Arquivo de outubro \27\UTC 2007

Orquestra galáctica

Por Alexei Barros

Numa boa, que jogaço será Super Mario Galaxy? Minha expectativa só aumentou quando Mario Prandoni me passou esse vídeo, que mostra a gravação de uma faixa orquestrada para o jogo – fato totalmente inédito nos games do bigode. E, por favor, parem de tocar músicas do Super Mario Bros. 3 nos trailers senão vou acabar tendo um ataque cardíaco.

Além de ela ser espetacular, ainda conta com a aparição dos mestres Koji Kondo e Shigeru Miyamoto. Se um dia vão apresentá-la em algum concerto? No VGL eu duvido, mas no Press Start é muito provável.

Renovação (quase) fraudulenta

Por Alexei Barros

Não demorou para surgirem os vídeos do YouTube das apresentações mais recentes do Video Games Live em Los Angeles e em Londres. Logo procurei pelos segmentos de Metal Gear, Sonic, Mario, Zelda, Kingdom Hearts e Final Fantasy que supostamente seriam atualizados. Tudo igual. Nada de novo nas músicas. Será que esse revigoramento que o site se referia era em relação aos vídeos?

Pelo menos as prometidas inéditas apareceram mesmo: BioShock, Halo 3 e Harry Potter and the Order of the Phoenix. Só do Conan não achei. Que pena.

- BioShock

Tocaram na seqüência as duas primeiras faixas da trilha do jogo de tiro da 2K Games, “BioShock Main Theme (The Ocean on His Shoulders)” e “Welcome to Rapture”. A suíte é bem sombria, ainda mais com essa narração perturbadora que aparece no meio e no final. Mas fiquei com a impressão que esqueceram de algumas importantes, como “Dr. Steinman”.

- Halo 3

Você acha que o Video Games Live tem muito Halo? Eu acho! Note que, com exceção da série da Bungie, todas as franquias representadas no VGL tem apenas uma música orquestrada no repertório. Além de tocarem o tema e “Finish the Fight” de Halo 3, acrescentaram outra faixa do capítulo final da trilogia, que é mais uma variante da canção principal. Uma bela adição, porém confesso que é muito Master Chief para um concerto só.

- Harry Potter and the Order of the Phoenix

Vou bater na mesma tecla: tocam Harry Potter porque é uma franquia afamada, não por causa da música. No fim das contas, até que a faixa é interessante, mas há umas 300 melhores que essa.

- Out Run

O “quase” do título desse post é por causa desse segmento. Para a apresentação em Londres, o compositor britânico Richard Jacques, que é o arranjador do “Classic Arcade Medley” e do “Sonic Symphonic Suite” do VGL, foi convidado para tocar ao vivo as músicas do Out Run, “Magical Sound Shower” e “Passing Breeze”. Essas duas com o Euro Remix feito por ele em Out Run 2 – não tocaram “Splash Wave” provavelmente pelo fato de a sua releitura pender para o eletrônico. Exímio no piano, Jacques recebeu o amparo de percussão e um naipe de metais para mostrar ao público as suas versões jazzísticas. Só é chato que essa é mais uma das performances exclusivas de determinadas localidades do VGL – como foi com o violonista Lucas Vandanezi no Brasil –, então mal dá para contar como uma novidade.

Mario Galaxy e a arrogância?

Por Claudio Prandoni

Em entrevista ao site gringo Kikizo, o diretor de marketing da Insomniac Games diz que o estúdio se sente orgulhoso de que Shigeru Miyamoto tenha copiado da série Ratchet & Clank a idéia de fazer mundos esféricos.

Sim, obviamente. Um dos maiores criadores de jogos de todos os tempos não poderia tirar a idéia de absolutamente nenhum outro lugar…

pequenoprincipemariogalaxy_mini.jpg

A fraude dos tênis gamísticos – Parte 2

Por Claudio Prandoni

Lembra desta aberração abaixo?

tenisdomario.jpg

Então chore (de desgosto) com essa outra atrocidade: o tênis do Xbox 360.

x360tenisshoes_mini.jpg

Kairi é uma cheerleader heroína

haydenkairi_mini.jpg

Por Claudio Prandoni

Descoberta totalmente sem querer: conversava eu com um amigo pela Internet sobre Heroes quando ele começou a falar da Claire Bennet, a cheerleader invencível, interpretada pela atriz Hayden Panettiere.

Ele me mandou o link do perfil da loirinha no IMDB e eis que vendo a carreira dela constatei que ela dublou a Kairi nos dois jogos da série Kingdom Hearts para PlayStation 2.

Não muda a vida de ninguém, mas achei bem curioso.

Artwork do dia: de ChirICO

icovschiricobaixa.jpg

Por Claudio Prandoni

Há poucos dias estava pesquisando sobre o fabuloso ICO, de PlayStation 2, e me deparei com este fato inusitado. A capa das versões européia e japonesa do game foi desenhada por Fumito Ueda, o próprio criador do jogo.

Declaradamente, ele se inspirou nas obras do pintor europeu surrealista Giorgio de Chirico.

Apesar de ainda não ter terminado ICO nem ter jogado Shadow of Colossus (fraude!), admiro imensamente ambos os títulos, principalmente pelos conceitos minimalistas e afetivos que abordam. O fato de Fumito Ueda ter utilizado obras de outras mídias de relevância cultural reconhecida – e pouco difundidas no grande público – só faz aumentar meu respeito.

Porém, será que Ueda não plagiou demais o trabalho do pintor?

Apocalipse iminente

streetfighteriv.jpg

Por Claudio Prandoni

Primeiro Sonic no Smash Bros. Brawl, depois Alexei se rendendo aos encantos do Chefinho Mestre – o rapaz até surrupiou a Caixa X do trabalho para poder jogar Halo 3 no feriado – e agora isso.

Só pode ser a Divina Providência nos avisando de que o fim do mundo está o próximo. Parece uma espécie de metaforização gamística dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse. Temos três já. Teremos um quarto?

quatrocavaleirosdoapocalipsegamer.jpg

Ok, baboseiras à parte, fato é que após dez anos desde o último episódio numerado da série principal (Street Fighter III: New Generation de 1997, lembra?), a Capcom anunciou Street Fighter IV e colocou ponto final a rumores que circulavam há dois anos dando como certa a produção do game.

Confesso que pra mim só a confirmação oficial já era mais do que suficiente. Ter um trailer bonitão ainda com Ryu e Ken lutando – e fazendo uma propaganda esperta para o nosso blog no final – é mais do que eu poderia esperar. De verdade.

Se divulgassem vídeos de gameplay e confirmassem lançamento exclusivo para Wii eu enfartaria de prazer.

Contudo, creio que só veremos essa belezinha lá pelo final do ano que vem, provavelmente no Xbox 360, PS3 e, por que não, nos fliperamas da vida.

A responsabilidade é grande: Street Fighter II é um dos jogos mais populares e carismáticos da História da Humanidade e SF III, por mais obscuro que seja, traz um dos melhores sistemas de luta 2D de todos os tempos – na minha humilde opinião como praticante constante de Tatsuragas e Shoryugas com o glorioso Ken Masters. Em relação à jogabilidade prefiro não especular, visto que se a Capcom sentou em cima do projeto por 8 anos – a última versão de episódio numero é o excelente SF III: Third Strike – é por que eles devem ter muitos truques novos para mostrar. Porém, espero que mais veteranos dêem as caras novamente (General Uile, alguém?) e que os novatos sejam mais simpáticos.

Detalhe curioso: o trailer é 3D e usa efeitos visuais estupidamente similares aos vistos em Okami (aliás, finalmente anunciado para Wii! Uhuu!). Será que veremos algo assim em Street Fighter IV?


RSS

Twitter

Procura-se

Categorias

Arquivos

Parceiros

bannerlateral_sfwebsite bannerlateral_gamehall bannerlateral_cej bannerlateral_girlsofwar bannerlateral_gamerbr bannerlateral_consolesonoro bannerlateral_zeebobrasil bannerlateral_snk-neofighters brawlalliance_banner_copy
hadoukeninenglish hadoukenenespanol hadoukenenfrancais hadoukeninitaliano hadoukenindeutscher hadoukenjapones

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.545 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: