Archive for the 'Final Symphony' Category

“Final Fantasy VI Symphonic Poem (Born with the Gift of Magic)” (Final Symphony 2014 em Estolmo, Suécia)

Por Alexei Barros

Com extensos segmentos de Final Fantasy VI, VII e X, o Final Symphony estreou em 2013 na Alemanha e no mesmo ano chegou à Inglaterra. Desde então o espetáculo se transformou em uma miniturnê, passeando por outros países da Europa e até o Japão.

Em nenhuma dessas oportunidades o Final Symphony chegou a ser transmitido seja em vídeo ou em áudio, como tanto nos deixou mal acostumados a série de concertos Symphonic (Shades, Fantasies, Legends e Odysseys), que foi organizada pelos mesmos responsáveis (Thomas Boecker e equipe). Só consegui ouvir gravações da plateia que permitem ter uma boa ideia dos arranjos, mas evidentemente nada que chegue perto da excelência das transmissões (o que dirá dos CDs). Isso até agora…

O site da Royal Stockholm Philharmonic Orchestra publicou uma gravação do dia 18 de junho do segmento “Final Fantasy VI Symphonic Poem (Born with the Gift of Magic)” na magnitude de seus 19 minutos. A oportunidade é perfeita, já que Final Fantasy VI completa 20 anos de existência em 2014. Pessoalmente, é a minha trilha favorita da série e do Nobuo Uematsu, que estava no ápice da inspiração ao compor obra-prima depois de obra-prima (os temas de combate, os temas dos personagens, a ópera, o tema de encerramento… é uma coisa de outro mundo).

Com tanto tempo assim, muitas dessas composições memoráveis foram desenvolvidas no poema sinfônico. Não entrarei em muitos detalhes como costumava fazer (até porque o CD do concerto vem vindo aí pelo que diz o site oficial do Final Symphony), mas há clássicos atemporais como “Overture”, “Terra’s Theme”, “Kefka”“Battle Theme” (morri nessa hora), “Save Them!” e outras. Como o arranjo é do Roger Wanamo, você pode esperar por algumas delas sendo executadas ao mesmo tempo por diferentes instrumentos da orquestra.

Sob a regência do maestro Andreas Hanson, a orquestra teve, como não poderia deixar de ser, uma performance esplêndida, como já vimos em outras oportunidades (a exemplo do concerto LEGENDS, com músicas da Nintendo). Por ora, se você quiser ler uma análise aprofundada desse e dos demais números do Final Symphony, não deixe de conferir o report in loco assinado pelo Luiz “Radical Dreamer” Macedo.

Agora… o que é essa gravação? Ela está realmente perfeita, melhor do que a das transmissões em streaming. O corte das câmeras acompanha a participação dos instrumentos, como em um espetáculo gravado em DVD. Ficou realmente incrível. Ao clicar na imagem abaixo, você será redirecionado para o site da RSPO e lá você pode voltar para o mundo encantador de Final Fantasy VI onde tecnologia e magia se misturam…

RSOPlay

Final Symphony chega à Finlândia; estreia versão em inglês do site da Spielemusikkonzerte

Por Alexei Barros

Em março deste ano fiz um post sobre a inauguração do site da Spielemusikkonzerte, que é atualizado com novidades dos concertos produzidos na Alemanha. Até então, a página estava disponível apenas em alemão. Quem não compreende esse idioma até podia se virar utilizando a tradução automática do Google para inglês, mas também não era o ideal.

Dia desses enfim o site ganhou a prometida versão em inglês. Nela é possível ler, por exemplo, depoimentos sobre a apresentação do  Final Symphony no Japão no dia 4 de maio. Inclusive o espetáculo teve uma receptibilidade sem precedentes em se tratando de concertos de games no Japão, a ponto de a sempre acanhada plateia nipônica aplaudir de pé. Outro post interessante é um artigo do Masashi Hamauzu em que ele comenta a respeito da abordagem criativa dos arranjos nos concertos alemães e como ele apoia essa visão.

Falando no Final Symphony, o concerto está se afirmando como uma turnê, e o próximo país a ser agraciado pelo repertório com músicas do FFVI, VI e X é a Finlândia, no dia 12 de setembro de 2014. Essa apresentação tem um significado especial para a equipe do Spielemusikkonzerte, porque os dois principais arranjadores, Jonne Valtonen e Roger Wanamo, são finlandeses. Mais do que isso, o espetáculo acontecerá na cidade natal de Valtonen, Tampere, onde ele e Wanamo estudaram composição erudita pela primeira vez. A orquestra escolhida é a Tampere Philharmonic Orchestra, e o pianista será Mischa Cheung, integrante do grupo Spark que vai tocar no Symphonic Legends – Featuring music from The Legend of Zelda series.

[via Spielemusikkonzerte]

Final Symphony ganha novas apresentações na Dinamarca, Suécia e Japão


Por Alexei Barros

Depois das apresentações na Inglaterra e Alemanha (em dois horários) em maio de 2013, o concerto Final Symphony agora vai passar pela Dinamarca, Suécia e Japão neste ano. O espetáculo tem o repertório baseado em três episódios da série Final Fantasy: VI, VII e X. Para cada jogo, há uma extensa e trabalhada peça musical de longa duração.

No Japão, a performance será da Tokyo Philharmonic Orchestra no Tokyo Bunka Kaika no dia 4 de maio, em dois horários diferentes. Além de participar de uma grande variedade de trilhas e concertos, essa orquestra foi a mesma que tocou o Symphonic Fantasies Tokyo, o primeiro concerto realizado pelo produtor Thomas Boecker no Japão, isso lá em 2012. Se a produção está voltando para lá, é porque os japoneses, mestres na arte dos concertos de game music, gostaram do que ouviram.

A próxima apresentação se dará na Dinamarca no dia 9 de maio, com a Aarhus Symphony Orchestra no Musikhuset Aarhus. Essa visita ao país escandinavo já havia sido anunciada em novembro do ano passado, mas aproveito a ocasião para mencioná-la.

Por fim, a Suécia – país frequentemente agraciado com concertos de games – terá a sua apresentação em 18 de junho, no tradicional Konserthuset Stockholm. Como não poderia deixar de ser, quem vai tocar as músicas é a competentíssima Royal Stockholm Philharmonic Orchestra, já conhecida de outros espetáculos, como o LEGENDS.

No Japão e na Dinamarca, a regência será do maestro Eckehard Stier, que, na Suécia, passará a batuta para o regente Andreas Hanson. Outra novidade é que o piano terá a performance da Katharina Treutler, pianista que vai substituir o Benyamin Nuss, que tocou nas apresentações em 2013.

Torço para que alguma dessas reprises seja gravada e lançada em CD – no site oficial, a imagem de um álbum coberto por um véu vermelho com três pontos de interrogação, mostrando que alguma coisa está nos planos.

Para informações mais detalhadas do repertório do Final Symphony, não deixe de ver ou rever o report in loco escrito pelo Luiz “Radical Dreamer” Macedo do espetáculo na Alemanha.

[via Square Enix, aarhussymfoni.dkkonserthuset.se]

Final Symphony: report in loco do concerto alemão com Final Fantasy VI, VII e X

Por Alexei Barros

Não, eu não ia passar batido, claro: no sábado passado, dia 11 de maio, foi apresentado na Alemanha o Final Symphony, o novo concerto com a mesma turma da série Symphonic e que tanto já mencionei aqui: Thomas Boecker, Jonne Valtonen, Roger Wanamo, Benyamin Nuss etc. Desta vez, porém, a apresentação não teve a performance da WDR Radio Orchestra, que tocou diferentes programas de games de 2008 a 2012. A simples presença dessa orquestra garantia que o concerto sempre fosse transmitido ao vivo – o que até então era um ineditismo – não só pelo rádio, como em algumas ocasiões em vídeo também. Neste ano, o espetáculo foi executado pela Sinfonieorchester Wuppertal, curiosamente sem a companhia de nenhum coral como nas outras oportunidades. Com isso, o privilégio de ouvir as músicas em interpretações sinfônicas ficou restrito aos espectadores da apresentação, privilégio que coube ao Luiz “Radical Dreamer” Macedo, frequente comentarista aqui no blog (os posts é que não são tão mais frequentes). O Luiz já havia assistido in loco, em Colônia, ao Symphonic Odysseys em 2011 e, se vocês se lembrarem bem, ainda descolou autógrafos do Nobuo Uematsu em três CDs. Agora, aproveitando o intercâmbio na França, ele repetiu a dose e esteve presente no concerto na cidade de Wuppertal, no que acredito ter sido uma experiência ímpar, porque sei da admiração dele pelo Masashi Hamauzu. A novidade é que o Luiz escreveu um report da experiência para compartilhar no Hadouken! Para não deixar os leitores apenas na vontade, eu disponibilizo logo aqui no começo o set list completo do Final Symphony, com links para uma gravação amadora compartilhada pela internet de ótima qualidade que permite ter uma bela noção do que foi o espetáculo. Como faço com os meus reports à distância, também linkei as músicas originais que o Luiz mencionou ao longo da análise.
Ato I

01 – “Fantasy Overture: Circle Within a Circle Within a Circle”
02 – “Final Fantasy VI Symphonic Poem (Born with the Gift of Magic)”
03A  – “Final Fantasy X Piano Concerto: I. Zanarkand”
03B – “Final Fantasy X Piano Concerto: II. Inori”
03C – “Final Fantasy X Piano Concerto: III. III. Kessen”

Ato II

04A – “Final Fantasy VII: Symphony in Three Movements: I. Nibelheim Incident”
04B – “Final Fantasy VII: Symphony in Three Movements: II. Words Drowned by Fireworks”
04C – “Final Fantasy VII: Symphony in Three Movements: III. The Planet’s Crisis”
05 – “Encore I: Final Fantasy VII”
06 – “Encore II: Final Fantasy VI” Continue lendo ‘Final Symphony: report in loco do concerto alemão com Final Fantasy VI, VII e X’

Artwork do dia: Final Symphony

Por Alexei Barros

Dos cinco primeiros jogos da série Final Fantasy, todos, com exceção do FFII, apresentam um enredo que girava em torno dos cristais mágicos que mantinham o equilíbrio do mundo e protegiam o planeta das forças malignas.

Ainda que esses episódios não façam parte do programa do Final Symphony, o cristal está lapidado na forma de um violoncelo na artwork oficial do concerto que acontecerá em maio de 2013, por enquanto com duas apresentações na Alemanha e uma na Inglaterra. A semelhança com a o controle-violino da capa do Symphonic Fantasies e a espada com cabo de violoncelo do Symphonic Odysseys não é coincidência, visto que o artista anônimo da agência schech.net é o mesmo. Só espero que essa arte também esteja no CD desse concerto que terá músicas do FFVI, FFVII e FFX – antes o álbum precisa ser anunciado.

Final Symphony: uma nova apresentação em Londres, com a lendária London Symphony Orchestra


Por Alexei Barros

Uma das mais renomadas orquestras do mundo, a London Symphony Orchestra foi a escolhida para a apresentação do concerto Final Symphony, com músicas de Final Fantasy, no Barbican Centre London em Londres, no dia 30 de maio de 2013. Os cerca de 90 instrumentistas serão conduzidos pelo maestro Eckehard Stier. Será a primeira vez que a London Symphony Orchestra tocará game music ao vivo, orquestra esta que simplesmente foi a responsável pela execução das trilhas dos seis filmes de Guerra nas Estrelas.

Embora nunca um concerto de games tenha acontecido com a London Symphony Orchestra, a orquestra já participou de diversas trilhas e álbuns de game music, entre os quais o irretocável Falcom Neo Classic From Studios In London City em 1992.

A notícia é um indício da intenção de levar o espetáculo para outras cidades, ainda que não esteja nos planos transformá-lo em uma turnê mundial, já que há duas apresentações agendadas para o dia 11 de maio, na Alemanha.

Como informado antes, o concerto trará músicas dos episódios VI, VII e X de Final Fantasy, com arranjos, respectivamente, de Roger Wanamo, Jonne Valtonen e Masashi Hamauzu. Os três estarão presentes em todas as apresentações, assim como o compositor Nobuo Uematsu, que está supervisionando o trabalho. Para não perder o costume: o lançamento em CD é obrigatório.

[via release de imprensa]

Final Symphony: data e local revelados


Por Alexei Barros

Aos poucos surgem mais detalhes sobre o concerto alemão Final Symphony, aquele focado em três episódios específicos: Final Fantasy VI, VII e X. São os jogos que, imagino, devem ter mais fãs. Não é que nem o FFV que só eu e mais meia dúzia gosta. O que sabíamos além disso? Haverá três arranjadores – Roger Wanamo, Jonne Valtonen e Masashi Hamauzu –, cada qual cuidando de um capítulo específico. Respectivamente, FFVI, VII e X. Produção executiva de Thomas Boecker e consultaria do Nobuo Uematsu. Piano sob a tutela de Benyamin Nuss e condução do maestro Eckehard Stier, que regeu o Symphonic Fantasies em Tóquio.

Agora, finalmente, as novidades: serão duas apresentações, ambas no sábado dia 11 de maio de 2013, a primeira às 14h30 e a outra às 19h30 locais. O local: o belíssimo Stadthalle Wuppertal, que fica próximo da cidade de Colônia. Se essa arquitetura da casa de espetáculos não impressionou, não sei o que mais é capaz de impressionar.

Com isso, só falta sabermos qual será a orquestra e principalmente alguns detalhes do repertório. Pelo que o Thomas Boecker me disse por e-mail, eles estão levando essa questão a sério: “Mais uma vez, a pesquisa é grande parte de nosso trabalho, e nós já gastamos meses (sem brincadeira) para jogar os jogos e fazer anotações sobre cada faixa, quando e onde as músicas são usadas exatamente e o que descrevem”.

Desde já, expectativas nas alturas.

[via Final Symphony]


RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.545 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: