Archive for the 'Prince of Persia' Category

Com refino e respeito, Príncipe da Pérsia é filme de game muito bom

Por Claudio Prandoni

E o tal filme do Prince of Persia?

Gostei. Gostei bastante.

Não bastantão, apenas bem o bastante. Mas não é ruim, pelo contrário. Certamente muito hardcore por aí vai bradar que é o melhor filme de game de todos os tempos – para mim confere, juntinho com o primeiro filme do Mortal Kombat, um clássico!

Para tirar do caminho: é uma típica produção do Jerri Bruckheimer. De fato, parece mais uma skin do primeiro Piratas do Caribe, um mod, por assim dizer – mas sem a surpresa fenomenal do final, quando se revela que Jack Sparrow é um pirata amaldiçoado também. Traduzo: sobram arrojo, humor e efeitos especiais em Príncipe da Pérsia, mas faltou um momento retumbante, aquele que marca e todo mundo vai falar – a bola rolante de Caçadores da Arca Perdida, a sequência pendurada com um fiozinho em Missão Impossível o bucaneiro zumbi de Piratas do Caribe.

Ainda assim, tem elementos muitíssimo legais. Tem as piruetas malabarísticas do Príncipe (o que muito me lembrou também o desenho animado Aladdin, da Disney). Tem cenários fantásticos, imensos, repletos de vida e detalhes. Tem uma história razoavelmente bem baseada no jogo Sands of Time. Muda, mas preserva: tem o herói, tem a princesa, tem o Vizir malvado, tem a adaga e areias que voltam no tempo – mas o resto todo meio que é diferente. Contudo, o mais legal: sobra respeito.

Os jogadores mais aficionados vão forçar a vista e encontrar referências sutis ao game.

Forçando mais a barra, dá até pra dizer que o filme faz um Dream Match dos ginastas da Ubisoft: em certo ponto o Príncipe – aliás, chamado Dastan aqui – tem de enfrentar uma turma de assassinos do barulho.

Pouco lembram a galerinha do Altaïr, Ezio e tal, mas vale pela brincadeira.

A trilha sonora embala bem a trama e há momentos cômicos variados, com avestruzes e tio Alfred Molina, o Dr. Octopus de Homem-Aranha 2 e o latino sacana do comecinho do primeiro Indiana Jones.

Típico filme de ação-pipoca, Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo respeita a tradição da série de jogos, utilizando de forma inteligente elementos do game para criar uma história bacana e divertida.

Não dá para entender o que está escrito, mas a imagem é tão bonita...

Artwork do dia: Príncipe da Pérsia do Japão e do cinema

Por Claudio Prandoni

E olha só: muito, muito em breve sai o filme Príncipe da Pérsia – As Areias do Tempo.

Pessoalmente estou bem empolgado, tanto por ser baseado em uma das minhas séries preferidas como também pelo fato de ser Jerry Bruckheimer o produtor – garantia de, ao menos, cenários e efeitos especiais muito bem feitos.

Por ocasião da quase chegada do filme, vai essa arte lindona aí acima, ilustração que estampa a caixinha japonesa de Prince of Persia para o Super Nintendo.

Nesta terça terei a oportunidade de ver antecipadamente a película, daí tento partilhar minhas impressões o quanto antes. Aliás, ainda sobre o filme: nesta última semana rolou uma premiere mundial na Inglaterra que contou, claro, com a presença de Jordan Mechner que além de criador da série é um cara que admiro demais e possui um site oficial que também faz o papel de blog. Por lá ele divulgou um divertido diário ilustrado de viagem. Confere lá, é bacana!

Em tempo: no comecinho do ano tive chance de entrevistar o Mechner por meio de uma super hi-fi tecnológica entrevista coletiva pela internet e até que ficou maneira.

Ele fala sobre o filme e também quando criou o jogo e preferências gamers e tal.

Prince of Persia The Forgotten Sands: não curto, mas o truque da água é legal

Por Claudio Prandoni

Não gostei tanto do Prince of Persia mais recente quanto imaginei que fosse – ou o hype da Ubisoft me fez pensar.

Boto muita, muita fé no iminente filme pirotécnico produzido por Jerry Bruckheimer, mas já não digo o mesmo do Forgotten Sands, game pseudo-picareta tie-in que a Ubisoft vai lançar praticamente junto com o longa-metragem.

Colocar no mercado junto com o filme me desagrada. Resgatar a trilogia velha, já encerrada também não curto. Pior ainda, mexer no meio daquela linha do tempo (mais do que ela já foi revirada pelo próprio príncipe). E, pessoalmente, o pior de tudo: tentar imprimir àquele príncipe heavy metal sem sal do Warrior Within o carisma do príncipe ingênuo de Sands of Time.

Enfim, a Ubi divulgou um vídeo diário de desenvolvedores (esse aí acima) mostrando as primeiras imagens do jogo em si e não me empolgo com o estilo gráfico, a direção de arte (ainda que continue detalhista) e a mecânica de maneira geral. Os próprios produtores admitem: é uma volta às raízes, que transparece no excesso de cenas com sensação de déjà vu e tal.

Mas dou o braço a torcer: o sono imperava solene durante boa parte do vídeo até ver o novo poder de controlar a natureza em ação. Ver o príncipe congelando a água, usando como coluna ou parede para rebate e coisa e tal eu achei fantástico. Tipo de coisa que abre a mente para novas possibilidades no pula-pula-corre-pela-parede. Se bem usado, o esquema pode trazer novidade à franquia. Melhor ainda, se a ideia for bem aplicada a outros conceitos pode apagar essa má impressão de tie-in gatuno.

Vejamos o que rola. Vou acabar jogando, provavelmente gostando e tal, mas espero que a Ubi não deixe o roteiro do Prince of Persia 2008 pela metade como o DLC implica.

Prince of Persia Zero é ICO em alta velocidade

Por Claudio Prandoni

Sinal dos tempos. Quando o novo Prince of Persia foi revelado meio que extra-oficialmente, demos aqui também fotos de uma versão bem preliminar do jogo. Isso, uma que era em preto e branco e tinha até um certo ar de ICO.

Nesse meio tempo o jogo saiu, fez furor, baixou a poeira, levantou de novo com um epílogo meio sem sal e já se foi o disco voador novamente – e tudo isso com a gente aqui.

Pois é. Isso tudo foi o que me fez pensar esse vídeo acima, que mostra exatamente aquela versão preliminar em movimento – frenético, diga-se de passagem. Pelo que apurei, trata-se um vídeo usado internamente pela Ubisoft para exibir o conceito de jogo.

Em tempo: abaixo um outro vídeo com uma entrevista com Jerry Bruckheimer, notório produtor da série Piratas do Caribe, que está tocando também o filme de Prince of Persia. E não é que parece bacana?

Can I haz PoP LBP DLC, plz?

p1000850

Por Claudio Prandoni

Fato: o príncipe do novo Prince of Persia é carismático. Na minha opinião, nem tanto quanto o rapaz de PoP: Sands of Time, mas ainda assim bacana. A roupa dele ao menos é um das mais estilosas vistas em heróis de games de ação nos últimos tempos.

Ao passo que a versão fofa e amiguinha dele para DS foi uma verdadeira falha épica, uma moça chamada Maggie Wang teve a maravilhosa epifania de combinar o príncipe com o charme cativante do Sackboy – por mais que ainda me seja meio difícil de admitir isso.

Enfim, o Sackprince of Persia boy é tão bem feito que parece conteúdo oficial do LittleBigPlanet.

Quem sabe, né?

Presente de Ano Novo 2009: Ubisoft

pop_wallpaper_16_800

Por Claudio Prandoni

Acaba de chegar: antes tarde do que nunca a Ubisoft disponibilizou um presente para membros da comunidade online dela (aquela na qual você precisa se cadastrar para ganhar a roupa do Altair no Prince of Persia).

Trata-se de um pacote com dois lindos wallpapers de Prince of Persia e um protetor de tela com artworks do game – uma espécie de artbook digital automático.

O presente é exclusivo e tal, mas as imagens são bonitas demais para ficarem assim reclusas. Sem contar que quem se cadastrar só agora na comunidade talvez não receba a regalia e tal.

Assim, logo a seguir você contempla os papéis de parede que vieram nos formatos 1024×768, 1280×800 e 1280×1024. Clicando no link logo abaixo você pode fazer download do protetor de tela.

The Art of Prince of Persia Screensaver

Prince of Persia – Penny Arcade Storybook HQ

Por Claudio Prandoni

Tenho esta dica aqui do amigão Pablo Raphael guardada há semanas e finalmente agora posso compartilhá-la em plenitude. Como parte da campanha de marketing hypeador do novo Prince of Persia, a Ubisoft fez parceria com a meninada esperta do Penny Arcade para produzir uma história em quadrinhos digital exclusiva sobre a mitologia do game. A arte é lindíssima e apesar de remeter ao estilo caricato das tradicionais tirinhas do site, também prima por um trabalho diferenciado de cor, que lembra até lápis de cor.

Mais especificamente, o foco é a origem do Hunter, um dos quatro asseclas principais do malvado Arihman, vilão do jogo. Durante semanas a fábula foi exibida a conta-gotas neste site aqui e só recentemente – após o lançamento do game até – é que ela foi finalizada. No vídeo acima você confere o conto na íntegra e com narração e tal. No link logo abaixo você pode fazer download de uma exclusiva versão em PDF que nós aqui do Hadouken preparamos (basta clicar com o botão direito do mouse na imagem ou no link e selecionar a opção “Salvar destino como…”) ou então acompanhar página por página na galeria logo menos também.

purrint001
Prince of Persia – Penny Arcade HQ
 

Para os mais curiosos, logo após o pulo interplanetário você confere um vídeo de making of muito bacana que revela como na verdade foi o pessoal do Penny Arcade se ofereceu para participar do projeto e ainda mostra o processo de confecção de uma das ilustrações.

Imensamente agradecido ao PR pelo toque!

popstorybook

Continue lendo ‘Prince of Persia – Penny Arcade Storybook HQ’


RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.545 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: