O inacreditável retorno da S.S.T. Band

Por Alexei Barros

Quem acompanha os posts musicais do Rafael “00Agent” Fernandes no Passagem Secreta não será lá muito novidade, mas faltava comentar por aqui uma bomba que talvez nem os mais devotos fãs esperavam: a primeira banda de game music da história, formada em 1988 e desbandada em 1993, reuniu-se para um show em pleno 2011: a S.S.T. Band! Ainda acho que eles deveriam ter feito alguma reunião em 2008, quando comemoraram 20 anos de fundação. Pelo jeito, a saudade dos tempos de Game Music Festival bateu três anos depois do aniversário.

Para recapitular, em maio deste ano, o agente Rafael fez um post relatando a vontade do guitarrista Koichi Namiki de reunir os integrantes do grupo, e o texto causou tanta celeuma que o próprio Namiki comentou no Passagem Secreta!

Alguns trechos dos ensaios foram publicados no YouTube para atiçar a expectativa. No primeiro caso, uma salada de músicas da Sega tocadas ao mesmo tempo e, no outro, solos de bateria e baixo um tanto familiares.

O show aconteceu dia 27 de agosto no Japão no Video Game Bar 16Shots, na celebração dos cinco anos do bar temático. Algumas observações a respeito do retorno:

- Oficialmente a banda não se chama S.S.T. Band e sim Blind Spot, nome que não foi escolhido por acaso, claro, porque intitula o primeiro e único disco com composições originais, Blind Spot, sem relação com jogos, lançado em 1992. S.S.T. Band era uma marca da Scitron, que publicava os álbuns da banda.

- O esforço do Koichi Namiki foi louvável, só que não deu para juntar todo mundo. A formação ficou parecida com a qual a S.S.T. Band se despediu no Game Music Festival ’93, sem Shingo Komori (o primeiro baixista, de 1988 a 1989) e Takehiko Tanabe (o primeiro baterista, de 1988 a 1990). Mais notoriamente, a Blind Spot ficou desfalcada de Hiroshi Kawaguchi e Takenobu Mitsuyoshi, talvez os mais famosos ex-integrantes, ambos tecladistas e que não chegaram a tocar na mesma época, já que Mitsuyoshi sucedeu a Kawaguchi na época. Por serem funcionários da Sega e estarem ocupados também com as apresentações da [H.], não puderam participar, infelizmente. Para suprir a falta do tecladista – o sintetizador é dominado por Kimitaka Matsumae –, foi convocado Shoji Morifuji da banda Tsukihiko, da qual Koichi Namiki também faz parte. Dessa maneira, a Blind Spot tocou com os seguintes membros:

- Guitarra: Koichi Namiki
– Guitarra: Jouji Ijima
– Baixo: Masato Saitoh
– Bateria: Hisanori Kumamaru
– Sintetizador e programação: Kimitaka Matsumae
– Teclado: Shoji Morifuji

- Diferentemente do que eu e o Rafael pensávamos, que a Blind Spot tocaria apenas as músicas do álbum homônimo, na verdade foram executados somente arranjos de jogos da Sega conforme detalhado abaixo, com as versões originais e os arranjos disponíveis da S.S.T. Band. Disponíveis porque a banda se deu ao luxo de tocar a “Outride a Crisis” do Super Hang-On, que nunca fora arranjada pelo grupo. De acordo com o relato do Back-up Team, acredita-se que foi executada a versão “Outride a Crisis -Mickey Arrange Ver.-“ da coletânea Super Hang-On 20th Anniversary Collection. No medley do Thunder Blade a faixa de mesma nome também não fora arranjada, apenas a “Burning Point”, por isso acredito também que a performance foi da “Thunder Blade Medley -Mickey Arrange Ver.-“ do Galaxy Force II & Thunder Blade OST. Teve ainda a melancólica “Blue Moon” do SDI; a faixa abria o “S.D.I. Medley”, que fechava com a “System Down”, não tocada desta vez. Obviamente nem faço ideia do que seja a faixa seis…

Set list:

01 – “Main Theme” (Space Harrier)
Arranjo da S.S.T. Band: “Main Theme”
02 – “Soup Up” (Rad Mobile)
Arranjo da S.S.T. Band: “Soup Up”
03 – “Like the Wind” (Power Drift)
Arranjo da S.S.T. Band: “Like the Wind”
04 – “Blue Moon” (SDI)
Arranjo da S.S.T. Band: “S.D.I. Medley”
05 – “Outride a Crisis” (Super Hang-On)
06 – Secret?
07 – “Beyond the Galaxy” (Galaxy Force)
Arranjo da S.S.T. Band: “Beyond the Galaxy”
08 – “Thunder Blade” ~ “Burning Point” (Thunder Blade)
Arranjo da S.S.T. Band: “Burning Point”
09 – “After Burner” (After Burner)
Arranjo da S.S.T. Band: “After Burner”
10 – “Magical Sound Shower” (OutRun)
Arranjo da S.S.T. Band: “Magical Sound Shower”

- Em parte do espetáculo, os integrantes chegaram a usar os característicos óculos escuros da S.S.T. Band, e Masato Saitoh inclusive se apresentou com a indumentária preta do Game Music Festival 1990. Como se não bastasse tanta nostalgia, na parte do Thunder Blade ele reproduziu de novo o solo de baixo slap, só não entendi se foi bradando “Sega!” ou alguma coisa perto disso.

- Fora isso, é difícil de entender mais alguma informação, mas já se cogitam novas apresentações da Blind Spot para o ano que vem. Seria sonhar muito um show com a [H.]? Por maior que fosse o meu apreço pela S.S.T. Band eu jamais imaginaria que um dia a banda voltaria. Os tempos de Game Music Festival que pareciam tão distantes estão cada vez mais próximos.

Entre aqui para ver mais fotos do show.

Altamente grato ao espião Rafael Fernandes pelas informações e links.

[16Shots, SegaBits, S.S.T. Band Back-up Team]

14 Responses to “O inacreditável retorno da S.S.T. Band”


  1. 1 Cledson Cledman 22/09/2011 às 8:03 am

    Showww hein Alexei?
    Um dos posts que mais me animou hehehe
    Tomara que dessa vez pipoquem vários vídeos no youtube!

  2. 2 Eric Fraga 22/09/2011 às 8:37 am

    Opaaaa! Bom ver esse post aqui, Alexei, muuuito bom. Pois é, uma coisa é certa: se Hiro estivesse, teríamos Sword of Vermilion (só faltou ele nesse set list, só faltou ele meu Deus… ^_^) mas isso não quer dizer que o sonho acabou de vê-la executada novamente pela S.S.T. Band/Blind Spot num futuro próximo. Com isso não quero de maneira nenhum implicar com um show que abre com o tema de Space Harrier e fecha com Magical Sound Shower, com Thunder Blade, Galaxy Force e Hang-on no meio (por coincidência estava escutando a trilha do Mega de Galaxy Force a poucos minutos, no carro, vindo ao trabalho). OMG, pra mim, a emoção que a turma tem ao ouvir músicas de Final Fantasy, Metal Gear ou, sei lá, Chrono Cross executadas ao vivo se dá com After Burner e os outros supra-citados.

    Sempre agradecendo a você e ao Rafael por nos manter totalmente atualizados sobre o assunto, sonhando com o futuro, com um streaming de altíssima qualidade deles como Jean Michel Jarre fez recentemente no show do casamento de Monaco. Bom, não custa sonhar.

    • 3 Rafael Fernandes 22/09/2011 às 9:34 am

      Nossa, nunca vi tantas citações à minha pessoa em um blog de um quilate desse ^^ Valeu mesmo pelas linkadas!

      Mas olha, te falar uma coisa: eu sou um cara meio cético das coisas, então, apesar de querer muito, achava que o Mickey não iria conseguir reunir a banda, barrando em alguma coisa de logística, algo assim. Mas não é que o cara conseguiu? Só é uma pena que não tivemos a presença do R e do Hiro dessa vez, mas quem sabe, quando eles folgarem das comemorações de 10 anos da [H.], talvez consigam se reunir em 8 e transformar a banda em praticamente uma orquestra, comparando quantativamente a, digamos, o VGL. Brincadeira :P

      Aliás, um complemento que não sei se não havíamos comentado diante de tanta informação: o Namiki disse que o próximo show da banda está agendado para Janeiro.

      Não sei se seria um erro de tradução ou algo do tipo, mas pelo menos a ideia é a de que a banda continuará!

  3. 4 Alexei Barros 22/09/2011 às 2:54 pm

    @ Cledson

    Eu acho ser pouco provável que apareça vídeos no YouTube como muitas vezes os shows japas nem sequer são gravados. Legal mesmo seria se a próxima apresentação fosse transmitida pelo Ustream…

    @ Cosmonal

    Bem observado sobre o Sword of Vermilion! Com tantos jogos e tantas músicas na cabeça, acabei nem percebendo a ausência. Aliás, mesmo sem o Hiro, a Blind Spot tocou várias músicas compostas por ele (felizmente). Para esse primeiro show após o retorno, eu senti que o set list foi bastante baseado no G.S.M. Sega 1, por toda a importância histórica do álbum e tudo mais. Em especial, a “After Burner”, que foi a música que eles se despediram no GMF ’93.

    E o que dizer de um streaming com essa qualidade, hein? o.O

    @ Rafael

    Que isso, eu que agradeço mais uma vez pelos links gentilmente concedidos. Isso de que a banda vai continuar inclusive eu só fiquei sabendo pelo seu comentário no SegaBits, valeu pelo tuíte do Mickey.

    Quanto à formação da banda, tirando a menção ao VGL (=P), eu não acho absurdo a banda ficar tão grande e com instrumentos duplicados, haja vista o que fazem Casiopea e T-Square nos shows deles.

    • 5 Cledson Cledman 22/09/2011 às 2:57 pm

      Com certeza Alexei!
      Será que rende algum álbum futuramente?

      Gostaria muito de ter algum material deles (digo.. cd, dvd.. etc), mas acredito que é tarefa difícil!

      • 6 Alexei Barros 22/09/2011 às 3:21 pm

        Eu normalmente sou meio cético com relação a esses lançamentos, de tanto que esperei por alguns CDs, mas atente para o que o Koichi Namiki comentou no Passagem Secreta:
        “I’m not thinking S.S.T.BAND can come into action continually. A very difficult thing. I’m aiming to hold a concert once first. If possible, I’d like to report live in USTREAM. The next target is to make a CD.”

        Naquela época, como o Rafael temia, o Namiki não se mostrava muito otimista em reunir a galera. Agora que ele conseguiu, vamos ver se acontece alguma coisa, mesmo com tantos problemas de direitos autorais (aparentemente a Blind Spot é independente e não ligada à Sega pelo que li nos posts do blogue do Koichi Namiki traduzidos pelo Edu Shiroma).

  4. 7 mcs 24/09/2011 às 1:30 am

    Curti muito essa matéria, meu caro Alexei!

    Neste dia eu estava acessando o Passagem Secreta na casa de uma amiga e quase caí para trás quando li no site pessoal do Koichi Namiki uma referência do mesmo à matéria do Rafael em nosso blog e, mais tarde, ele próprio comentando por lá.

    Ri muito quando ele mais ou menos deixa transparecer: “como um blog longínquo Brasil conseguiu descobrir que possivelmente a S.S.T. Band vai voltar?” rsrs

    Gostei dos vídeos, caramba, havia me esquecido como esses caras tocam bem! Parecem que ainda estao em grande forma. Pena que conheci tarde demais essas bandas de games, acho que lá pelos idos dos anos 80 e 90 não tínhamos informações suficientes por aqui sobre as mesmas, nas revistas especializadas nacionais.

    Sorte de poder contar com posts do Alexei Barros, do Rafael Fernandes e do Eric Fraga, feras em game music.

    Abraço!

    • 8 Alexei Barros 24/09/2011 às 4:08 pm

      Valeu, mcs, o prazer é o meu!

      Na maioria das vezes sou revestido por um complexo de vira-lata, mas o fato é que, apesar de algumas barreiras de idioma, é muito fácil hoje em dia contactar os caras com Twitter e Facebook. Fico muito feliz quando acontecem coisas como essas, de instrumentistas que admiro tanto acabarem lendo os textos que fazemos sobre eles.

      Concordo sobre a qualidade da S.S.T. Band. Incrível que mesmo sendo uma banda do final da década de 1980 e início de 1990 o som dos caras não soa ultrapassado hoje em dia, e isso não é para qualquer um.

  5. 9 calebe1990 25/09/2011 às 12:52 am

    Pensei que vcs soubessem disso antes, como podem ver na página do twiter, lá está meu nick, isso foi referente a quando eu perguntei ao NAMIKI sobre quando seria o show, e isso ele me confirmou, em janeiro de 2012 a SSt vai tocar


  1. 1 Gagá Games » Retro-rápidas: NBA Jam para Master System e mais… Trackback em 23/09/2011 às 4:02 pm
  2. 2 “After Burner” – After Burner (Blind Spot The Shibuya Concert) « Hadouken Trackback em 20/07/2012 às 12:18 pm
  3. 3 No final de fevereiro, o primeiro DVD da Blind Spot, a quase S.S.T. Band « Hadouken Trackback em 31/01/2013 às 8:49 pm
  4. 4 O espantoso regresso do Game Music Festival | Hadouken Trackback em 28/06/2013 às 5:01 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.546 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: