O programa do Symphonic Legends


Por Alexei Barros

Quem acompanhou as doses cavalares de revelações do Symphonic Fantasies ano passado há de estranhar que pouco foi dito sobre o set list do Symphonic Legends, o concerto alemão com músicas da Nintendo a acontecer dia 23 de setembro que passará ao vivo em vídeo na internet, e com qualidade de som surround 5.1! (este é o primeiro de muitos pontos de exclamação do post, fica o aviso). Aliás, o link da transmissão você entra aqui, mas fique tranquilo que nas vésperas publicarei um lembrete. Chegou a hora de saber o que cada arranjador fez, ainda que na maioria fico na expectativa quais faixas compreendem as suítes. Como foram divulgados os créditos da composição é possível constatar também que músicas não vão comparecer. E com as informações que o produtor Thomas Boecker concedeu em entrevista ao SEMO é possível vislumbrar as abordagens de cada segmento.

Serão nove números no total: oito na primeira parte e somente um na outra – explico o porquê mais adiante (quero deixar o melhor para o final). O único que é de conhecimento, além da composição original de abertura “Fanfare for the Common 8-Bit Hero”, é uma das maiores obras-primas da história, daquelas que faz você parar de jogar para ouvi-la, a “Aquatic Ambience” do Donkey Kong Country que foi arranjada por ninguém menos do que Masashi Hamauzu! O autor da trilha de Final Fantasy XIII adotou o estilo impressionista, que é a sua direção musical favorita, na peça que terá a participação do pianista Benyamin Nuss. Tem tudo para superar o medley “Water Music” do Orchestral Game Concert 5. Com isso, sabe-se que não haverá Donkey Kong Country 2, por exemplo, e não será desta vez que a “Stickerbrush Symphony (Bramble Blast)” aparecerá em um concerto profissional.

Outro caso similar de parentesco com o OGC, no caso do Orchestral Game Concert 4, será a “Samus Aran – Galactic Warrior Suite”, que possui potencial para suplantar o medley de oito minutos “Super Metroid – Theme ~ Space Warrior Samus Aran’s Theme ~ Big Boss BGM ~ Ending”. O arranjo do alemão Torsten Rasch é experimental, em estilo contemporâneo, bastante sombrio e assustador – o que vai ao encontro do que se encontra no universo de Metroid. Como Kenji Yamamoto e Minako Hamano estão creditados, conclui-se que teremos somente Super Metroid. Devo ser um dos poucos que pensa assim, mas para mim a trilha do Metroid original é muito mais icônica, em decorrência da genialidade de Hirokazu Tanaka. Resultado: a “Depth of Brinstar” do Dairantou Smash Brothers DX Orchestra Concert prevalecerá como o único arranjo para orquestra do Metroid de 1986. E alguma coisa mais recente, da trilogia Prime, só mesmo a “Title” do MP2: Echoes, num arroubo de ousadia do Games in Concert.

Vamos então falar de Mario, o único representado em dois números, ambos arranjados pelo finlandês Roger Wanamo. O primeiro, chamado “Retro Suite”, traz músicas não apenas do Super Mario Bros. original, embora desconheça quais outros Marios – SMB 2 e 3 são os mais injustiçados pelos concertos, não sei bem por quê. Óbvio que a “Overworld” foi usada, e de maneira perspicaz e diferente da que estamos acostumados. O outro, “Galactic Suite”, é enfocado somente no Super Mario Galaxy, em uma jornada galáctica auditiva de oito minutos, com direito a uma surpreendente batalha do Mario e do Bowser em latim entoada pelo coral.

Para completar a primeira parte temos três segmentos dos arranjadores do estúdio Imagine. Fiquei especialmente feliz que Shiro Hamaguchi, que produz obras impolutas, foi escalado para a “Race Suite” de F-Zero, a suíte que aguardo com maior expectativa desde sempre. Como é o quarto item do programa, espero sobreviver para acompanhar o resto do espetáculo. Melhor ainda, Hamaguchi criou também a “Space Suite” de Star Fox, e arrisco dizer que o estilo das músicas e do arranjador foram feitos um para o outro. Sobrou Hayato Matsuo, pela primeira vez em um concerto do Thomas Boecker, que é o autor da “Variation on a World Map Theme” do Pikmin, jogo que corresponde à escolha mais inusitada do programa.

Disse que deixaria o melhor para o fim, e então lá vai. Jonne Valtonen esteve ocupado somente com Zelda. Por quê? Você achava muito os 18 minutos das suítes do Symphonic Fantasies? Pois segure-se na cadeira porque será um poema sinfônico de inacreditáveis 35 minutos! Dividido em cinco movimentos (descritos abaixo), narrará a transformação do infante Link em adulto, passando pelas agruras e sofrimentos do herói. Espere por reminiscências da era romântica à moda de Richard Strauss e Piotr Ilitch Tchaikovsky e elementos contemporâneos nos momentos de agonia. Além de Koji Kondo, Toru Minegishi está creditado, ele que participou das trilhas de Majora’s Mask, The Wind Waker, Twilight Princess e Phantom Hourglass. Lembro de duas ocasiões em que foi usado o conceito de poema sinfônico, ou seja, de uma obra musical baseada em um poema, ideia ou texto literário em game music: a Symphonic Poem ”Forbidden Prelude” (Drakengard 2) e, claro, a Symphonic Poem “Hope” (Final Fantasy XII). Nem de longe chegam a tamanha duração. Especialmente este número mostra que o Symphonic Legends privilegiará muito mais a liberdade artística, algo que, nem de longe, outros concertos de games sonharam em fazer.

Expectativas nas alturas para o dia 23 de setembro, às 15 horas, pela performance da WDR Radio Orchestra Cologne e do State Choir Latvija, que estarão sob a batuta do Niklas Willén no Cologne Philharmonic Hall. Nem dá para imaginar que será possível ver tudo isso ao vivo.

O tão falado set list:

Primeiro ato

01 – “Fanfare for the Common 8-Bit Hero”
Composição: Jonne Valtonen

02 – Star Fox: “Space Suite”
Composição: Koji Kondo e Hajime Hirasawa
Arranjo: Shiro Hamaguchi

03 – Super Mario Bros.: “Retro Suite”
Composição: Koji Kondo
Arranjo: Roger Wanamo

04 – F-Zero: “Race Suite”
Composição: Yumiko Kanki e Naoto Ishida
Arranjo: Shiro Hamaguchi

05 – Super Metroid: “Samus Aran – Galactic Warrior Suite”
Composição: Kenji Yamamoto e Minako Hamano
Arranjo: Torsten Rasch

06 – Donkey Kong Country: “Aquatic Ambience”
Composição: David Wise
Arranjo: Masashi Hamauzu

07 – Pikmin: “Variation on a World Map Theme”
Composição: Hajime Wakai
Arranjo: Hayato Matsuo

08 – Super Mario Galaxy: “Galactic Suite”
Composição: Koji Kondo e Mahito Yokota
Arranjo: Roger Wanamo

Segundo ato

09 – The Legend of Zelda: “Symphonic Poem”

I. Hyrulian Child
II. Dark Lord
III. Princess of Destiny
IV. Battlefield
V. Hero of Time

Composição: Koji Kondo e Toru Minegishi
Arranjo: Jonne Valtonen

Aos interessados, o PDF do programa pode ser baixado aqui.

[via SEMO]

About these ads

9 Responses to “O programa do Symphonic Legends”


  1. 1 fezones 13/09/2010 às 10:30 am

    OAO!

    Se toda segunda-feira começasse com uma notícia dessas, o mundo seria muito melhor.

    35 minutos de Zelda. Tô em choque, nem consigo escrever xD

    OAO!

  2. 2 Gustavo 13/09/2010 às 12:51 pm

    A empolgação foi nas alturas agora com essa notícia sobre Zelda. E eu nem sabia da existência desse concerto :P

  3. 3 Radical Dreamer 13/09/2010 às 12:58 pm

    Descobri tudo isso ontem à noite, e até agora não caiu direito a ficha. Ainda estou estonteado. 35 minutos de Zelda, Hamauzu e piano na “Aquatic Ambience”, Metroid sombrio, Mario Galaxy e coral em latim… Thomas Böcker e a sua ousadia um dia me matam.

  4. 4 Alexei Barros 13/09/2010 às 1:59 pm

    @ fezones

    É verdade, a novidade sobre o poema sinfônico do Zelda é de enmudecer. Até poderia ter publicado antes, como a notícia saiu à tarde, mas só consegui organizar as informações ontem à noite mesmo.

    @ Gustavo

    Você está perdoado. =P Mas para facilitar a visualização eu criei uma categoria para cada uma das turnês e concertos mais recentes ali ao lado.

    @ Radical Dreamer

    “Ainda estou estonteado.” (2)

    Por tudo isso que você falou e por todo o resto. O grande diferencial dos concertos do Thomas é mesmo essa liberdade artística, que eu sei que não agrada todo mundo, como ele disse na entrevista ao SEMO:

    “I never want to play safe in choosing fan favorites only, and going the easy way with simple arrangements that are as close as possible to the originals, just to avoid making somebody upset. This is not my style, and fans who are attending my concerts know that.”

  5. 5 DGC 13/09/2010 às 5:10 pm

    O-M-G!!!

    Por minha alma, não perderei por nada!!!

  6. 7 leandro 16/09/2010 às 9:47 am

    juro por deus no céu…

    depois que eu li dos 35 minutos de zelda eu chorei!!!!
    igual uma criança!!!!!

    minha serie favorita!!!

    tomara que viverei ate la para ver ISSO.

    melhor blog do mundo.

  7. 8 Felipe 16/09/2010 às 6:51 pm

    Agora sim meu queixo foi ao chão! Sou apaixonado por música erudita e considero os concertos Symphonic Shades e Fantasies o mais próximo que a game music chegou das grandes obras. Agora então, ao ler que este ano teremos um Poema Sinfônico (maiúsculas propositais) de 35 minutos, acredito que este Symphonic Legends tem tudo pra ser o concerto que elevará a música dos jogos à classificação de erudita. E o nome Jonne Valtonen ao status de grande mestre.

  8. 9 Alexei Barros 16/09/2010 às 8:28 pm

    @ Leandro

    Hehe, que isso, Leandro, guarde a emoção para o dia do concerto. :D
    Mas apesar de não conhecer as trilhas de Zelda tanto quanto gostaria (especialmente as novas não sou muito familiarizado), o segundo ato promete ser o ápice da apresentação.

    @ Felipe

    Concordo absolutamente com o seu comentário sobre o Symphonic Shades e o Symphonic Fantasies. Isso se deve ao fato de que a organização do concerto não quer só atingir os fãs casuais e hardcore de game music, como os apreciadores de música erudita em geral. Nessa mesma vertente, acredito que o A Night in Fantasia até tenta, mas ainda está bem atrás em excelência. E como disse acima, o Poema Sinfônico do Zelda deverá ser o mais aguardado até mesmo pelos que não são fãs de Zelda.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS

Twitter

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.531 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: