Archive for the 'Ace Attorney' Category

Ace Attorney 5 no ocidente: será que chega em português?

Por Claudio Prandoni

Advogados virtuais de todos os recantos da interwebz, protestem comemorem: Ace Attorney 5 será lançado por aqui, em nosso cantinho ocidental do planeta.

Recentemente confirmado para 3DS – como a gente já especulava tempos atrás -, o cartuchito terá Phoenix de volta no comando (onde foi parar Apollo?), gráficos bonitões em 3D e até uma nova colega ruivinha para Feenie (onde foi parar Maya??).

Ainda sem data para sair no oriente, é bacana e quase surpreendente a confirmação ocidental tão de bate pronto. O segundo Ace Attorney Investigations não apareceu por estas bandas. O elogiado filme live action só saiu em território nipônico e, no máximo, teve algumas exibições fora do arquipélago e há planos de lançar direto em DVD e Blu-ray na Alemanha.

De qualquer maneira, é animador e para nós brasileiros ganha um brilho especial de esperança: a partir de Resident Evil 6 a Capcom parece disposta a investir mais em localizações para o Brasil. RE6 chega com legendas em português e DmC Devil May Cry também terá o mesmo tratamento. Nenhum outro iminente título da empresa – como Lost Planet 3 e Remember Me – contam com esses planos no momento, mas ainda há muita água para passar debaixo dessa ponte e tudo pode acontecer.

Vamos colocar na conta também o fato de que a série Ace Attorney depende MUITO dos textos. A compreensão dos diálogos é fundamental para aproveitar a série o que poderia validar ao menos um experimento com AA5.

A quantidade excessiva de textos para tradução e a baixa projeção de vendas e lucro em comparação a títulos para consoles caseiros podem pesar para tornar o teste meio proibitivo, mas não custa sonhar.

Será que um dia veremos Phoenix gritando “Objeção!”? Seria um apoio e tanto para vermos aumentarem os fãs das desventuras jurídicas da Capcom!

Press Start 2012: um pouco de tudo na segunda meia-dúzia de segmentos

Por Alexei Barros

Se nas primeiras seis atualizações do Press Start 2012 havia especialmente títulos portáteis, nesta segunda atualização, que trouxe mais meia-dúzia de novidades, há uma boa diversidade de jogos antigos e novos para diversos sistemas diferentes. Vamos a elas:

- Muramasa: The Demon Blade: “Introduction” ~ “Impermanence”

Eu normalmente não gosto quando o Press Start reprisa segmentos, mas, quando não existe um registro oficial do número, aumentam as chances de a performance sair em algum CD. O problema é que isso já aconteceu com o Muramasa no álbum Oboromuramasa Ongakushuu Hensou no Maku. Inclusive comentei em detalhes a  “Muramasa: The Demon Blade”, executada anteriormente no Press Start 2010 aqui. O maestro Taizo Takemoto relembrou a ocasião com saudade no texto de revelação, exaltando a mistura de orquestra com guitarra e instrumentos japoneses (tsugaru shamisen e shakuhachi). A escolha mostra como a organização nem sempre se importa com o hype, visto que o Wii já está em vias de se despedir.

- Phoenix Wright: Ace Attorney: “Great Revival ~ Reiji Mitsurugi” (Phoenix Wright: Ace Attorney – Justice for All) ~ “Ryuuichi Naruhodou ~ Objection!” ~ “Investigation ~ Overtaked“ (Phoenix Wright: Ace Attorney)

Eu normalmente não gosto quando o Press Start… não preciso repetir a primeira frase do segmento anterior, né? Mais uma reprise, desta vez do Press Start 2008. A diferença é que o número arranjado pelo Noriyuki Iwadare não chegou a ser registrado oficialmente. Não que faça uma falta absurda, de outro mundo. As três faixas que formam o medley, talvez as mais icônicas da série, foram orquestradas separadamente nos concertos da saga de advocacia virtual realizados naquele mesmo ano de 2008. Milagre: consegui entender alguma coisa aproveitável no Google Translator; Kazushige Nojima lembrou que o primeiro Gyakuten Saiban (como o jogo é conhecido originalmente) saiu em 2001 (para Game Boy Advance) e que parece que foi outro dia que isso aconteceu. Inclusive ele soube do jogo pela Famitsu e ficou bastante impressionado pelo conceito na ocasião – “Objection!”, “Hold It” e todos aqueles impropérios. Mas será que não valeria mais a pena se fosse tocada alguma do Gyakuten Kenji 2 (aquele que a Capcom se recusa a localizar para o Ocidente)?

- Ihatovo Monogatari

O adventure da desconhecida Hect com toques de RPG do Super Famicom está um passo mais fundo da obscuridade dos jogos nunca lançados nos EUA, porque nem tradução de fãs o título recebeu. Nobuo Uematsu disse que a trilha tem o seu lugar na história da game music, com músicas ternas que simulam as cordas (eu achei relativamente convincentes, como mostra a “Ihatovo Praise (from Opening)”, levando em conta que é o SNES). Além disso, ele lembrou que o compositor do Ihatovo Monogatary, Tsukasa Tawada, participou do álbum colaborativo Ten Plants, que possui músicas originais de compositores de games. Apesar de essa lembrança parecer única, o jogo foi homenageado no Orchestral Game Concert 5, o último da série de concertos, com a faixa “Ihatovo Hymn”, em arranjo do próprio Tsukasa Tawada.

- Darius


Uma atualização do tipo “só tem no Press Start”. O mais legal é que isso mostra como eles gostam de volta e meia pegar um shump para colocar no repertório como teve Fantasy Zone em 2009 e Gradius em 2011; isso sem contar, o “Shooting Medley” de 2007, que, inclusive, tocava a “Captain Neo” do Darius. Pelo que dá a entender no texto do Masahiro Sakurai, o arranjo do jogo da Taito de três telas no arcade terá essa e a “Main Theme – Chaos”. Que venham outros shmups!

- Legend of Mana

Até que enfim! Legend of Mana é um desses casos (Shenmue é outro) de um jogo japonês já executado em concertos ocidentais que não apareceram em um espetáculo nipônico. Na verdade, isso só aconteceu uma vez: no Sinfonia Drammatica, realizado na Suécia em 2009, concerto que teve os quatro arranjos do Legend of Mana do álbum drammatica tocados ao vivo. Kazushige Nojima falou sobre a revelação e, pelo que li, será um medley com cinco faixas selecionadas pela compositora Yoko Shimomura. Acredito que “Legend of Mana ~Title Theme~”“Hometown Domina” estejam entre essas como foram citadas. Com essa recordação da série, desde já fica a torcida para o Secret of Mana (com “Danger”) nos próximos anos.

- Final Fantasy XI

Em todas as edições do Press Start, sempre teve um segmento de Final Fantasy. Até 2010, foi meio desanimador: reprises, reprises, reprises. E de segmentos bastante conhecidos. O cenário mudou em 2011, quando foi feito um arranjo novo e exclusivo do Final Fantasy IV. E, de acordo com o que diz o site, mais uma vez será feito um arranjo inédito, desta vez do MMORPG Final Fantasy XI, que completou dez anos de vida em 2012 (considerando o lançamento original para PlayStation 2 no Japão), como lembrou o Nobuo Uematsu. O número será um medley com três faixas, sendo que “Vana’diel March” e “The Republic of Bastok” foram citadas. Como a primeira é do Naoshi Mizuta e a outra da Kumi Tanioka, aparentemente há a intenção de ter uma música de cada compositor. Sabendo que a terceira é do Nobuo Uematsu, deve ser a Final Fantasy XI Opening Theme”. A despeito de eu somente ter citado brevemente o concerto de FFXI no anúncio da apresentação, o espetáculo gerou o DVD Final Fantasy XI Vana♪Con Anniversary 11.11.11 e é sensacional – espero comentar as melhores faixas sem muita demora.

Set list até o momento:

01 – “Save the Princess Famicom Medley”
02 – Kid Icarus: Uprising
03 – Gravity Rush
04 – God Eater
05 – The Legend of Zelda: Skyward Sword
06 – Nora to Toki no Koubou: Kiri no Mori no Majo

[via PRESS START]

Cinco vezes Objection!: Ace Attorney 5 vem aí

Imagem

Por Claudio Prandoni

Miraculosamente deixamos passar meio que batida a aparição de Feenie Phoenix Wright em Ultimate Marvel vs. Capcom 3, mas essa agora não dava pra deixar quieto.

Na verdade até deixamos, mas apenas por um dia – o bastante para nos recuperarmos do estado catatau cataut… catatônico que a novidade nos deixou: em evento para celebrar os 10 anos da série Ace Attorney (como crescem rápido!), a Capcom anunciou oficialmente a produção de Ace Attorney 5, novo episódio da canônica da série de adventures simuladores de advogados mais querida da galáxia.

Nada de plataformas, datas de lançamento, personagens ou mesmo confirmação no ocidente. Mas não importa. Quem é fã da série Ace Attorney já aprendeu que paciência é um pré-requisito e que esperança é uma companheira inseparável.

De minha parte, imagino que será um jogo para 3DS – meio que no embalo do Professor Layton vs. Ace Attorney, tambem para o portátil, e que a Level-5 está cuidando – e que deve continuar as intrépidas aventuras de Polly Apollo Justice e mágica trickster Trucy.

Aliás, rabiscando na cabeça pensei em cinco coisas que gostaria muito de ver/ouvir/coisa do tipo em Ace Attorney 5. Confira comigo após o salto dimensional…

Continue lendo ‘Cinco vezes Objection!: Ace Attorney 5 vem aí’

Gyakuten Saiban Sound Box e o medo de encarar Apollo Justice

Por Alexei Barros

Eu tenho a forte impressão que a Capcom não sabe que rumo seguir com a série Ace Attorney. Depois que o arco Phoenix Wright foi fechado em três jogos, tudo levava a crer que Apollo Justice seria o sucessor como representante da série, o que fica claro em sua participação no We Love Golf.

Só que, em vez de fazer o Gyakuten Saiban 5, a Capcom lançou os spin-offs Ace Attorney Investigations: Miles Edgeworth e Gyakuten Kenji 2, este sem planos de localização. Parece que a produtora fica com o receio de querer dar continuidade à trama, voltando àquele período da história da primeira trinca da série com elenco insuperável.

Prova disso é que Professor Layton vs. Ace Attorney terá as aparições de Maya Fey e Phoenix Wright, advogado que fez a incursão nas lutas de Ultimate Marvel vs. Capcom 3 depois daquela desculpa esfarrapada do Tatsunoko vs. Capcom – mais inexplicável é a aparição não ter originado nenhum post por aqui.

Outro acontecimento que embasa essa impressão é a caixa Gyakuten Saiban Sound Box, prevista para 8 de fevereiro com número de catálogo CPCA-10249~51 ao preço de 3990 ienes. Os três CDs trarão simplesmente as músicas dos relançamentos preguiçosos para WiiWare dos três primeiros jogos da série. Poderia ser uma caixa muito mais ambiciosa e tal. O único consolo é que os álbuns Gyakuten Saiban + Gyakuten Saiban 2 Original Soundtrack e Gyakuten Saiban 3 Original Soundtrack traziam as faixas correspondentes à edição original do Game Boy Advance. Somente o primeiro jogo teve o álbum com as versões de DS, Gyakuten Saiban Yomigaeru Gyakuten Original Soundtrack, que também inclui as faixas adicionais do quinto caso implementado no DS. O Justice for All e o Trials and Tribulations jamais tiveram lançadas em CD as músicas de DS, que são, grosso modo, as que se ouve no WiiWare.

[via TinyCartridge]

Primeiro trailer do filme de Ace Attorney: atrasado, mas legendado

Por Alexei Barros

Quem é atento e não sofre da miopia dos toupeiras do Hadouken deverá ter visto o trailer de revelação do filme baseado em Ace Attorney (o primeiro capítulo especificamente), cuja primeira imagem o advogado cinematográfico Claudio Prandoni já havia publicado.

Para compensar a demora, faço as honras com uma bem-vinda versão legendada.  O compositor do filme, caso você tenha ficado curioso, é o Koji Endo.  Não o conhecia. Ele é o autor das trilhas da trilogia King’s Field para PlayStation desenvolvida pela From Software – a trinca inclusive é tida como a antecessora espiritual dos afamados Demon’s Souls e Dark Souls. Endo reviverá a parceria com o diretor Takashi Miike que se firmou no filme de terror Audition (1999).

Tomara que ele não ignore os temas do jogo no filme que estreará no dia 11 de fevereiro de 2012 no Japão. Porque nesse primeiro trailer eu não reconheci nenhuma melodia.

[via Nobuooo]

Professor Layton vs Ace Attorney: trailer da TGS 2011

Por Alexei Barros

De tempos em tempos se torna um imperativo rever o vídeo de revelação do Professor Layton vs Ace Attorney liberado há quase um ano para não pensar que foi uma mentira armada por fãs. Agora, pelo menos, pode se alternar por um novo trailer, que dá uma ideia melhor de como serão os gráficos ingame, mostrando um avanço muito maior do 3DS para o DS do que o DS apresentou em relação ao GBA – me refiro especificamente à série Ace Attorney, evidentemente. A sintetização do tema musical arrefece o impacto, porém a composição conseguiu amalgamar os estilos característicos das duas séries. Tomara que seja orquestrado na versão final.

A Capcom e a Level-5 também promoveram um bate-papo na Tokyo Game Show 2011 com Akihiro Hino (produtor de Professor Layton), Shu Takumi (criador de Ace Attorney) e Hironobu Takeshita (produtor de Ghost Trick) como relatado pelo 4Gamer.net, mas não é possível compreender nada para quem não entende japonês.

Ao menos um abençoado entendedor do idioma prestou um grande serviço aos aficionados ao inserir legendas em inglês no vídeo. Lembrando que o jogo está agendado para sair em 2012 no Japão, ainda sem confirmação da localização ocidental – tomara que não tenha o mesmo destino do Gyakuten Kenji 2, que, por enquanto, segue exclusivo do arquipélago nipônico.

[via Wired, Andria Sang]

Take That! Primeira foto oficial do filme de Ace Attorney

Por Claudio Prandoni

Não mostra muito, mas para os advogados virtuais de plantão já é assaz empolgante vai: a primeira imagem oficial do filme da série Ace Attorney!

Ao menos, o local é dos mais apropriados, visto que mostra a bancada onde fica o juiz nos julgamentos, vulgo os momentos mais empolgantes e emocionantes em toda a franquia.

Pena que não dá pra ver nenhum personagem em cena, mas ao menos já há uma fotinhas oficial de Feenie – e outra pseudo-oficial da Maya.

Aliás, que saudades de Ace Attorney…

Bem que a Capcom podia deixar de regular a parada e anunciar logo um quinto episódio estrelado pelo Apollo – ou mesmo a Level-5 falar de uma vez que vai lançar Professor Layton vs Ace Attorney por acá.

Professor Layton vs. Ace Attorney: Double K.O.


Por Alexei Barros

No hype do Professor Layton vs. Ace Attorney e na ausência prandonística, faço as honras aqui. Se mostrada algumas semanas atrás, a artwork acima rabiscada por Junessance Yamada não passaria de loucura descabida. Hoje faz sentido. Mas nem tanto. Como muito bem apontado no Tiny Cartridge, ambas as séries envolvem crimes, porém a violência nunca é apresentada de forma explícita, seja por limitação da mecânica ou não. No trailer de apresentação o professor e advogado se estranharam. Será que os dois vão trocar sopapos assim tão descaradamente nas fluidas animações do Nintendo 3DS?

[via Tiny Cartridge]

Every puzzle has an… Objection!!! Veja o primeiro trailer de Professor Layton vs. Ace Attorney

Por Claudio Prandoni

Maestro Barros já fez as honras de anunciar por aqui o projeto da Level-5 feito sob encomenda para os Toperas: Professor Layton vs. Ace Attorney.

Peço licença rapidinho agora para postar na íntegra o trailer de revelação da magníficbulosa novidade. Mesmo sem entender lhufas do que falam [valeu por mandar a sugestão de trailer legendado Fezones!], o clima de tensão entre Layton e Wright-o no tribunal, a música épica e o clima de fantasia empolgam absurdamente.

Aliás, viu aí também o nosso cabeçalho especial para a ocasião? O que achou?

Professor Layton vs Ace Attorney: todo puzzle tem uma objeção

Por Alexei Barros

O que Professor Layton e Ace Attorney têm em comum? Ambas são séries de adventure com diversos capítulos para Nintendo DS. Com protagonistas carismáticos acompanhados de sidekicks e rodeados por personagens marcantes. Com tramas cativantes e altas doses de investigação. Mas enquanto uma se baseia em puzzles, a outra é norteada pela resolução de casos. Uma da Level-5 e outra da Capcom. Por mais que houvesse tantas semelhanças jamais poderia imaginar que as diferenças seriam superadas para que isso fosse acontecer: Professor Layton vs Ace Attorney!

O jogo foi anunciado no encerramento do evento Level-5 Vision 2010 como Layton Kyouju vs Gyakuten Saiban (equivalentes japoneses de Professor Layton e Ace Attorney) para o novo Nintendo 3DS, ainda sem data de lançamento. E não é brincadeira antecipada de primeiro de abril! A promessa do crossover é colocar a mecânica de ambas as séries em confronto. Ou seja, puzzles e contradições.

Escrita por Shu Takumi, criador de Ace Attorney e que esteve na apresentação, a história acontecerá em uma cidade medieval chamada Labyrinth City, em que ilusão e realidade se misturam. Nela vem acontecendo fatos antes considerados impossíveis, como mágicas e bruxas escondidas em sombras. Story Teller, o vilão da trama, tem o poder de controlar a cidade: o que ele escreve com a sua caneta transforma-se em realidade no mundo real. Nesse cenário em que os dois universos se encontram, Professor Layton será desafiado por novos puzzles, enquanto que Phoenix Wright (sim, ele mesmo, e não Apollo Justice) deverá proteger uma pessoa acusada de bruxaria. Como mostram as imagens, estão confirmadas as aparições dos acompanhantes Luke Triton e Maya Fey.

Uma câmera conseguiu registrar um pouco do trailer mostrado no evento. Logo chamam a atenção as cutscenes dubladas do jogo. Isso é comum em Professor Layton, mas em Ace Attorney será a primeira vez, a não ser pelos vídeos preparados especialmente para o Gyakuten Meets Orchestra.

O site do Professor Layton vs Ace Attorney já está no ar, e amanhã mesmo serão reveladas novas informações. Na galeria abaixo as imagens disponibilizadas até o momento.

[via Andria Sang]


RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.534 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: