIII, FFIX, FFXI.
    Praticamente não comecei Chrono Trigger tb…
    Resident Evil eu nunca tinha jogado o 1, mas acabei comprando o Remake pra gamecube e fechei pra me redimir :)
    Já Metal Gear, do Solid em diante, joguei e fechei todos (joguei o Solid, Solid 2, Solid 3, e tb o remake Twin Snakes). Rumo ao MGS4!

  12. 12 Thomas 22/04/2008 às 1:29 pm

    @Pradoni

    Obrigado ¬¬” você começou a terminar com o meu dia hahaha. E vai acabar acontecendo a mesma coisa com RE, vou comprar o 4 em breve.

    @All

    Mas tem uma séries/jogos que eu considero falha de formação NÃO jogar como Front mission (Snes de preferência), Ogre Battle (De preferência o de Snes tb), Advance Wars, FF tatics, Fire Emblem, Kagero (Só pelo valor underground)…Repararam como eu gosto de jogos de estratégia??? XD

    []’s

  13. 13 Gustavo Hitzschky 22/04/2008 às 2:01 pm

    Por parte, então, como já é de praxe

    @Pranda

    Você termina jogos com uma facilidade e velocidade tremendas, mestre, portanto, dentro de meses já terá jogado todos os games do mundo

    @Thomas

    Cara, Gran Turismo eu joguei um pouco do primeiro e tô com você, para mim não faz falta porque não gosto de corrida. E Devil May Cry só joguei o primeiro, e nem curti tanto assim, daí abandonei

    @idiosyncratic idiot

    Não vi Blade Runner, dammit :P

    @Itiro

    Estamos na mesma, velho. Guns of the Patriots é o motivo que justificará a compra do PS3, nem que seja pra jogar unicamente ele.

    @Xará Oliveira

    É possível que estejamos falando da mesma pessoa, cara…enfim. Pois é, é legal saber que não estamos sozinhos nessa, pelo menos compartilhamos a depressão e não nos matamos.

    @geraldo

    Caceta, alguém que não idolatra GTA que nem eu!!! Então, até acho a série bacana e quero jogar o IV, mas a ansiedade com relação à MGS4 é incomparável.

  14. 14 Alexei Barros 22/04/2008 às 3:46 pm

    @ MESTRE

    “…não, “amigo” é exagero, é no máximo, estourando, um conhecido que tive o desprazer de ter em meu convívio durante uns dois anos)”

    OBJECTION! Mestre, na verdade foram quatro anos de faculdade. Eu sei que deveria ter abandonado o curso no primeiro semetre por falta de sanidade mental, mas consegui persistir até o final.

    O post me lembrou o “Acervo mental” do Fabão, e a série “Falta jogar e muito”, a qual eu resisti bravamente em fazer por pura vergonha.

    Porém, certa vez em que conversei com Prandoni e o Shaaman, vulgo Farah da redação, soube de algumas das falhas de muitos jornalistas de games e me senti mais normal e menos fraude. Jogar já joguei quase todos os essenciais, o problema mesmo é terminar. Então o que falta dos principais:

    Grand Theft Auto: encerrar GTA LCS e o GTA VCS (os 2D nem me interesso, o resto finalizado de cabo a rabo);
    Metal Gear Solid: falta o Portable Ops e o vindouro 4;
    Resident Evil: falta começar o Zero e o Remake;
    God of War: preciso iniciar o II e o Chains of Olympus;
    Final Fantasy: encerrar III DS, IX e XII (eu finalizei todos os outros, acredite se quiser, menos o XI que não conta);
    Kingdom Hearts: concluir o II;
    Grandia: queria muito iniciar o II e o III;
    Valkyrie Profile: gostaria de começar o 2: Silmeria;
    Castlevania: terminar todos, menos o Symphony of the Night;
    Sonic: vixe…Melhor nem falar. Terminar mesmo só o primeiro…Então faltam ainda 2, 3, Knuckes, CD, Adventure 1 e 2;
    Ace Attorney: concluir o Justice for All e começar o 3 e o 4;
    Mario: chegar ao fim do 2 e do Sunshine;
    Metroid: começar a trilogia Prime (os 2D, exceção feita ao II: Return of Samus, foram concluídos);
    Zelda: terminar todos (toda vez que tento jogar, chego próximo do final e acontece um furacão de atividades que me impede de concluir).
    Donkey Kong: que raiva… Estou muito perto de terminar o DKC2 e o DKC3, mas os conheço muito bem:P;

    Outras nódoas: Super Mario RPG, Half-Life 2, Halo 2, Radiata Stories, Shenmue, Ikaruga, Okami, No More Heroes, Front Mission 1st, Panzer Dragoon, Mafia, Yoshi’s Island DS… Err…Nem vou citar a série Dragon Quest porque acredito que não há ser humano ocidental que tenha terminado todos os episódios. Do que eu me lembro é isso.

    Essa é uma questão altamente subjetiva e depende muito dos gêneros que gostamos. Do mesmo modo que o Geraldo e o Hitzman não apreciam GTA, nunca me interessei (posso estar cometendo uma gravíssima blasfêmia) pelos mencionados adventures clássicos da LucasArts. Do mesmo modo, não me sinto fraude por não ter terminado o Guitar Hero I, II e III no Expert…

  15. 15 Gustavo Oliveira 22/04/2008 às 4:05 pm

    Eita, é só alguem iniciar uma discussão e todo mundo confessa…

    Vendo que muitos de vocês não terminaram um monte de games, sinto-me muito mais confortável agora…

  16. 16 Alexei Barros 22/04/2008 às 4:15 pm

    Hehe, ninguém é perfeito, Gustavo. :D

    Acabo de me lembrar de outro que preciso terminar: Prince of Persia: The Two Thrones.

  17. 17 Claudio Prandoni 22/04/2008 às 4:20 pm

    Não seja tão duro com vossa pessoa, maestro Barros.

    Boa parte das franquias citadas aí você tem mais tempo de jogo que muitos aqui somados. GTA e Metal Gear Solid por exemplo, você suplanta (transcende?) o traste que sou em alguns dias de jogatina extra.

    Dentre esses muitos que você citou, pego um punhado emprestado e acrescento outros.

    Da geração Saturno não aproveitei nada – exceto o NiGHTS recentemente, por intermédio de emuladores e o remake para PS2 que tem a versão original também. Mas não tive jamais oportunidade de experimentar os seguintes:

    – Guardian Heroes
    – Burning Rangers
    – Panzer Dragoon 1, Zwei e Saga (ainda que existam apenas umas 50 cópias pelo mundo do RPG :P)
    – Castlevania: Symphony of the Night (tem salas extras e dá pra jogar com a Maria)
    – Shining Force 3 (e seus vários Scenarios)
    – Radiant Silvergun

    Aproveitando o ensejo, emendo um de Dreamcast:

    – Shenmue

  18. 18 geraldofigueras 22/04/2008 às 4:37 pm

    Nossa, a lista não para de crescer.

    Uma coisa que notei, é sobre o perfil de certos jogadores. Pela lista do Alexei, me parece que ele é um jogador que prefere botar a mão em tudo e conhecer mais jogos. Eu sou o contrário, eu pego um jogo, me afogo nele até extrair todo o sumo, e depois vou pra outra. Estou errado sobre vossa pessoa, ó grande Barros?

    Pranda, lembrou bem do Saturn. Eu tive o prazer de jogar tudo, pois lá por 2002 aproveitei os baixos preços e comprei um Saturn e muitos jogos. Vale a pena, principalmente pelo PD Saga e Guardian Heroes. Agora Shenmue… tai, outro pra minha lista. Nem toquei nesse.

    Gustavo, eu também me impressiono sempre que acho alguém que torça o nariz para GTA. É algo bem raro! Mas sinceramente, eu evito de falar sobre a série, porque a quantidade de coisas ruins que tenho pra falar dela me fariam um alvo fácil da fanboyzada ehhehe.

  19. 19 Alexei Barros 22/04/2008 às 5:40 pm

    @ Prandoni

    Argh! Por que você foi lembrar do NiGHTS? Falta jogar o primeiro e a continuação ainda… Bom, quanto ao Shining Force 3 temos a desculpa de que os Scenarios 2 e 3 não saíram no ocidente.

    @ Geraldo

    HAUAHUHAUHUA

    Olha que não, Geraldo. Vendo essa relação dá a impressão que sou um jogador eclético. Pelo contrário, sempre me achei meio quadradão, pois acompanhei muito pouco jogos de estratégia, de ritmo e de luta. Além disso, sempre olho torto para esses jogos meio esquisitões… Se você for reparar, a maioria é RPG e os outros são de franquias consagradas da Nintendo e de séries populares dos videogames Sony.

    “Mas sinceramente, eu evito de falar sobre a série, porque a quantidade de coisas ruins que tenho pra falar dela me fariam um alvo fácil da fanboyzada ehhehe.”

    Vixe, e olha que eu sou fã mesmo, hein.:D

  20. 20 geraldofigueras 22/04/2008 às 8:00 pm

    Alexei, em respeito a tua ilustre pessoa, faço meu voto de silêncio eheheh.

  21. 21 Alexei Barros 22/04/2008 às 8:33 pm

    Haha! E vou além: GTA: San Andreas está no meu Top 5 de todos os tempos.

    Mas confesso que tenho ficado surpreso ultimamente com a quantidade de gente falando que não gosta do GTA. Você não é o único não.

  22. 22 Thomas 22/04/2008 às 9:06 pm

    @Gustavo:

    Mas é porque prefiro arcade à simulação. Quer jogar mario kart, Need for Speed, Rock And Roll Racing??? tô dentro \o/

    @Geraldo:

    Ih, faço isso sempre. Preparem as pedras…
    Não zerei Twilight Princess ainda (e eu comprei em setembro passado, Travei na casa do yeti e apaguei o save. Dá uma preguiça recomeçar) nem Metroid Prime 3 (comprei em dezembro, Preguiça de voltar também…). Todos os meus esforços atuais no que diz respeito a games estão voltados para o Brawl (Só paro quando fazer 100% de unlockeables) e Pro Evolution Soccer Wii (Quando eu bater a champions road eu me dou por satisfeito). Se bem que depois disso eu já devo ter pego o galaxy, ou GH III. O que me lembra que até hoje enrolo para acabar o mario Sunshine XD

    @Alexei:

    Não é o único mesmo ;-)
    Mas admito que é mais falta de oportunidade do que outra coisa…Se um dia eu pegar pra valer e jogar eu devo gostar.

    -x-

    E devo admitir ainda que, na leva PS1/2, Saturn e Dreamcast eu peguei muito pouco ou quase nada. Meus controles de Play nunca sobreviviam e eu era um mão de vaca na época.

    Mas Kingdom Hearts I e II são outros jogos que eu me sinto muito mal de não ter jogado, ainda. Pelo menos mato um pouco a vontade jogando chain of memories no GBA.

    Ace Attorney: Um dia vou comprar um DS só para jogar isso XD

  23. 23 geraldofigueras 22/04/2008 às 10:12 pm

    Alexei, falando um pouco mais sério: não só respeito a opinião de GTA como um SENHOR jogo, como compreendo. Acredito que não chegaria a colocá-lo em um top 5 (talvez em um top 5 de jogos mais influentes da história), mas aceito que seja um dos melhores games já produzidos.

    O que então me leva a odiar o jogo, particularmente?

    A resposta é a seguinte: as falhas do jogo têm a peculiaridade de prejudicar o meu entretenimento em uma escala maior do que a média dos jogadores. Além disso, muitos de seus acertos são vistos por mim como falhas. Um exemplo? O colossal leque de opções dentro do jogo. Essa alternativa de “criar um jogo dentro do jogo” me atrapalha, me confunde, e na possibilidade de fazer tantas coisas quanto quiser, acabo não fazendo nada.

    Isso quer dizer que o jogo é ruim? Não. Isso quer dizer que sou um péssimo jogador? Talvez. O que é certo é isto é um ponto fraco meu, o fato de não me adaptar bem em ambientes sem uma linearidade maior.

    Puxa, eu juro que tentei, joguei em torno de 30 horas a série no total, mas não consegui gostar. Faz parte né?

  24. 24 Uehara 23/04/2008 às 4:16 am

    Putz, se eu listar aqui todas as séries consagradas pelas quais eu passei completamente em branco, acho que sou espancado…

    Eu também sou do tipo que não joga muitos jogos. Sou do tipo que prefere jogos de luta, não gosto muito de pegar um jogo em que eu precise explorar ou passar 20-30 horas jogando pra fechar. Só por aí, dá pra deduzir que tem MUITO jogo que eu passei em branco, como a maioria dos RPGs, adventures, FPS em single player, etc…

    Aliás, confesso que só fechei Mario Galaxy por pura vergonha mesmo, nem gostei tanto assim do jogo.

  25. 25 Gustavo Hitzschky 23/04/2008 às 10:59 am

    @Maestro

    “OBJECTION! Mestre, na verdade foram quatro anos de faculdade. Eu sei que deveria ter abandonado o curso no primeiro semetre por falta de sanidade mental, mas consegui persistir até o final.”

    Hauhauhauhauahuahuahauh, até parece que eu iria me referiria a Vossa Magnificência em termos tão chulos.

    @Thomas

    Mario Kart e Róquenrol Racing é nois também!!

    @All

    Caramba, deveria ter feito esse post antes pra não me sentir tão mal por não ter jogado uma porrada de coisas. Vamos organizar um encontro com o pessoal do blog e cada um leva um jogo que o outro não jogou. A reunião aconteceria na cobertura que o mestre Sira tem ali pertíssimo da Paulista e corrigiríamos algumas falhas de formação.

  26. 27 Gustavo Oliveira 23/04/2008 às 12:11 pm

    Quer dizer, eu não sou do blog, mas ainda assim é legal conversar “Pô cara, nunca zerei Golden Axe!”

    hahahah

  27. 28 Adney Luís 23/04/2008 às 4:43 pm

    Putz, se for relatar todos os que eu não joguei..

    Vamos tentar fazer isso da forma mais resumida possível: Como, em matéria de games, sempre fui mais “Nintendista” (tive um NES, um SNES, um Game Boy, e , agora, um Nintendo DS), muitos dos jogos do Mega Drive e NENHUM do Master System eu joguei. Sem falar que conheci apenas alguns da geração 32-bits e quase nenhum da geração seguinte.

    Tudo bem que ocm emuladores podemos corrigir algusn erros, mas o que m falta é tempo. Ainda mais que, quando eu pego um jogo, eu gosto de descobrir TUDO que contém nele, não paro enquanto não descobrir todos os segredos dele….

  28. 29 Israel 23/04/2008 às 5:13 pm

    Nossa,isso aqui ta com a maior cara de grupo de ajuda anônimo,cada um revelando sua falha de formação …

    Agora nem me sinto tão culpado por não terminar GTA:SA ou Final Fantasy IV
    Mas me arrependo profundamente de não ter finalizado Zelda Ocarina =/ ( não por falta de tentativa ) Não sei oq pensar sobre todos esses adventures perdidos
    E … nossa … vendo agora,falta mesmo muita coisa …

  29. 30 Alexei Barros 23/04/2008 às 6:08 pm

    @ Geraldo

    “Além disso, muitos de seus acertos são vistos por mim como falhas. Um exemplo? O colossal leque de opções dentro do jogo. Essa alternativa de “criar um jogo dentro do jogo” me atrapalha, me confunde, e na possibilidade de fazer tantas coisas quanto quiser, acabo não fazendo nada.”

    Muito interessante o que você falou, Geraldo. Apesar de não concordar, é realmente plausível. Fico irritado quando as pessoas falam que a série GTA é uma droga, tendo jogado não mais que duas horas, sem apontar motivos para tanto ou, no máximo, explicando com argumentos rasos e descabidos.

    E você acertou em cheio. É justamente essa liberdade, em um ambiente urbano e próximo de nossa realidade, que considero a maior virtude do jogo. Poder pilotar na auto-estrada. Poder subir uma montanha. Poder voar com um avião. Poder descer de pára-quedas. Poder nadar. Poder andar de bicicleta e tudo mais.

    “Isso quer dizer que o jogo é ruim? Não. Isso quer dizer que sou um péssimo jogador? Talvez. O que é certo é isto é um ponto fraco meu, o fato de não me adaptar bem em ambientes sem uma linearidade maior.”

    De maneira alguma. Tenho a convicção de que você não é obrigado a gostar de determinado jogo (ou qualquer outra manifestação artística) só porque todo mundo adora. Vejo por mim, por exemplo, que acho o primeiro Driver, o qual terminei, algo lamentável…

  30. 31 idiosyncratic idiot 23/04/2008 às 7:25 pm

    “Grupo de ajuda anônimo” foi foda, lol.

    Todo mundo só fala dos GTAs modernos, mas GTA, pra mim, é o primeiro que conta. Pode soar como esnobismo-saudosista-jaded-whatever, mas juro que não é.

    Não sei se vocês jogaram ele na época em que ele foi lançado (e isso é importante, porque certos jogos não envelhecem muito bem). Mas pelo menos pra mim, o GTA original teve um impacto muito maior. Com aqueles gráficos 2D cartunescos e aquela visão de cima que essa molecada ri hoje em dia, ele realmente passava a sensação de imersão que San Andreas não conseguiu me causar.

    Antes eu era da opinião que gráficos são uma parte secundária de um jogo, mas ultimamente tenho nutrido uma teoria de que eles realmente podem atrapalhar na experiência do jogo. É mais ou menos como Tomb Raider – o Anniversary Edition é puro apelo visual; o original te põe dentro jogo.

    Ou então é minha percepção das coisas que é distorcida.

    Ou então tô falando besteira mesmo =P


  1. 1 De como passei a me aventurar pelos jogos indie « Hadouken Trackback em 14/01/2012 às 12:52 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




RSS

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej

%d blogueiros gostam disto: