Archive for the 'Making of' Category

God of War Tribute: making of do vídeo brasileiro destacado no GameTrailers

Por Claudio Prandoni

Brasileiros novamente aprontando confusões do barulho lá nas longínquas terras estrangeiras de fora do Brasil.

O carioca esperto Marcus dos Santos chacoalhou o balhão fez barulho nesta semana que se passou ao ser contemplado pela turma do GameTrailers com o título de melhor vídeo de usuário da semana!

O vídeo em stop motion – esse que você vê aí acima na íntegra integral – chama-se God of War Tribute e foi criado para competir num concurso que a Sony realizou para descobrir o fã supremo de God of War. Infelizmente, Marcão ficou sabendo da parada há pouco mais de um mês antes do fim das inscrições e teve pouco tempo de trabalhar no projeto. “Terminei a edição 2 dias antes do prazo”, contou ele pra gente.

Mesmo assim, ele não se importa muito, já que numa virada inesperada o vídeo virou hit lá no GT. “Ser reconhecido no GameTrailers é milhões de vezes melhor que ter ganho o concurso”, diz Marcão. “Sempre fui fã da galera do GameTrailers e nunca esperaria estar naquele ‘banner-da-fama’ deles”.

Curioso que só, fui perguntar pro Marcus comofas detalhes do processo de produção do filminho. Após o Hadouken, uma tentativa de making of o mais completa possível, incluindo dezenas de fotos, um vídeo exclusivo de teste de câmera e até indiretamente dicas para quem quiser fazer parecido.

Continuar lendo ‘God of War Tribute: making of do vídeo brasileiro destacado no GameTrailers’

The Last Guardian: diário do desenvolvedor e trailer da TGS 2009

Por Alexei Barros

Algo de estranho aconteceu no Hadouken: esse vídeo do The Last Guardian foi revelado há quase um mês na Tokyo Game Show 2009 e mesmo sendo desde sempre um dos jogos mais aguardados por cinco entre cada quatro topeiras ninguém se lembrou de publicar.

Pois então, faço agora. A primeira parte faz uma retrospectiva da breve (em termos de quantidade de jogos) trajetória do Team ICO, e logo em seguida há declarações do gênio subestimado Fumito Ueda sobre o indecifrável animal que acompanha o garoto protagonista. Também se vê alguns esboços e um pouco da rotina do estúdio, que tem a regalia de trabalhar sem prazos. Levando em conta que ICO saiu em 2001 (o vídeo diz que foi em 2002, mas essa é a data de lançamento europeia, não a japonesa e a americana) e Shadow of the Colossus em 2005, supostamente deveríamos ter The Last Guardian neste ano… não é o que irá acontecer. O Team ICO já não é mais um time olímpico.

A outra parte traz o trailer. Não entrarei em detalhes sobre as imagens, mas chamarei a atenção para o que quase não costumo falar: a música. Aquele primeiro vídeo que vazou (quando o jogo ainda era conhecido como Project Trico) e foi melhorado para a E3 2009, utilizava como tema de fundo a “Opening Titles” do filme Ajuste Final (Miller’s Crossing). Novamente se ouve a composição, só que em um arranjo diferente, o que leva a crer que não se tratava de uma medida provisória, e que a faixa do filme estará de fato na versão final do jogo.

Making of Donkey Kong Country


Por Alexei Barros

Meio relutante eu estava em revelar que, embora tenha jogado bastante na época original de lançamento, somente há poucos dias consegui encerrar toda a trilogia Donkey Kong Country. O primeiro finalizei anteriormente, mas DKC2 e DKC3, por algum motivo bizarro que ainda tento lembrar, não havia superado os chefões finais. Com o sentimento de dever cumprido (ou parcialmente, porque não foi com 101, 102 e 103%), meu veredicto é que o DKC2 é o melhor por ser o mais longo e desafiante, só que o DKC1 segue como favorito. Porém, o DKC3, com elementos de RPG, também tem méritos. É sensacional.

Poderia falar de toda a história por trás do DKC que envolveu a Rare e a Nintendo na década de 1990, da reviravolta na guerra de consoles 16-bits, dos gráficos revolucionários, das versões orquestradas das músicas em concertos… Prefiro externar a minha revolta ao constatar que muitos sites estrangeiros elegem Donkey Kong Country como um game overrated – superestimado no bom português, jogos que não merecem o apreço que recebem. Pode ver:

- The 10 Most Overrated Games: segundo lugar
- 25 Most Overrated Games of All-Time: nono lugar
- Deeko Top Ten List #5 – Top Ten SNES Games: décimo lugar
- Overrated Games: Donkey Kong Country

Com todo o respeito, overrated o escambau! Aliás, ainda bem que nenhum dos toperas o selecionou no Hadoukast #4. Bem verdade que o conceito é altamente subjetivo, mas certas afirmativas me deram asco. Não contente em desdenhar a simplicidade do jogo – o que importa, se é totalmente divertido e carismático? -, a maioria das páginas menospreza aquele que é o maior mérito: o visual. “Plastificado” e outros adjetivos depreciativos foram usados, algo que estou para entender porque na época e até hoje acho os gráficos pré-renderizados transcendentais. Como não ficar pasmo com a tempestade da segunda fase ou daquela nevasca em um estágio posterior? Diria mais, atemporais, diferentemente de muitos dos primeiros jogos 3D que envelheceram tanto que acabaram apodrecendo.

Minha outra revolta é pelo fato de a Nintendo jamais ter continuado a série – por favor, Donkey Konga, Jungle Climber, Jungle Beat e Barrel Blast não contam –, como se precisasse da Rare para isso. Falando nela, inacreditável que a desenvolvedora britânica já revelou que nada impede que um DKC4 seja feito, e só dependeria da Nintendo. Não é perfeito para DS não, que isso.

Por fim, na verdade, a razão de existência do post: o making of  Donkey Kong Country, enviado para a imprensa e para os assinantes da Nintendo Power em 1994. Antes que você se empolgue (ou boceje, se acha overrated), alerto que o vídeo não é tão bom quanto poderia, porque mostra os bastidores da Nintendo of America, quando seria muito mais apropriado entrevistar os produtores da Rare – na verdade, até fizeram, só que por telefone. Também é meio bobo, mas o documentário tem os seus momentos, com direito a uma agressiva campanha de marketing da Nintendo, o que remonta a saudosa batalha 16-bits contra a SEGA.

Making of Metal Gear Solid

Por Alexei Barros

Algo que sempre me interessei são os bastidores dos jogos. Detalhes da produção, curiosidades, mudanças de conceitos no decorrer do projeto etc. Se for em texto já me chama a atenção, o que dirá em vídeo.

Abaixo você vê o próprio Hideo Kojima, dez anos atrás, mostrando alguns dos responsáveis (incluindo o ilustrador Yoji Shinkawa em 1:08) pelo desenvolvimento de Metal Gear Solid, aquele que os quatro topeiras quase nem gostam.  Lamento mais uma vez desconhecer japonês (não há legendas), mas sei que Hitzman Ocelot e Liquid Prandoni (Sira Raiden está de viagem) gostarão de ver pelo menos as imagens, ainda que tal como eu não entenderão nada do idioma.

Solidamente grato ao Fabão por ter passado o vídeo.

Toasty!

Por Alexei Barros

toasty.pngEsbarrei sem querer nesse vídeo que é um making of Mortal Kombat 3. Os criadores da série, Ed Boon e John Tobias, assim como o compositor Dan Forden (Toasty!) são entrevistados e aparecem também alguns atores dos personagens do jogo, como Sonya, Jax, Sub-Zero, Jax, Sindel, Kano etc. Mortal Kombat está a maior avacalhação atualmente. Confere. Mas um dia já foi legal.


RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.513 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: